Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Os Filmes da Minha Vida: Cássia Kis escancara admiração por Trama Fantasma e Charlie Chaplin
    Por João Vitor Figueira — 24 de jun. de 2018 às 08:52
    facebook Tweet

    Lenda da televisão e do cinema brasileiro, Cássia fez sua retrospectiva afetiva como cinéfila para o AdoroCinema.

    Dona de uma presença magnetizante, Cássia Kis encantou o público durante sua passagem pelo Cine PE - Festival do Audiovisual deste ano, onde foi homenageada com o prêmio Calunga de Ouro pelo conjunto de sua carreira. Com 40 anos de trajetória artística e 60 anos de idade, a atriz fez uma retrospectiva afetiva de seus gostos pessoais para o quadro do AdoroCinema que revela o lado cinéfilo dos artistas que estamos acostumados a ver nas telinhas e telonas.

    Logo de cara, a atriz que no ano passado entregou mais uma atuação marcante na série Os Dias Eram Assim, da TV Globo, mostrou que ela e Jennifer Lawrence tem ao menos uma grande discordância nesse mundo: a forma de encarar Trama Fantasma. Aclamado pela crítica, o mais recente drama dirigido por Paul Thomas Anderson com o réquiem de Daniel Day-Lewis diante das câmeras de cinema caiu nas graças de Cássia. "É um filme que eu vi três dias seguidos porque eu vi tudo que eu gosto em um filme junto", afirmou. Como se sabe, a arte é subjetiva e toca pessoas diferentes de maneiras diferentes, o que explica o fato de J. Law ter desistido de assistir ao mesmo filme depois de se entediar em três minutos.

    Ao mencionar o que a emociona no cinema, Cássia mostrou que se sente impactada de múltiplas maneiras pela arte de Charles Chaplin. Ela mencionou os filmes em que Chaplin assume a persona de Carlitos, sua criação mais memorável, inesquecível em Luzes da Cidade e Tempos Modernos, como produções capazes de lhe fazer ir das lágrimas às risadas.

    Morto em abril deste ano, Nelson Pereira dos Santos também foi lembrado por Kis. "Sou louca por ele", disse a atriz ao citar que Memórias do Cárcere, uma das obras magnas do cineasta, ao mencionar um filme que a faz sentir orgulho do cinema nacional.

    Depois de revelar que gostaria de ter atuado em Cidadão Kane se pudesse escolher um papel em qualquer produção já feita no mundo em todos os tempos, Cássia disse que o trabalho que considera o mais marcante de sua vida é o "belíssimo" Redemoinho, longa no qual ela vive a mãe do personagem de Júlio Andrade.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top