Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Google lança experiência em Realidade Virtual para homenagear Georges Méliès, pioneiro do cinema
    Por Renato Furtado — 3 de mai. de 2018 às 09:45
    facebook Tweet

    Doodle em 360º graus é o primeiro do tipo realizado pela companhia estadunidense.

    Os criativos doodles do Google, as pequenas animações lançadas pela companhia estadunidense na página inicial de seu buscador, chegaram à sétima arte. Como forma de homenagear o francês Georges Méliès (1861-1938), pioneiro do cinema, a gigante da tecnologia preparou uma experiência em Realidade Virtual - "De volta à lua – Comemoração a Georges Méliès" - que faz referências aos curtas mais famosos do diretor, incluindo seu fundamental Viagem à Lua. O vídeo, interativo e em 360 graus, pode ser conferido abaixo ou na página inicial do Google:

    Nascido Marie Georges Jean Méliès em Paris, o homem que se tornaria uma das figuras mais importantes dos primórdios da sétima arte iniciou sua carreira artística como ilusionista e cenógrafo, atuando principalmente nos teatros da capital francesa até os idos de 1895, quando os Irmãos Lumière empreenderam uma turnê pela Europa para exibir as primeiras obras cinematográficas. Encantado e fascinado pela inédita invenção, Méliès logo adquiriu seu próprio cinematógrafo - o primeiro dispositivo exibidor de filmes - para divulgar seus projetos oníricos.

    Dono de um estilo inconfundível e de uma vasta filmografia de aproximadamente 500 produções, Méliès levou sua experiência no teatro para a então nascente arte. Como cineasta, o francês introduziu efeitos especiais diversos e técnicas fundamentais de montagem - as trucagens de Méliès foram essenciais para o desenvolvimento da edição moderna - e construiu sua carreira sobre obras de ficção científica e fantasia que viriam a construir o imaginário cinematográfico. Quando o estabelecimento do negócio cinematográfico nos Estados Unidos alterou o centro de poder da Europa para a América do Norte, Méliès decidiu se afastar da sétima arte.

    O cineasta, então, caiu em um esquecimento precoce a partir de 1913, sendo resgatado do ocaso em 1938, pouco antes de sua morte, por Henri Langlois, curador da Cinemateca Francesa e precursor dos ideais da Nouvelle Vague de Jean-Luc Godard e François Truffaut. Desde então, a imagem de Méliès como pai fundador do cinema tornou-se cada vez mais forte, especialmente após Martin Scorsese introduzir a obra do francês para as novas audiências em sua aventura infantil, o aclamado A Invenção de Hugo Cabret, no qual Méliès é interpretado por Ben Kingsley.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • Danilo
      A versão colorida de Viagem a Lua é fantástica!!!! Ainda mais pelo fato do rolo de filme ter sido pintado a mão!!! Quadro por quadro!!!!
    • Ana Lima
      Vdd
    • Vidamell Vida R.
      Me lembro da invenção de Hugo cabret.
    Mostrar comentários
    Back to Top