Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Charlize Theron quer spin-off de Mad Max protagonizado pela Imperatriz Furiosa
    Por Renato Furtado — 18 de abr. de 2018 às 12:25
    facebook Tweet

    Será que George Miller topa? Será que a Warner deixa?

    Assim que estreou nas telonas, a Imperatriz Furiosa de Charlize Theron tornou-se automaticamente uma das maiores personagens da história recente do cinema. Guerreira, destemida e 100% badass, a verdadeira protagonista de Mad Max: Estrada da Fúria rouba todas as cenas nas quais aparece e toma conta da obra-prima de George Miller com propriedade. Mas quem é a misteriosa personagem? De onde ela veio? Para onde foi após os eventos de Estrada da Fúria? Quais são seus desejos? Estas são algumas das perguntas que um spin-off dedicado à icônica guerreira poderia responder, projeto que a própria Theron sonha em desenvolver:

    "Espero que sim [que o filme aconteça]. Amo aquela personagem, adorei trabalhar com George Miller e se ele estiver disposto, é claro que faremos. Quer dizer, eu estaria dentro desde o início. Trabalhar com George é como trabalhar com Jason Reitman [Theron e o cineasta colaboraram em Jovens Adultos e no ainda inédito Tully]. Não preciso ler um roteiro, confio muito nele e é ótimo quando você pode ter essa relação com um realizador", afirmou Theron, em entrevista ao Screen Rant. A ideia provavelmente soa como música para todos os fãs de Estrada da Fúria; no entanto, sua concretização pode estar mais distante do que nunca por causa de uma penosa batalha judicial entre Miller e a Warner Bros.

    Mad Max: Franquia pode não ganhar mais continuações por causa de processo judicial

    No último mês de novembro, Miller entrou com um processo contra o estúdio de Hollywood, alegando que a companhia não pagou a bonificação de US$ 9 milhões acordada em contrato pelo fato de que o diretor e sua equipe de produção entregaram Estrada da Fúria abaixo do orçamento estipulado. A Warner, por sua vez, contraria as denúncias de Miller, afirma que o cineasta extrapolou a verba de produção e ainda o acusa de ter quebrado o contrato firmado; de acordo com a distribuidora, Miller supostamente entregaria um produto final de 1h40 de duração voltado para um público mais amplo, cenário que é distante do que se tornaria realidade: Mad Max: Estrada da Fúria tem 2h de duração e recebeu classificação indicativa "R", ou seja, para maiores de 18 anos.

    Como Miller provavelmente aceitaria realizar um filme solo da Furiosa - ou até mesmo uma sequência direta de Estrada da Fúria, dando ainda mais destaque para a personagem de Theron -, tudo indica que é apenas uma questão de solucionar o processo judicial que está em andamento nos tribunais australianos. Resta torcer para que as duas partes cheguem a um acordo para Theron e sua Furiosa retornarem o quanto antes às telonas.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    • Mad Max: Franquia pode não ganhar mais continuações por causa de processo judicial
    • George Miller move processo contra Warner Bros. por disputas financeiras envolvendo Mad Max: A Estrada da Fúria
    Pela web
    Comentários
    • Jonathan k_78
      Que tudo se resolva logo.
    • Bernardo Bastos Guimarães
      Bem diferente da Charlize Theron em Tully...
    • ƒคтε/รтคყ ทigнτ нєαvєท's ƒєєℓ☠
      Então vai ficar querendo..
    Mostrar comentários
    Back to Top