Meu AdoroCinema
    Terry Gilliam compara movimento #MeToo com a "máfia"
    Por Felipe Ribeiro — 19/03/2018 às 18:15
    facebook Tweet

    Cineasta de Monty Python teve sua opinião criticada por atrizes e atores nas redes sociais.

    Getty Images

    Diretor de Brazil, o Filme (1985), o cineasta Terry Gilliam criticou o movimento #MeToo ao compará-lo com uma "máfia", afirmando que algumas mulheres foram vítimas de Harvey Weinstein, enquanto outras se aproveitaram da situação para alavancarem suas carreiras. Seus comentários foram condenados por outras celebridades nas redes sociais.

    Apesar de chamar Weinstein de "monstro", além de dizer que ele foi exposto por ser "um idiota" e ter feito "muitos inimigos"", Gilliam afirmou em entrevista à agência de notícias AFP que o #MeToo é "simplista" e que o movimento "se tornou bobo, pois as pessoas estão sendo descritas de formas ridículas, como se não houvesse mais uma verdadeira humanidade. [...] É como quando a máfia assume o domínio, a multidão está por perto com tochas e pronta para queimar o castelo do Frankenstein".

    "É um mundo de vítimas. Acho que algumas pessoas se deram bem ao se encontrar com Harvey e outras não. As que conseguiram sabiam o que estavam fazendo. Estes são adultos, estamos falando de adultos com muitas ambições. Uma noite com Harvey, esse é o preço que se paga", disse Gilliam sobre ter mais oportunidades em Hollywood.

    O cineasta também falou sobre o caso em que Matt Damon, com quem trabalhou em Os Irmãos Grimm (2005), foi criticado ao dizer que existem níveis diferentes de assédio. "Sinto pena de alguém como Matt Damon, que é um ser humano decente. Ele disse que nem todos os homens são estupradores e acabou sendo execrado. Vamos lá, isso é loucura".

    Sobre o abuso de poder na indústria do cinema, Gilliam se pronunciou de forma cética: "Sempre aconteceu. Não acho que Hollywood irá mudar. O poder sempre leva vantagem, sempre levou e sempre levará. [...] A única coisa que nós, [geração dos anos 1960], não fizemos corretamente foi que as mulheres recebessem os mesmos salários que os homens pelo mesmo emprego, esse é o grande fracasso do nosso tempo".

    Em 2017, quando a atriz Lena Headey (Game of Thrones) revelou ter sido assediada por Weinstein, ela também mencionou que sofreu bullying constante de Gilliam durante as gravações do filme Os Irmãos Grimm.

    Reações aos comentários de Terry Gilliam:

    "Os comentários de Gilliam sobre Harvey Weinstein são idiotas e perigosos. Ele não estava nos quartos. Ele não sabe o quão agressivo, violento e assustador ele era. Quem ele é para dizer que era uma espécie de acordo oferecido? Ele deveria ter vergonha de si mesmo", criticou Judd Apatow, criador da série Love.

    "Terry Gilliam talvez queira transformar esses seus sentimentos de medo e incertezas sobre o #MeToo e o #TimesUp e perceber 'Ah, é assim que a vida tem sido para ELAS até agora... Uau! Que droga'. Percebe? Isso é empatia", publicou a atriz Sarah Silverman (Detona Ralph).

    "Esta entrevista revirou o meu estômago. Terry Gilliam é o último homem a censurar um movimento que está tentando proteger as mulheres de homens abusivos", escreveu a atriz Ellen Barkin, que foi dirigida pelo cineasta em Medo e Delírio (1998).

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Peter Spielberg
      Lá vem o hidiota que não sabe falar e escrever o português brasileiro querer impor lição de moral . Volte a estudar e depois volte aqui para ter uma conversa de gente
    • Marcelo L.
      para que ridicularizar uma pessoa que não escreveu direito, respeitar é mais importante que corrigir. você está se comportando como um hidiota.
    • Danilo
      Pelo que esta acontecendo a Woody Allen, podemos ver que para o #MeToo todo macho acusado é culpado mesmo depois que for comprovado o contrario.
    • Danilo
      Concordo e isso é uma das muitas consequências
    • Peter Spielberg
      Parabéns , inventaste uma nova palavra Ipoquitras. Descobrires sozinho ?
    • Pessoa
      Há criaturas com temperamento democrático que querem que Terry Gilliam cale a boca. São criaturas incapazes de lidar com a divergência de pensamento.Nesta versão mal editada da crítica de Gilliam ao #MeToo faltou trechos mas o mais importante foi quando ele diz: É uma maluquice o quão simplistas as coisas estão se tornando. Não há mais inteligência e as pessoas parecem aterrorizadas de dizer o que realmente pensam.Esta frase é uma grande verdade porque muitos dentro e fora de Hollywood concordam com ele, porém tem o receio de dizer o que pensam porque temem ser crucificados pela mídia manipuladora e pelos xiitas e oportunistas on-line.Parece que para o #MeToo se considera, ao mesmo tempo, juri, juiz e executor e para elas qualquer macho acusado é culpado até prova em contrário. Contrariando o princípio democrático de que qualquer pessoa (não importa o sexo, cor, religião etc) é inocente até prova em contrário.
    • Jonnie Acton
      Ué, mas ele falou alguma mentira? Algumas mulheres usam o sexo para tirar proveito do poder de um homem, isso é fato, PONTO. Agora, claro que não justifica o cara ser um escroto assediador, como ele fez questão de ressaltar...
    • Cinemaniac [SKYWALKER]
      Falou só verdades. O #MeToo era pra ser um movimento super importante mas que se tornou símbolo da hipocrisia Hollywoodiana.
    • Barney S.
      Já comentou
    • Jc V.
      Denunciar não acabou com a vida de ninguém. Pelo contrário, salva mtas vidas. Se antes os caras faziam teste do sofá como mulheres e crianças a doidado agora pelo menos os caras pensam duas vezes. Entendi q ele critica o metoo por isso, mas o fato é que ele escolheu MUITO mal as palavras. Não acho que haja como banalizar o rap& pois é um crime hediondo. A diferença é que pra nós homens passar a mão, mostrar o pênis, pedir um boqu&te ou ejacular no pescoço de uma mulher num ônibus parece soar menos agressivo que um sexo forçado. Mas pense bem: Não é. Ambas são atitudes imperdoáveis, e temos q combater isso antes q nossas irmãs ou filhas sejam a manchete da vez. Pensa nisso.A nível de comparação como ambas atitudes são igualmente agressivas: Entre levar um soco ou uma paulada qual vc prefere? É preferível evitar os dois né
    • Vítor Menezes
      mas vc n concorda q igualar um fiu fiu a um estupro não agrava o fiu fiu mas banaliza o estupro?
    • Danilo
      O problema não é só a banalização, se tratar os bons igual aos maus, qual incentivo alguém terá para não fazer?! Uma consciência tranquila e um monte de calunias para lhe tirar o sono?! Passar por trouxa por não ter feito o que lhe é imputado?!
    • Bernardo Bastos Guimarães
      As que conseguiram sabiam o que estavam fazendo. - não necessariamente, se foram estupradas, e há casos (não sei se com ele) de atrizes que disseram terem sido estupradas ainda crianças e que nem sabiam o que era aquilo, que era um estupro, e saíram caladas sem entender nada pelo que passaram, coisa que só foram entender já na juventude. Outro ponto: mas ainda que sabiam o que estavam fazendo, nem por isso a postura dele torna-se correta, porque é chantagem. Sabe de uma coisa, Monty Python? Cala a boca.
    • Vítor Menezes
      ele não está falando do estupro, ao menos pelo que eu entendi, ele está falando mal do como o #METOO era no começo um movimento pra ajudar as mulheres mas agora virou muito mais uma caça ás bruxas, onde basta um cara ser denunciado que acaba a vida dele. Parece que acabou o inocente até que se prove o contrário, Exemplo, o pobre do matt damon foi trucidado pelas feministas por simplesmente dizer que por mais que um assediador seja nojento, é bem menos que um rapi st (tive que colocar em inglês e separado pra não arriscar ter comentário marcado com spam). E ele está certo, o problema é que Igualar um fiu fiu à um ra pe (junte as sílabas e traduza) não agrava o fiu fiu, mas banaliza o ra pe
    • Jc V.
      Calado é um poeta. No dia q a filha dele for abusada quero ver se ia dizer isso. Imagina um delegado dizendo pra ele: Pois é, isso sempre foi assim e nada vai mudar. Azar da sua filhaMas ele tem o direito de opinar sim, agora segure as consequências
    • Vítor Menezes
      o pobre do matt damon foi trucidado pelas feministas por simplesmente dizer que por mais que um assediador seja nojento, é bem menos que um rapi st (tive que colocar em inglês e separado pra não arriscar ter comentário marcado com spam). E ele está certo, o problema é que Igualar um fiu fiu à um ra pe (junte as sílabas e traduza) não agrava o fiu fiu, mas banaliza o ra pe
    • Danilo
      O cara esta apenas falando a verdade, o problema deve ser encarado de frente e não com o óculos lente cor de rosa até mesmo porque muitas pessoas e muitas mulheres também se calaram esperando a sua vez de alavancar a sua carreira? Quantas mulheres foram cúmplices dessa situação ?!
    • Vidamell Vida R.
      Prefiro não comentar nada.
    • Eduardo B.
      Eu acho que ele expressou bem sua opinião. Ipoquitras são os que o criticam só por expor seu pensamento
    Mostrar comentários
    Siga o AdoroCinema
    Trailers
    Uma Segunda Chance Para Amar Trailer (2) Legendado
    As Golpistas Trailer Legendado
    Os Parças Trailer Oficial
    Carcereiros - O Filme Trailer
    Aspirantes Trailer
    Sereia Predadora Trailer Original
    Todos os últimos trailers
    Notícias de cinema Personalidades
    De Okja a Parasita: Conheça a carreira de Bong Joon-ho
    NOTÍCIAS - Personalidades
    quarta-feira, 20 de novembro de 2019
    Elizabeth Banks rebate críticas ao reboot de As Panteras: "Fizeram 37 filmes do Homem-Aranha"
    NOTÍCIAS - Personalidades
    segunda-feira, 18 de novembro de 2019
    Star Wars: Mark Hamill reage a sua audição para Luke Skywalker
    NOTÍCIAS - Personalidades
    sábado, 16 de novembro de 2019
    As Panteras: Quem é Ella Balinska?
    NOTÍCIAS - Personalidades
    sexta-feira, 15 de novembro de 2019
    A Pequena Sereia: Quem é Jonah Hauer-King, o novo príncipe Eric da Disney?
    NOTÍCIAS - Personalidades
    quarta-feira, 13 de novembro de 2019
    A Pequena Sereia: Quem é Jonah Hauer-King, o novo príncipe Eric da Disney?
    Ryan Reynolds faz coro para que Netflix insira Harry Potter no catálogo
    NOTÍCIAS - Personalidades
    segunda-feira, 11 de novembro de 2019
    Ryan Reynolds faz coro para que Netflix insira Harry Potter no catálogo
    Últimas notícias de cinema Personalidades
    Filmes mais esperados
    Filmes mais esperados
    Back to Top