Meu AdoroCinema
Oscar 2018: As controvérsias dos indicados ao prêmio de melhor filme
Por João Vitor Figueira — 04/03/2018 às 09:50
facebook Tweet G+Google

Plágios? Falta de precisão histórica? Banimentos? Condescendência com o racismo? Acusações de "pedofilia"? Tem polêmica para tudo quanto é gosto.

É natural divergir sobre a qualidade artística de qualquer tipo de obra. Trata-se de uma atividade que define a natureza do ofício de crítico de cinema e de um direito pleno do cinéfilo assíduo ou bissexto, exercido em conversas de botequim, fóruns na internet e redes sociais. Essas conversas ajudam a consolidar a reputação de um filme, reputação esta que pode ajudar a definir a imagem de um projeto como digno ou não de celebração pública. E quer celebração pública maior no meio cinematográfico do que uma vitória no Oscar?

O ano é 2018 e vivemos, no Brasil ou nos Estados Unidos, um dos momentos mais politizados na esfera pública das últimas décadas. Mais do que nunca, quando se trata de um filme, não apenas os aspectos técnicos (direção, montagem, fotografia etc) têm sido levados em consideração, mas todos os aspectos simbólicos do discurso proposto pela obra e/ou questões da vida pessoal de seus realizadores.

Durante a corrida para o Oscar neste ano, muitos pontos foram levantados sobre os principais concorrentes aos prêmios principais. Para além dos argumentos artísiticos, as obras inspiraram controvérsias envolvendo plágio, imprecisões históricas, racismo e até mesmo uma suposta apologia da pedofilia.

Relembre todas as "problematizações" envolvendo os postulantes ao principal prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas em 2018. O único entre os nomeados ao Oscar de melhor filme que não é mencionado abaixo é Trama Fantasma, de Paul Thomas Anderson — ao menos que o desdém de Jennifer Lawrence pelo filme seja considerado uma polêmica.

Três Anúncios Para um Crime

Twentieth Century Fox Film Corporation
Sam Rockwell e Frances McDormand.

Um dos favoritos ao prêmio de melhor filme no Oscar já foi chamado de versão cinematográfica "daquele seu tio racista" pelo The Huffington Post. Antes disso, o drama com toques de comédia de humor negro Três Anúncios Para um Crime foi condecorado no Festival de Toronto no ano passado, premiação de voto popular que há seis anos consecutivos elegeu como melhor filme uma produção que foi indicada ou venceu o prêmio maior da Academia.

Entretanto, quando o filme dirigido e roteirizado por Martin McDonagh (Sete Psicopatas e um Shih Tzu) estreou no circuito comercial dos Estados Unidos, muitas foram as críticas à forma como o personagem de Sam Rockwell é apresentado na trama. Com Frances McDormand no papel de uma mãe em busca de justiça para sua filha, que foi violentada e assassinada em uma cidade do interior, o longa conta com Rockwell no papel de Dixon, um policial errático, para dizer o mínimo.

Dixon é cínico em relação ao racismo, já foi acusado de torturar um homem negro e prendeu uma mulher negra em um claro abuso de poder. Seu personagem é violento e indisciplinado, mas é defendido como sendo alguém de "bom coração" e tem a chance de se redimir no final do filme. O longa foi acusado de usar o sofrimento de pessoas negras como um recurso para a evolução dos personagens brancos. McDonagh se defendeu, afirmando que seu filme tem um viés "intencionalmente bagunçado e difícil": "Nós não fizemos um filme para pessoas de seis anos de idade, não fizemos Os Vingadores. Nós estamos tentando fazer algo que é mais difícil e que propõe mais ideias."

Sam Rockwell venceu o Globo de Ouro e o BAFTA Awards de melhor de melhor ator coadjuvante por seu trabalho no longa-metragem. O filme ainda recebeu estatueta de melhor elenco no SAG Awards, prêmio do sindicato dos atores. Rockwell é o franco favorito ao Oscar de melhor ator neste ano, assim como Frances McDormand é a aposta certa no Oscar de melhor atriz.

A Forma da Água e Lady Bird - A Hora de Voar

Twentieth Century Fox Film Corporation
Sally Hawkins.

Guillermo del Toro elevou sua fascinação pelo cinema de fantasia à máxima potência romântica em A Forma da Água, uma delicada crônica de época sobre uma mulher que se apaixona por uma criatura anfíbia mantida em cativeiro pelo governo dos Estados Unidos. O realizador mexicano afirmou que se baseou amplamente em O Monstro da Lagoa Negra (1954), terror lançado na era de ouro de Hollywood que marcou sua infância. O projeto conquistou 13 indicações ao Oscar, mas não atraiu apenas publicidade positiva.

O filme recebeu ao menos três acusações de plágio. O enredo do longa-metragem estrelado por Sally Hawkins virou alvo de controvérsia por conta da similaridade da trama com o que é visto no curta-metragem holandês The Space Between Us (2015) e com a peça teatral Let Me Hear You Whisper, que foi encenada pela primeira vez em 1969 com texto do dramaturgo americano Paul Zindel. O diretor Jean-Pierre Jeunet (O Fabuloso Destino de Amélie Poulain) também acusou del Toro de ter imitado uma cena de Delicatessen.

"Eu disse a ele: Você tem muita imaginação, muito talento. Por que roubar as ideias dos outros? Ele me respondeu: Nós devemos tudo a Terry Gilliam. Segundo ele, ele não roubou nada de ninguém, foi Terry Gilliam que nos influenciou. Mas é claro que roubou. Quando ele faz a cena de um casal sentado na ponta da cama dançando com os pés, com uma comédia musical passando na televisão ao fundo, é tão copiado e colado de Delicatassen que cheguei a dizer para mim mesmo em um momento que isso é a maior falta de respeito", apontou Jeunet.

"Eu nunca li, nem vi a peça. Nunca ouvi falar dessa obra antes de fazer A Forma da Água e nenhum dos meus colaboradores jamais mencionou a peça", se defendeu del Toro em entrevista ao site Deadline. "Nossa história e suas camadas são completamente, inteiramente complexas, entrelaçadascom espiões russos, a Guerra Fria, amizades femininas que são profundas. E mais importante do que isso, que são completamente originais. O ato de um animal ser liberto pode ser encontrado em qualquer [filme], desde Projeto X - Uma Festa Fora de Controle até Splash - Uma Sereia em Minha Vida [...]. Dá pra continuar e continuar. Também dá pra incluir O Dia do Golfinho, que de fato foi escrito dois anos antes da peça. Não é um elemento de trama inovador. A beleza deste filme não se resume a um elemento de trama de uma peça teatral".

A24
Saoirse Ronan

Lady Bird - A Hora de Voar, estreia de Greta Gerwig como diretora, também foi acusado de plágio por Josefina Lopez, roteirista do drama Mulheres de Verdade Têm Curvas. Os dois filmes são ambientados na cidade de Sacramento, na Califórnia, acompanham o amadurecimento de jovens mulheres em transição para a fase adulta, as primeiras experiências sexuais e a relação difícil com as mães — o que, convenhamos, são coisas muito comuns nessa fase da vida.

"Eu gostei de Lady Bird, mas, em certos momentos, pensei como a mãe [vivida por Laurie Metcalf em Lady Bird] era parecida com a mãe do meu filme. Depois reparei como eles não iam deixá-la ir pra faculdade, como no meu longa. Parecia uma versão branca dele", declarou Lopez.

O Destino de Uma Nação

Focus Features
Gary Oldman.

O Academia gosta premiar atores que mudam de aparência por um papel, vide as vitórias de Jared Leto (Clube de Compras Dallas) e Meryl Streep (A Dama de Ferro) no Oscar. Some isso ao fato da atuação de Gary Oldman como Winston Churchil em O Destino de Uma Nação ser realmente boa. Pronto, depois de ser indicado ao Oscar por O Espião Que Sabia Demais (2011), o ator que viveu diversas transformações na carreira está perto de ter seu próprio careca dourado. A campanha de Oldman nas demais premiações tem sido muito bem sucedida, como atestam as vitórias no Globo de Ouro e no SAG Awards.

Entretanto, na Hollywood pós-Harvey Weinstein, o provável êxito de Oldman no Oscar de melhor ator em 2018 certamente dará o que falar. Em 2001, Donya Fiorentino acusou o ator de tê-la agredido na frente dos filhos do casal enquanto ela tentava ligar para a polícia. Oldman negou ter cometido qualquer ato de violência contra sua ex-esposa e as investigações do caso não renderam nenhuma denúncia. O ator também ficou com a custódia de seus dois filhos. 

"Foi um período profundamente doloroso e pessoal da minha vida e eu agredeço pelo cuidado de todos os envolvidos. Eu fiquei grato pela forma como as coisas foram resolvidas", afirmou o ator em um e-mail para o jornal The Washington Post. Entretanto, Fiorentino manteve as acusações em uma entrevista recente. "Ele levou as minhas crianças e arruinou a minha vida", disse, em meio a lágrimas, a ex-modelo, segundo o The Mail. "A verdade precisa ser contada. Eu gostaria que Gary assumisse a responsabilidade por suas ações. Ele irá? Quem sabe? Ele sempre negou tudo."

Em 2017 o prêmio de melhor ator no Oscar foi vencido por Casey Affleck (Manchester à Beira-Mar), acusado de assédio sexual por duas mulheres. No auge dos movimentos #MeToo, o ator já afirmou que não estará presente na cerimônia deste ano. É costume da festa que o vencedor do Oscar de melhor ator entregue a estatueta para vencedora do prêmio de melhor atriz no ano seguinte.

Outro ponto polêmico de O Destino de Uma Nação envolve não Oldman, mas o próprio biografado. A historiadora Louise Raw publicou um artigo no site do jornal britânico The Independent evidenciando as contradições do famoso premiê britânico. O texto relembra as posições racistas do homem que se gabava de ter atirado em "três selvagens", defendeu o uso de campos de concentração na África do Sul, apoiou o uso de armas químicas contra "tribos não civilizadas", afirmou que odiava indianos "e sua religião bestial", entre outras falas que contrastam com a reputação de líder que ajudou a derrotar o nazismo.

facebook Tweet G+Google
Pela web
Comentários
Mostrar comentários
Siga o AdoroCinema
Matérias especiais recomendadas
Guia do Festival de Brasília 2018
NOTÍCIAS - Festivais e premiações
sexta-feira, 14 de setembro de 2018
Guia do Festival de Brasília 2018
Os maiores sucessos e fracassos do verão americano de 2018
NOTÍCIAS - Visto na Web
sábado, 8 de setembro de 2018
Os maiores sucessos e fracassos do verão americano de 2018
Guia do Festival de Toronto 2018
NOTÍCIAS - Festivais e premiações
quinta-feira, 6 de setembro de 2018
Guia do Festival de Toronto 2018
Guia do Festival de Gramado 2018
NOTÍCIAS - Festivais e premiações
sexta-feira, 17 de agosto de 2018
Guia do Festival de Gramado 2018
Todas as Matérias especiais de cinema
Trailers
PéPequeno Trailer Dublado
A Primeira Noite de Crime Trailer Legendado
O Homem Perfeito Trailer Oficial
Um Pequeno Favor Trailer (2) Legendado
10 Segundos para Vencer Trailer
Capitã Marvel Trailer Legendado
Todos os últimos trailers
Back to Top