Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Festival de Berlim 2018: Na noite de abertura, a divertida animação Isle of Dogs discute as ditaduras e o nazismo
    Por Bruno Carmelo — 15 de fev. de 2018 às 18:45
    facebook Tweet

    Uma minoria exilada luta contra o regime.

    Foi dado o pontapé para a 68º edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim. Na noite do dia 15 de fevereiro, o luxuoso cinema Berlinale Palast exibe Isle of Dogs, animação dirigida por Wes Anderson.

    Apesar de se tratar de um cineasta consagrado, e da presença de um grande elenco nas vozes originais (Bryan Cranston, Scarlett Johansson, Tilda Swinton, Edward Norton, Jeff Goldblum, Bill Murray), a escolha soa ousada, pois grandes festivais dificilmente destacam animações em suas competições oficiais - especialmente no formato stop motion, mais conhecido como animação "em massinha".

    Os críticos já puderam ver o filme, e a seleção de Ilha dos Cachorros (tradução nossa) se justifica: a comédia é realmente divertidíssima. Partindo da premissa de um grupo de cachorros expulsos numa ilha por ordens de um prefeito tirânico, Anderson discute as ditaduras e os regimes nazistas com muito bom humor.

    É possível que a produção encontre uma boa resposta do público nos cinemas de arte, algo que se torna ainda mais provável caso saia com algum prêmio da Berlinale. Leia a nossa crítica.

    A cobertura do AdoroCinema continua na sexta-feira, com destaque para a exibição do único filme brasileiro na disputa pelo Urso de Ouro e do faroeste cômico estrelado por Robert Pattinson.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Vidamell Vida R.
      Vem estreia.
    Mostrar comentários
    Back to Top