Meu AdoroCinema
As animações da Disney, da pior à melhor
Por Vitória Pratini — 25/12/2017 às 08:06
Atualizado
facebook Tweet G+Google

Em comemoração aos 80 anos de Branca de Neve e os Sete Anões, o AdoroCinema montou o ranking definitivo de todos os filmes animados do Walt Disney Studios.

Trinityinyang / DeviantArt

Oitenta anos se passaram desde o lançamento de Branca de Neve e os Sete Anões em 21 de dezembro de 1937. 80. Anos. Primeiro longa-metragem animado do Walt Disney Studios, o filme foi o precursor de outras tantas animações tão queridas, que continuam passando de geração em geração, e são relembradas até hoje.

Para comemorar essa data história, o AdoroCinema resolveu fazer um ranking colaborativo dos 58 filmes animados dos estúdios da Walt Disney, lançados nos cinemas até agora. Isso quer dizer que não consideramos aqueles que foram diretamente para home video, e não incluímos as animações da Pixar, nem tampouco as da Fox — porque agora tudo será Disney, não é mesmo?!

Confira a nossa lista abaixo e nas próximas páginas e, então, conte para a gente: quais seriam os melhores e os piores desenhos animados no seu ranking pessoal?

58) A Canção do Sul (1946)

Walt Disney Animation Studios

Com personagens baseados em estereótipos racistas, A Canção do Sul é um dos filmes mais controversos já lançados pelo estúdio. Híbrido de animação e live-action, o filme traz James Baskett na pele do Tio Remus, apresentado de forma extremamente condescendente no filme. O filme se passa no ano de 1870, poucos anos depois da abolição da escravidão nos Estados Unidos. Entretanto, na época de seu lançamento, a ambientação da trama era tida como confusa e muitos acusaram a Disney de sugerir que os personagens negros alegres e sorridentes do filme seriam escravos romantizados. — João Vitor Figueira (redator)

57) Nem Que a Vaca Tussa (2004)

Este é, sem dúvidas, um dos filmes mais criticados do estúdio, seguindo uma longa sequência de fracassos comerciais da Disney. Marcado por humor irritante e não convencional, o longa traz personagens chatos, traços nada excepcionais e um enredo raso, que vai da fazenda à lagoa abaixo. Nem mesmo Judi Dench como dubladora segurou a produção! Nem Que a Vaca Tussa representou a última animação à mão quando a Disney resolveu apostar no 3D e demitir seus artistas tradicionais. Entretanto, depois de comprar a Pixar em 2006, o estúdio voltou a produzir filmes com animação tradicional, começando por A Princesa e o Sapo. — Vitória Pratini (redatora)

56) Atlantis - O Reino Perdido (2001)

Atlântida é um mito antigo, complexo, de relevância indiscutível. Sua adaptação como uma animação de ficção científica também soa condizente, e ambiciosa. O resultado em Atlantis, porém, tanto se mostrou deficiente, com um ritmo acelerado falhando no desenvolvimento da trama e dos personagens; como incapaz de ser suficientemente apelativa para o grande público, apesar do visual provocante, bonito. Não foi dessa vez que a Disney emplacou um linguista e cartógrafo como grande protagonista. — Rodrigo Torres (redator)

55) O Planeta do Tesouro (2002)

Walt Disney Animation Studios

E se "A Ilha do Tesouro", de Robert Louis Stevenson, fosse uma ficção científica situada no espaço? Essa é a inteligente premissa de O Planeta do Tesouro. Lançado um ano depois de Atlantis, o filme também teve a proposta de trazer como protagonista um explorador. Porém, a história do pirata espacial não desenvolveu tanto os personagens principais, falhando em criar identificação com o público. Ainda assim, tem como mérito misturar muito bem as animações tradicional e computadorizada, transpondo um belo visual para as telas. Apesar de não ter feito tanto sucesso, o longa foi indicado ao Oscar de Melhor Animação em 2002. — Vitória Pratini (redatora)

54) O Galinho (2005)

Walt Disney Animation Studios

A história do Galinho Chicken Little que provoca pânico na cidade ao confundir a queda de uma avelã com um pedaço do céu que esteja caindo, só para depois descobrir que um pedaço de céu realmente caiu por causa de um ataque alienígena, realmente fez o mundo da Disney cair. Apesar de receber elogios por sua animação 3D e pelo design dos personagens, e de ter ido bem nas bilheterias, o filme ainda é bastante criticado por apresentar estereótipos, um enredo pouco emotivo, e por tentar competir com a DreamWorks. Mais um na linhagem de fracassos dos anos 2000 do estúdio. — Vitória Pratini (redatora)

53) O Ursinho Pooh (2011)

Walt Disney Animation Studios

Depois da versão de 1977, o simpático Ursinho Pooh retorna com o Ió, Tigrão, Corujão e companhia para, dessa vez, salvar o amigo Christopher das garras de um terrível monstro — mesmo que tudo não passe de um mal entendido. Apesar de ser voltado para o público de crianças bem pequenas, a história pode render muita diversão para os nostálgicos de plantão. — Andressa Araújo (estagiária)

52) Como é Bom se Divertir (1947)

Walt Disney Animation Studios

Você sabia que existe uma animação que une Mickey, Pato Donald, Pateta e Grilo Falante? Esta é Como É Bom Se Divertir, um dos muitos filmes divididos em segmentos. Um deles é sobre Bongo, um urso de circo que deseja ser livre na floresta, história narrada por Grilo Falante, que canta uma canção cortada de Pinóquio. Outro é uma releitura de João e o Pé de Feijão, mostrando três camponeses - Mickey, Donald e Pateta - que usam grãos mágicos e descobrem o castelo do temperamental Gigante Willie. Infelizmente, apesar da qualidade da animação, é um filme pouco lembrado, e até mesmo desconhecido para muitos. — Vitória Pratini (redatora)

51) Bernardo e Bianca na Terra dos Cangurus (1990)

Walt Disney Animation Studios

Sequência direta de Bernardo e Bianca, 13 anos depois, desta vez situado na Austrália. O primeiro foi tão querido, que a Disney decidiu replicar a história dos adoráveis ratinhos nas telonas, sem dúvida buscando o sucesso de Crocodilo Dundee, em sua ambientação na Terra dos Cangurus. Uma das únicas continuações desta lista, lançada nos cinemas e não em home video, o filme não conseguiu corresponder às expectativas, especialmente por competir com Esqueceram de Mim no fim de semana de estreia. A locação na Austrália é uma das principais críticas à produção, pois, tirando o sotaque e os animais típicos como coalas e cangurus, a trama poderia se passar em qualquer lugar. — Vitória Pratini (redatora)

50) Tempo de Melodia (1948)

Walt Disney Animation Studios

Seguindo a tradição de realizar filmes episódicos e musicais, que vigorou com força na década de 1940, este projeto apresenta sete segmentos desconexos, focados em faixas musicais. Depois do fracasso comercial com a música clássica em Fantasia (1940), a Disney privilegiou a música popular, utilizando técnicas de animação mais simples e focando em personagens populares como o Pato Donald. O resultado foi pouco animador: embora tenha obtido uma resposta razoável com o público, Tempo de Melodia foi bastante questionado por críticos, que apontaram a qualidade mais baixa dos desenhos e do arranjo musical. De modo geral, o filme começou a sinalizar o cansaço com o formato episódico que seria abandonado pela empresa pouco depois. — Bruno Carmelo (editor)

49) Oliver e Seus Companheiros (1988)

Walt Disney Animation Studios

Releitura de Oliver Twist, clássica história criada por Charles Dickens, desta vez com, adivinhem, cachorros — os animais mais explorados nas animações da Disney. Apesar de ter feito sucesso nas bilheterias e uma de suas canções originais ter sido indicada ao Globo de Ouro, a animação divide opiniões. Algumas de suas principais críticas é não estar à altura do legado de clássicos da Disney, e ter a história fragmentada, jogando o protagonista para escanteio. — Vitória Pratini (redatora)

48) Você Já Foi à Bahia? (1944)

Walt Disney Animation Studios

Com o sucesso de Alô, Amigos, a Disney resolveu lançar Você Já Foi à Bahia?, mais uma produção estereotipada e imperialista. O filme, dividido em segmentos, mostra Pato Donald abrindo presentes de seus amigos latino-americanos, contando com a presença de Zé Carioca, Panchito e a cantora Aurora Miranda em versão live-action. Com muita dança e um empolgante clima turístico, o filme buscava, na verdade, expandir a influência norte-americana na América Latina. — Vitória Pratini (redatora)

47) Música, Maestro! (1946)

Walt Disney Animation Studios

Nos anos 40, grande da equipe da Disney foi recrutada para lutar na Segunda Guerra Mundial, e os que permaneceram foram convocados pelo governo para fazer filmes de treinamento e propaganda. Desse modo, o estúdio estava cheio de ideias de histórias inacabadas. Para manter a divisão de longa-metragem viva durante este momento difícil, a Disney lançou um pacote de seis filmes seguidos, incluindo este, composto por segmentos não relacionados, com a temática musical. Apesar da qualidade, a produção não é tão memorável quanto outros clássicos do estúdio. — Vitória Pratini (redatora)

46) Dinossauro (2000)

Walt Disney Animation Studios

Eis um filme que divide opiniões. Enquanto sua beleza visual e incrível animação computadorizada são pontos incontestáveis e bastante elogiados, a crítica em geral cai sobre a trama genérica e maçante. Sem contar que alguns consideram que o fato dos animais falarem teria prejudicado o esforço para fazer deste o filme da Disney mais realista, assim como a questão do filme conter incoerências sobre a época dos dinossauros. Ainda assim, consegue ser uma produção um tanto quanto emotiva. — Vitória Pratini (redatora)

facebook Tweet G+Google
Pela web
Comentários
Mostrar comentários
Siga o AdoroCinema
Matérias especiais recomendadas
Guia da 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo
NOTÍCIAS - Festivais e premiações
quarta-feira, 17 de outubro de 2018
Guia da 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo
Oscar 2019: Conheça os favoritos ao prêmio de Melhor Filme Estrangeiro
NOTÍCIAS - Festivais e premiações
domingo, 7 de outubro de 2018
Oscar 2019: Conheça os favoritos ao prêmio de Melhor Filme Estrangeiro
Guia do Festival de Brasília 2018
NOTÍCIAS - Festivais e premiações
sexta-feira, 14 de setembro de 2018
Guia do Festival de Brasília 2018
Os maiores sucessos e fracassos do verão americano de 2018
NOTÍCIAS - Visto na Web
sábado, 8 de setembro de 2018
Os maiores sucessos e fracassos do verão americano de 2018
Todas as Matérias especiais de cinema
Trailers
Halloween Trailer Legendado
Podres de Ricos Trailer Legendado
Fúria em Alto Mar Trailer Legendado
Meu Anjo Trailer Legendado
O Doutrinador Trailer
Aladdin Teaser Legendado
Todos os últimos trailers
Back to Top