Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Gal Gadot ameaça deixar Mulher-Maravilha e o Universo DC caso Brett Ratner não seja demitido
    Por Laysa Zanetti — 13 de nov. de 2017 às 12:06
    facebook Tweet

    Ultimato!

    Frazer Harrison/Getty Images

    “Ele ou eu.”

    De acordo com fontes ligadas ao tablóide PageSix, este é o últimato que Gal Gadot deu à Warner Bros. a respeito de Brett Ratner, diretor e produtor cinematográfico que nas últimas semamas foi acusado de assédio sexual por várias mulheres. Ratner é produtor do Universo Estendido DC, e segundo fontes do portal, Gadot ameaçou não assinar o contrato para voltar a viver Diana Prince na sequência de Mulher-Maravilha caso a relação de Ratner com a franquia seja terminada.

    Os casos envolvendo Brett Ratner vieram à tona quando seis mulheres o acusaram de abuso sexual ou má conduta em local de trabalho; numa tentativa de amenizar a situação, Ratner anunciou ele mesmo sua decisão de 'se afastar' da produção envolvendo a Warner Bros., para não causar nenhum impacto negativo até que "estas questões pessoais sejam resolvidas". Depois de a Playboy cancelar a cinebiografia de Hugh Hefner que seria dirigida por ele, a atriz Ellen Page fez uma extensa declaração relatando o comportamento homofóbico de Ratner durante as filmagens de X-Men - O Confronto Final.

    De acordo com as fontes do PageSix, Gadot é categórica, e teria afirmado que não assina o contrato a não ser que as ações de Ratner sejam compradas e ele esteja definitivamente fora do acordo de produção.

    A reportagem da Vulture entrou em contato com representantes de Gadot e Ratner, que não se pronunciaram sobre o caso; a Warner Bros., no entanto, nega qualquer atrito.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top