Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Estúdios de Hollywood se preparam para lançar plataforma online de estreias recentes nos cinemas
    Por Rodrigo Torres — 22 de ago. de 2017 às 23:23
    facebook Tweet

    A Escolha Perfeita 3, Bastards e O Rei do Show deverão ser os primeiros lançamentos do serviço on demand, realizado em conjunto por Apple, Amazon e Comcast.

    Estúdios de Hollywood se preparam para lançar seu serviço de video on demand premium (PVOD). Se tudo der certo, no início de 2018. Depois de muita disputa com os exibidores, quando anunciada a possibilidade de ver um filme de sua casa por 50 dólares 17 dias após o seu lançamento nos cinemas, o cenário mudou um tanto: o serviço contemplaria estreias de 30 a 45 dias, por um preço mais convidativo, de 30 dólares.

    O sistema é desenvolvido diretamente por Apple, Amazon e Comcast, que se dedicam a medidas de proteção contra a pirataria. De acordo com o THR, outras companhias deverão aderir rapidamente ao serviço de PVOD, que logo tomará o mercado, opinam especialistas. A DirecTV ainda não se juntou ao projeto por um único motivo: a esperada fusão da AT&T com a Warner Bros.

    Bastards

    Apple, Amazon e Comcast são parceiras da Universal, e por isso deverão buscar acordos com outros estúdios, devido a leis antitruste. O que significa que os próximos meses serão de muita discussão. Segundo fontes, para o serviço PVOD funcionar, grande parte da indústria deverá comprar a ideia, para toda a cadeia ficar protegida. E a gigante Disney é considerada carta fora do baralho. 

    As conversas entre estúdios e exibidores não chegou a um acordo. Os proprietários de cinema querem que o serviço de PVOD contemple títulos que estrearam há pelo menos 90 dias, e que essa regra se mantenha por 5 ou 10 anos. Hollywood rejeita a proposta e está disposto como nunca a lançar a sua plataforma online mesmo que não haja um acordo. Wall Street acompanha a questão muito atenta.

    O Rei do Show

    "É uma proposta muito arriscada fazer isso sem nenhum tipo de acordo com os cinemas" diz o analista Eric Handler, da MKP Partners: "Isso poderia significar uma destruição certa para ambos", ele prevê, pessimista, após assistir à forte desvalorização das ações do mercado de exibição em Wall Street. Motivo: a arrecadação do último verão americano foi 13% menor que nas férias de meio do ano de 2016.

    "Todo mundo quer trabalhar com os cinemas, mas, no final, a maioria dos estúdios vai aderir ao PVOD", reclama um representante dos exibidores, que há anos encaram a diminuição da janela de exibição de filmes em casa, mesmo sob encomenda, como a morte da experiência de ir ao cinema.

    Apesar da briga, Apple, Amazon e Comcast pretendem lançar o serviço de video on demand logo nos primeiros meses de 2018, janeiro ou fevereiro. Com isso, A Escolha Perfeita 3 (da Universal), Bastards (Warner Bros.) e O Rei do Show (Fox), estreias da semana do Natal nos Estados Unidos, são apontados como prováveis primeiros lançamentos da nova plataforma de PVOD.

     

     

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    • 'Netflix dos cinemas' reduz a menos de dez dólares por mês acesso diário aos filmes em cartaz nos Estados Unidos
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top