Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Christopher Nolan afirma que nunca dirigirá um filme da Netflix, mas elogia a Amazon
    Por Renato Furtado — 19 de jul. de 2017 às 17:00
    facebook Tweet

    O cineasta não é nada fã da produtora de House of Cards.

    A turnê promocional de Dunkirk, mais novo filme de Christopher Nolan, também tem servido como uma plataforma para o diretor criticar as estratégias e os métodos de trabalho da Netflix. Após declarar que o serviço de streaming da empresa é apenas uma moda passageira, Nolan voltou ao ataque, dizendo que jamais dirigiria um filme original da companhia. De quebra, ele ainda elogiou a Amazon, uma das maiores concorrentes da Netflix.

    "Não. Por que eu trabalharia com a Netflix? Se você faz um filme, ele tem que ser distribuídos nos cinemas", respondeu o cineasta ao ser questionado se dirigiria um longa-metragem para os produtores de Okja (filme cuja distribuição exclusiva no serviço de streaming gerou muita controvérsia no Festival de Cannes). "A Netflix tem essa bizarra aversão a apoiar filmes feitos para os cinemas. Eles têm essa política estúpida de que tudo tem que ser lançado simultaneamente no streaming, o que obviamente é um modelo insustentável quanto à exibição nos cinemas. Portanto, eles não estão nem no jogo. Essa é uma grande oportunidade que eles estão perdendo".

    Apesar de desprezar o serviço da Netflix, Nolan foi só elogios à Amazon: "Você pode ver que a Amazon é muito feliz de não repetir o mesmo erro. Os cinemas têm uma janela de 90 dias para exibirem os conteúdos da Amazon. É um modelo perfeitamente plausível. É maravilhoso [...] Se a Netflix tem um grande filme, ele precisa estar nos cinemas. Por que não? É só lançar no streaming 90 dias depois". Nolan comparou a situação atual ao panorama da década de 90, quando o maior medo dos cineastas era que os estúdios desistissem de lançar seus filmes, distribuindo-os diretamente em home video.

    E você, o que acha da nova declaração de Nolan quanto ao serviço da Netflix? A experiência cinematográfica é a única possível? Ou há espaço para outras formas de exibição?

    Dunkirk, que explora o resgate dos soldados britânicos da praia de Dunquerque, durante a Segunda Guerra Mundial, foi descrito como um espetáculo cinematográfico único. Coestrelado por Tom Hardy, Harry Styles, Cillian Murphy, Kenneth Branagh e Mark Rylance, o filme chega aos cinemas brasileiros no dia 27 de julho.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top