Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Homem-Aranha: Os filmes que jamais iremos assistir
    Por João Vitor Figueira — 09/07/2017 às 11:20
    facebook Tweet

    James Cameron quase dirigiu filme sobre o herói. Leonardo DiCaprio esteve cotado para interpretar Peter Parker. Homem-Aranha 4, com Sam Raimi, poderia ter sido muito bom.

    A estreia de Homem-Aranha: De Volta ao Lar chega depois de anos de negociações entre a Marvel Studios e a Sony Pictures. O esforço conjunto dos dois grandes estúdios de Hollywood, recebido com surpresa e entusiasmo quando foi anunciado em 2015, foi realizado para que o personagem pudesse integrar Universo Cinematográfico Marvel, mesmo arco narrativo onde se situam o Homem de Ferro, Capitão América, Thor, os Guardiões da Galáxia e companhia.

    Há alguns anos, a parceria que resultou na produção de De Volta ao Lar, filme de Jon Watts que traz Tom Holland como um Homem-Aranha adolescente, poderia parecer incomum ou improvável. Entretanto, o projeto idealizado por Kevin Feige, presidente da Marvel Studios, e Amy Pascal, ex-vice-presidente da Sony Pictures Entertainment aconteceu. Só que nem todos os projetos ambiciosos vingam em Hollywood.

    Entenda o acordo que permitiu que o Homem-Aranha fizesse parte do Universo Cinematográfico Marvel

    Antes e depois do primeiro filme do Homem-Aranha lançado em 2002 e dirigido por Sam Raimi não faltaram esforços para tirar do papel alguns projetos cinematográficos sobre o popular herói da Marvel Comics co-criado por Stan Lee, mas nem toda empreitada do tipo vingou em Hollywood. Abaixo, conheça (ou relembre) os filmes nunca produzidos do Homem-Aranha.

    Homem-Tarântula (?!?!)

    O fracasso comercial de Superman III (1983) e Superman IV: Em Busca da Paz (1987) desestimulou muitos estúdios de Hollywood da ideia de produzir um filme baseado em HQ durante os anos 80 e início dos anos 90 por conta da incerteza à respeito do retorno comercial dessas obras. Roger Corman, produtor conhecido por trabalhar em filmes de baixíssimo orçamento — como o pitoresco e nunca lançado Quarteto Fantástico fracassado de 1994 — chegou a adquirir os direitos de adaptação do Homem-Aranha.

    Quando o direito de Corman expirou após ele não desenvolver filme algum sobre o herói, a Marvel vendeu os direitos do personagem para o estúdio Cannon Films, presidido por Menahem Golan e Yoram Globus. A dupla de executivos aparentemente não entendeu o conceito do personagem e solicitou que fosse escrito um roteiro no qual Peter Parker é um fotógrafo que, após ser exposto a material radioativo, se transforma numa besta mutante. O Homem-Aranha descrito no roteiro escrito por Leslie Stevens era uma tarântula humana com pensamentos suicidas, oito braços e aparência monstruosa.

    Insatisfeito com o que fizeram com seu personagem, Stan Lee solicitou que um novo roteiro fosse escrito. A partir daí se iniciou uma verdadeira dança das cadeiras de diretores e roteiristas. O enredo do filme foi escrito e reescrito tantas que o projeto se tornou desinteressante e comercialmente inviável. "Ted Newsom e John Brancato escreveram o roteiro. Era um bom roteiro, mas precisava ser retrabalhado. Infelizmente, cada vez que o roteiro foi reescrito por outros roteiristas ele ia de 'bom' para 'ruim' e em seguida 'terrível'", contou o ator e dublê Scott Leva, cogitado para o papel de Peter Parker.

    Tobe Hooper (O Massacre da Serra Elétrica, Poltergeist: O Fenômeno) e posteriormente Joseph Zito (Sexta-Feira 13 Parte 4: O Capítulo Final, Braddock - O Super Comando) foram escalados para a direção do projeto, que também teve um Tom Cruise em início de carreira cogitado para o papel de Peter Parker.

    Homem-Aranha desbocado e stalker de James Cameron

    Depois que os direitos de adaptação de Homem-Aranha foram da Cannon Films para a 21st Century Film Corporation, o produtor Menahem Golan continuou obstinado a realizar o filme no qual já tinha gasto cerca de US$ 1,5 milhão. Foi nesse contexto que surgiu o rascunho de roteiro do filme de 47 páginas escrito por James Cameron no começo da década de 1990. O cineasta convenceu o estúdio Carolco Pictures a adquirir os direitos do Homem-Aranha para que ele pudesse apresentar sua versão de seu herói favorito nos cinemas.

    Logo após filmar True Lies, o diretor de O Exterminador do Futuro (1984) e Aliens - O Resgate (1986) pretendia rodar Homem-Aranha com base em seu roteiro, descrito como um extenso tratamento com diálogos e orientações para a direção das cenas.

    A história criada por Cameron trouxe uma série de elementos que foram explorados posteriormente nos filmes de Sam Raimi, como a relação entre Peter Parker e Mary Jane Watson, o assassinato de Tio Ben por um ladrão de carro, a forma despreocupada que o herói reage quando um empregador é assaltado e, principalmente, as teias que saem organicamente dos punhos do herói, ao contrário dos lançadores de teia artificiais vistos em O Espetacular Homem-Aranha e em Homem-Aranha: De Volta ao Lar.

    No filme, seria apresentada a história de origem do herói com base nos quadrinhos, mas também com uma série de liberdades criativas tomadas por Cameron, que alterou o nome dos vilões originais Electro, apresentado como um nefasto capitalista sem escrúpulos, e Homem-Areia, que se torna mutante após ser cobaia de uma ação semelhante ao Experimento Filadélfia. A cena final seria uma batalha do herói contra os vilões no topo do World Trade Center.

    Cartaz hipotético do Homem-Aranha de James Cameron.

    Segundo rumores da época, Leonardo DiCaprio teria sido cogitado para interpretar tanto Peter Parker quanto Harry Osborne. Cameron também teria cogitado ofercer o papel de Parker para Edward Furlong. Arnold Schwarzenegger era a escolha do diretor para o papel do Doutor Octopus e Maggie Smith esteve cotada para o papel de Tia May.

    O filme teria uma rumo ainda mais sombrio do que a versão de Raimi e o roteiro continha cenas no mínimo controversas, como quando Peter Parker fica à espreita na janela do quarto de Mary Jane e a observa trocar de roupa sem que ela perceba. Havia ainda uma cena de sexo entre Peter e MJ na Ponte do Brooklyn na qual o herói usa uma abordagem de sedução bizarra. "Em certas espécies de aranhas caranguejeiras, como as Xysticus, o macho usa a teia para prender a fêmea, amarrando seus membros", diz o roteiro numa linha que poderia ser muito bem interpretada por um abusador de mulheres. 

    Muitos anos antes de Deadpool e Logan, os diálogos do filme apresentavam uma série de palavrões, que provavelmente garantiriam ao filme uma classificação R nos Estados Unidos, ou seja, proibido para menores de 16 anos.

    Entre 1993 e 1996, ano em que a Carolco, 21st Century e a Marvel foram à falência, uma série de processos e disputas legais envolvendo o projeto foram travadas e o filme foi engavetado de vez. Cameron estava ocupado demais com a pré-produção de Titanic, que mudaria sua carreira para sempre, e deixou Peter Parker de lado finalmente. "Quando a Carolco ruiu, os direitos do filme estavam em jogo e eu não os comprei porque eu estava fazendo Titanic, fazendo outras coisas", comentou o diretor posteriormente. "Quando eu era criança existiam todos os super-heróis do mundo e existia o Homem-Aranha. Quando não consegui fazer o Homem-Aranha não fiquei indo atrás de outro personagem dos quadrinhos [para fazer um filme sobre]".

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Siga o AdoroCinema
    Matérias especiais recomendadas
    Guia da Temporada de Premiações 2020
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    quarta-feira, 1 de janeiro de 2020
    Guia da Temporada de Premiações 2020
    Retrospectiva 2019: Os 20 melhores filmes do ano segundo a redação do AdoroCinema
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    sexta-feira, 27 de dezembro de 2019
    Retrospectiva 2019: Os 20 melhores filmes do ano segundo a redação do AdoroCinema
    Awesome Mix Vol. 2019: As canções mais marcantes do cinema
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    segunda-feira, 16 de dezembro de 2019
    Awesome Mix Vol. 2019: As canções mais marcantes do cinema
    Retrospectiva 2019: Os filmes mais acessados pelos leitores do AdoroCinema
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    sábado, 14 de dezembro de 2019
    Retrospectiva 2019: Os filmes mais acessados pelos leitores do AdoroCinema
    Todas as Matérias especiais de cinema
    Trailers
    Confira o filme nos cinemas
    O Grito Trailer Legendado
    Para Todos Os Garotos: PS. Ainda Amo Você Trailer (2) Legendado
    Parasita Trailer Legendado
    Dolittle Trailer Dublado
    After - Depois da Verdade Teaser Legendado
    Todos os últimos trailers
    Back to Top