Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Brett Ratner diz que o Rotten Tomatoes é a pior coisa da cultura cinematográfica atual
    Por Rodrigo Torres — 23 de mar. de 2017 às 23:23
    facebook Tweet

    Diretor das franquias X-Men e A Hora do Rush diz que o site motiva as pessoas a apenas ver qual é a nota média de um filme para decidir vê-lo ou não, e que não se lê mais críticas.

    O Rotten Tomatoes se tornou, nos últimos anos, uma das principais plataformas de críticas cinematográficas. No site, críticos de todo o mundo dão sua avaliação sobre determinados filmes e, a partir disso, é feita uma média sobre eles. Se mais de 60% das avaliações for boa, o tomate é fresco. Se estiver abaixo, podre — e isto vem revoltando o produtor e diretor Brett Ratner.

    "A pior coisa que temos na cultura cinematográfica de hoje é o Rotten Tomatoes. Acho que é a destruição do nosso negócio", dispara o cineasta, em entrevista à Entertainment Weekly. Segundo ele, o sistema induz o espectador a decidir se um filme é bom ou não a partir de um número, sem que, assim, haja um debate intelectual (e justo) sobre os lançamentos.

    O cobiçado selo de certificação do Rotten Tomatoes entre um tomate fresco e um tomate podre.

    "Quando cresci, a crítica de cinema era uma verdadeira arte. Havia intelecto ali. Lia-se críticas de Pauline Kael, e outros, e isso não existe mais. Agora, trata-se apenas de um número. Uma combinação numérica de quantos positivos contra negativos", explica ele, dizendo que hoje se trata apenas de saber a avaliação do Rotten Tomatoes, sem as nuances do texto, para se definir se um filme é bom ou ruim.

    Então ele cita um exemplo: Batman vs Superman - A Origem da Justiça. Para Brett Ratner, a avaliação do filme era tão baixa que "pôs uma nuvem sobre um filme que foi incrivelmente bem-sucedido". "É impressionante! É insano! Isso está ferindo o negócio, isso está fazendo as pessoas não verem um filme", ele diz, afirmando categoricamente que o RT define o que o americano médio vê ou não.

    "'Ah, tem uma avaliação baixa no Rotten Tomatoes, não vou ver porque deve ser chato'. Mas aquele número é um agregado e algo que ninguém consegue discernir exatamente o que significa, e isso não é sempre correto. Eu vi alguns grandes filmes com avaliações péssimas. O que é triste que a crítica de cinema tenha desaparecido. Muito triste", declarou Brett Ratner.

    Na opinião de Ratner, Batman vs Superman é um dos filmes injustiçados pelo "tomatômetro".

    Após esse longo desabafo, a EW teve uma atitude muito correta: deu voz à entidade detratada. "No Rotten Tomatoes, nós concordamos completamente que a crítica de cinema é valiosa e importante, e estamos tornando mais fácil do que jamais foi acessar, potencialmente, centenas de textos de um filme ou série em um só lugar", declara Jeff Voris.

    Por fim, o porta-voz do RT admite que o "tomatômetro" tem sido uma ferramenta bastante utilizada por pelas pessoas antes de decidir ir ou não ao cinema. Porém, ele acredita que o site também seja "um ponto de partida" para as pessoas "discutirem, debaterem e compartilharem suas próprias opiniões" sobre os filmes a que assistem.

    E você, o que acha dessa discussão?

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top