Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Longa Baronesa é o grande vencedor da Mostra de Tiradentes 2017
    Por Felipe Ribeiro — 30 de jan. de 2017 às 16:38
    facebook Tweet

    Segunda vez que um filme dirigido exclusivamente por uma mulher leva o maior prêmio do festival.

    Após oito dias exibindo filmes na cidade de Minas Gerais que dá nome ao evento, a 20ª Mostra de Tiradentes chegou ao fim no último sábado, 28 de janeiro. Agora, chegou a hora de saber quem foram os premiados que levaram pra casa o Troféu Barroco.

    O grande vencedor do evento foi Baronesa, primeiro filme dirigido por Juliana Antunes. A produção mineira, que mescla documentário e ficção para abordar a rotina de uma mulher negra da periferia, ficou com o prêmio de Melhor Filme segundo o Júri da Crítica, enquanto o Prêmio Helena Ignez, oferecido a um destaque feminino, foi para a diretora de fotografia do longa, Fernanda de Sena. Ao longo dos dez anos da Mostra Aurora, esta foi a segunda vez que um filme dirigido exclusivamente por uma mulher saiu vitorioso. O primeiro foi Os Dias com Ele, de Maria Clara Escobar, ganhador em 2013.

    O Melhor Longa segundo o Júri Popular foi Pitanga, de Beto Brant e Camila Pitanga, um documentário sobre o ator Antonio Pitanga. Na Mostra Olhos Livre, o Júri Jovem elegeu como Melhor Longa a ficção maranhense Lamparina da Aurora, de Frederico Machado.

    Filme Pitanga.


    As produções de curta-metragens premiadas foram: Vando Vulgo Vedita, de Andréia Pires e Leonardo Mouramateus, selecionado pelo Júri da Crítica como Melhor Curta da Mostra Foco; e Procura-se Irenice, de Marcos Escrivão e Thiago B. Mendonça, premiado como Melhor Filme segundo o Júri Popular.

    O AdoroCinema esteve presente na Mostra de Tiradentes 2017! Você pode acompanhar tudo o que aconteceu nas notícias que fizemos sobre o festival.
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top