Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Como A Guerra dos Dálmatas salvou as animações da Disney
    Por Katiúscia Vianna — 19 de jun. de 2016 às 10:00
    facebook Tweet

    Saiba como este longa dos amados cãezinhos mudou a história do estúdio!

    A Guerra dos Dálmatas (também conhecido como 101 Dálmatas) é um filme muito querido pelo público. Afinal, como não amar um filme cheio de cãezinhos fofos e com uma das vilãs mais histéricas (e adoradas) da história? Mas você sabia que o longa salvou o setor de animações da Disney?

    Senhoras e senhores, sejam bem-vindos à aula de história cultural do AdoroCinema!

    Lá em 1959, a Disney lançou A Bela Adormecida - um filme belo, mas que não deu muito lucro. Além disso, teve uma produção que o estúdio não conseguia sustentar financeiramente. A situação ficou tão tensa que o irmão de Walt Disney o aconselhou a fechar o departamento e começar a produzir para televisão! (Já imaginou como nosso mundo seria se isso tivesse acontecido? Sem A Bela e A Fera? Sem memes do Simba de O Rei Leão? Sem "Let It Go" de Frozen?)



    Sabe o que mudou essa história? Cópias por meio de xerografia - ou, como é conhecido hoje em dia, a Xerox! Essa tecnologia foi usada na produção de A Guerra dos Dálmatas, de tal forma que cortou os custos e revitalizou o estúdio. Afinal, antigamente, o processo era todo manual e demorava muito tempo para ser finalizado.

    Além disso, A Guerra dos Dálmatas revolucionou por causa de sua história. Nada de princesas, dragões ou contos de fadas. O longa tinha um caráter moderno, mostrando personagens vendo televisão e dirigindo carros, algo que causou identificação imediata no público. Era a vida contemporânea sendo retratada na animação.



    Resultado? A animação arrecadou mais de US$ 215 milhões nas bilheterias mundiais e se tornou o filme mais visto do ano de 1961. Décadas depois, o longa ainda ganhou uma versão live-action com Glenn Close interpretando Cruella De Vil. Inclusive, a vilã vai ganhar um filme para chamar de seu, com Emma Stone no papel principal.

    Assim, o dia foi salvo graças aos 101 cãezinhos animados! E uma máquina de Xerox. Quem diria, não?

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top