Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Documentário sobre imigração ilegal vence o Festival de Berlim 2016
    Por Bruno Carmelo — 21 de fev. de 2016 às 06:00
    facebook Tweet

    Meryl Streep entregou o Urso de Ouro a Fuocoammare, de Gianfranco Rosi.

    Divulgação

    Atriz politizada, a presidente do júri Meryl Streep confirmou os prognósticos na cerimônia de encerramento do 66º Festival de Berlim, entregando os três prêmios principais a obras de cunho claramente político e social.

    O Urso de Ouro foi para Fuocoammare, um raro documentário entre as ficções selecionadas este ano. O filme de Gianfranco Rosi (que venceu recentemente o festival de Veneza com Sacro GRA) mostra a rotina na pequena ilha de Lampedusa, local estratégico para imigrantes africanos tentando entrar na Itália.

    Fuocoammare (Fire at Sea)

    Já o Urso de Prata foi entregue ao franco-bósnio Death in Sarajevo, de Danis Tanovic, sobre os protestos dos funcionários de um hotel de luxo, que não recebem seus salários enquanto diplomatas preparam uma comemoração do centenário da Primeira Guerra Mundial. A Lullaby to the Sorrowful Mystery, retrato da Revolução Filipina com mais de oito horas de duração, venceu o prêmio de "filme que abre novas perspectivas". Confira todos os resultados:

    Urso de Ouro: Fuocoammare, de Gianfranco Rosi
    Urso de Prata: Death in Sarajevo, de Danis Tanovic
    Prêmio Alfred Bauer para filmes que abrem novas perspectivas: A Lullaby to the Sorrowful Mystery, de Lav Diaz
    Urso de Prata de Melhor Diretor: Mia Hansen-LoveL'Avenir
    Urso de Prata de Melhor Atriz: Trine DyrholmThe Commune
    Urso de Prata de Melhor Ator: Majd MastouraHedi
    Urso de Prata de Melhor Roteiro: Tomasz WasilewskiUnited States of Love
    Urso de Prata de Melhor Contribuição Artística: Crosscurrent, de Yang Chao

    Melhor filme de estreia: Hedi, de Mohamed Ben Attia

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top