Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Carol: Estratégia para a temporada de premiações vai apostar em Rooney Mara como atriz coadjuvante
    Por Taiani Mendes — 16 de set. de 2015 às 12:58
    facebook Tweet

    Vai ter Oscar para ela e para Cate Blanchett?

    O Poderoso Chefão de Hollywood Harvey Weinstein bateu o martelo: a campanha de Carol vai investir em Cate Blanchett para os prêmios de Melhor Atriz e Rooney Mara para Melhor Atriz Coadjuvante. Não havia dúvidas sobre Cate, que desde o lançamento do longa de Todd Haynes no Festival de Cannes vem sendo incensada pela performance apontada como uma das grandes favoritas ao Oscar 2016, mas era até então incerto como a The Weinstein Company trabalharia Rooney, que no fim das contas foi quem deixou a Croisette levando o troféu de Melhor Atriz.

    A opção é de certa maneira lógica, mas não por isso menos polêmica, afinal aparentemente as duas realmente coestrelam o romance baseado na obra de Patricia Highsmith. Mas tudo pode mudar, pois, apesar da forte e milionária campanha persuasiva, são os membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas que definem no momento do voto em que categoria estão indicando seus escolhidos. Ou seja, Mara tem chances de ser "promovida" no Oscar por seus pares, caso eles não a vejam como coadjuvante.

    Além dessa possibilidade, que "mataria" um troféu a mais para o filme, outro temor dos Weinstein é Truth. O longa de James Vanderbilt, baseado em fatos reais, tem Blanchett como a jornalista e produtora de TV Mary Mapes - que teve a carreira destruída após uma polêmica envolvendo o progama 60 Minutes e George W. Bush em 2004 -, em desempenho muito elogiado pelos críticos presentes no Festival de Toronto. Cate contra Cate? Cate contra Rooney? Cate contra Rooney e contra Cate? Tudo pode acontecer...

    Vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em 2005, por O Aviador, e Melhor Atriz em 2014, por Blue Jasmine, Blanchett tem no histórico outras quatro indicações e pode ter sido vítima da divisão dos votos em 2008, quando concorreu como Atriz por Elizabeth - A Era de Ouro e Coadjuvante por Não Estou Lá, mas saiu de mãos abanando da cerimônia. Rooney Mara foi indicada pela primeira e única vez em 2012, quando chegou perto da estatueta de Melhor Atriz pela transformação exibida em Millennium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres.

    Carol estreia no Brasil em 14 de janeiro. O AdoroCinema já viu, leia a crítica!

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top