Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Tom Hanks e Morgan Freeman são os atores mais amados dos Estados Undios, diz estudo
    Por João Vitor Figueira — 14 de ago. de 2015 às 14:00
    facebook Tweet

    Denzel Washington, Steven Spielberg e Betty White também ocupam um lugar de destaque no coração dos americanos. Kim Kardashian, Justin Bieber e Bill Cosby estão entre as celebridades mais odiadas.

    Tom Hanks e Morgan Freeman são as celebridades mais amadas dos Estados Unidos, aponta estudo. O levantamento foi realizado pela Q Scores, empresa que realiza pesquisas entre os americanos para avaliar a popularidade de celebridades, produtos, marcas e empresas. 

    As pesquisas são realizadas uma vez a cada dois anos. Quando respondem às pesquisas, os participantes são apresentados às seguintes opções sobre as celebridades: A) Uma de minhas favoritas; B) Muito boa; C) Boa; D) Regular; E) Ruim; ou F) Nunca ouvi falar.

    Assim, Hanks e Freeman conquistaram, empatados, o topo da preferência dos americanos com uma pontuação de 48 Q Scores positivos, o que significa que 48% têm os atores entre suas personalidades favoritas.

    Não é difícil entender a popularidade de ambos. Os dois trazem em sua filmografia produções que exaltam valores nobres (vide Um Sonho de Liberdade e Forrest Gump - O Contador de Histórias), costumam viver personagens carismáticos (vide Conduzindo Miss Daisy e Toy Story) e não se envolvem em polêmicas em suas vidas pessoais.

    O ator Denzel Washington, o diretor Steven Spielberg e a apresentadora e atriz Betty White ficaram empatados no segundo lugar entre os queridinhos da América. Os três somaram 44 pontos positivos no Q Score.

    As celebridades mais odiaidas dos Estados Unidos são a socialite Kim Kardashian, com 71 pontos negativos e o cantor Justin Bieber, com 63 pontos negativos.

    A personalidade que teve a maior queda de popularidade entre 2013 (quando foi realizado o último levantamento) e 2015 foi Bill Cosby. O ator e comediante de 78 anos tinha 9 pontos negativos em 2013 e hoje acumula 52 pontos negativos, o que significa 52% dos americanos têm uma má impressão sobre ele. Não era para menos. Cosby é acusado por mais de 50 mulheres de tê-las drogado e estrupado entre os anos de 1965 e 2008. Nos anos 80, Cosby chegou a ser ator mais popular dos Estados Unidos por conta da boa recepção do seriado The Cosby Show e somava mais de 70 pontos positivos no Q Score.

    Fonte: The Hollywood Reporter.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top