Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    FICA 2014: “Orçamentos grandes resultam em filmes menos interessantes”, diz Robert Stam
    Por Renato Hermsdorff — 31/05/2014 às 14:10
    facebook Tweet

    Aclamado estudioso do cinema, teórico, que já dividiu apartamento com Glauber Rocha, falou sobre hibridização nesta sexta-feira no Festival. Na próxima semana, ele estará na ECA/ USP para palestra.

    Ele escreveu mais de 30 livros, incluindo a edição de uma compilação de textos de autores brasileiros publicado nos Estados Unidos ("Brazilian Cinema", de 1982). Lecionou na Tunísia, na França e no Brasil. Foi casado com uma brasileira e abrigou o cineasta Glauber Rocha por duas vezes em seu apartamento em Berkeley, nos Estados Unidos, onde também organizou um festival de cinema tupiniquim. E não gosta de finais felizes.

    Ele é o americano Robert Stam, teórico do cinema que atualmente dá aula na Universidade de Nova York. O pensador esteve no Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA) nessa sexta-feira, onde, a partir de seus conceitos de pensamento multicultural e multidisciplinar – suas pesquisas abordam diversas artes –, falou sobre a hibridização dos gêneros documental e ficcional. (Se bem que a palavra “gênero” não se encaixa na teoria do estudioso, como deixou claro. Ele prefere o termo “transtextualidade”).

    A aula ministrada na Cidade de Goiás, ilustrada por trechos de sete filmes, teve como foco seus estudos sobre a influência da cultura e do pensamento indígena no continente americano e na Europa, especialmente na França. Entre as obras, Também a ChuvaO Ato de Matar e, claro, Terra em Transe. “Sempre que revejo esse filme (Terra em Transe), encontro coisas novas”, disse. Em comum, todos apresentavam, em algum grau, elementos ligados à “reencenação”.
       
    Outro cineasta brasileiro elogiado por Robert Stam foi o documentarista Eduardo Coutinho. A despeito da frieza comumente associada ao cinema documental, de uma forma geral, o teórico afirmou que o cinema de Coutinho era “autoconsciente, porém ‘quente’”.

    Aliás, simpático, apesar da erudição, o pensador não economizou nas frases de efeito. Disse que “em termos políticos, orçamentos grandes normalmente resultam em filmes menos interessantes”; e que “A TV a cabo, nos Estados Unidos, é (Stanley) Kubrick”, se comparada como a baixa qualidade da programação das redes abertas.

    Depois da palestra, Stam conversou rapidamente com o AdoroCinema. Preferiu não arriscar uma opinião sobre o atual momento do cinema brasileiro, sobre o qual disse estar desatualizado. E adiantou que vai exibir na aula que dará na Escola de Comunicação da Universidade de São Paulo na próxima semana o filme Offside (algo como “impedimento”), do cineasta iraniano Jafar Panahi (de Através das Oliveiras). “É um filme genial sobre a segregação de gênero no futebol iraniano. Ele fez um filme sobre as mulheres que se fantasiam de homem para entrar no estádio”.

    Sobre Glauber, Robert Stam lembra com admiração: “era a figura menos colonizada que já vi na vida. Os jornalistas vinham à minha casa e ele não fazia a mínima questão de falar com eles. Era rude mesmo. Mas era uma fonte de ideias fantásticas".

    O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA) termina neste domingo, 1 de junho.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • Pedro H.
      n concordo com a critica do adoro cinema fez da malevola
    • Pedro H.
      nem li esse texto, ja vi que e chato. Se fosse ao menos um grande diretor de cinema
    Mostrar comentários
    Siga o AdoroCinema
    Trailers
    1917 Trailer (1) Legendado
    Jumanji: Próxima Fase Trailer Legendado
    Um Lindo Dia na Vizinhança Trailer (2) Legendado
    Luta por Justiça Trailer Legendado
    Um Espião Animal Trailer (1) Legendado
    Bloodshot Trailer (2) Legendado
    Todos os últimos trailers
    Notícias de cinema Festivais e premiações
    Festival do Rio ganha edição de verão
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    segunda-feira, 20 de janeiro de 2020
    SAG Awards 2020: Veja a lista de vencedores
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    segunda-feira, 20 de janeiro de 2020
    PGA Awards 2020: 1917 vence prêmio do sindicato dos produtores
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    domingo, 19 de janeiro de 2020
    PGA Awards 2020: 1917 vence prêmio do sindicato dos produtores
    Eddie Awards 2020: Parasita sai vitorioso no prêmio do sindicato dos editores
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    domingo, 19 de janeiro de 2020
    Eddie Awards 2020: Parasita sai vitorioso no prêmio do sindicato dos editores
    Últimas notícias de cinema Festivais e premiações
    Melhores filmes em cartaz
    Parasita
    Parasita
    4,4
    Diretor: Joon-ho Bong
    Elenco: Kang-Ho Song, Woo-sik Choi, Park So-Dam
    Trailer
    Minha Mãe É uma Peça 3
    Minha Mãe É uma Peça 3
    4,2
    Diretor: Susana Garcia
    Elenco: Paulo Gustavo, Rodrigo Pandolfo, Mariana Xavier
    Trailer
    Frozen 2
    Frozen 2
    4,2
    Diretor: Jennifer Lee, Chris Buck
    Trailer
    Jumanji: Próxima Fase
    3,9
    Diretor: Jake Kasdan
    Elenco: Dwayne Johnson, Jack Black, Kevin Hart
    Trailer
    Star Wars: A Ascensão Skywalker
    3,6
    Diretor: J.J. Abrams
    Elenco: Daisy Ridley, Adam Driver, Oscar Isaac
    Trailer
    O Escândalo
    3,3
    Diretor: Jay Roach
    Elenco: Charlize Theron, Nicole Kidman, Margot Robbie
    Trailer
    Todos os melhores filmes em cartaz
    Back to Top