Meu AdoroCinema
Katy Perry esbanja humor em entrevista no Rio de Janeiro
Por Foto com camisa do Brasil de Cristian Calazans — 01/08/2012 às 13:44
facebook Tweet G+Google

No Brasil para divulgar seu filme Katy Perry - Part of Me, a cantora respondeu várias perguntas dos jornalistas, na última segunda-feira, 30, com simpatia e bom humor na ponta da língua.


por Roberto Cunha

Antes de começar a entrevista, Katy Perry comentou sobre a "loucura" dos fãs do lado de fora do hotel Fasano, em Ipanema, durante a noite, madrugada e de manhã cedo. Seu atraso, inclusive, foi atribuído a noite mal dormida, mas ressaltou o quanto gosta deles. Sempre iniciando suas respostas com um animado "Hi!", a multicolorida dispensou a água mineral Voss e preferiu um capuccino ao longo da entrevista concedida horas antes da pré-estreia de Katy Perry: Part of Me, que apresentaria aos fãs no Cinépolis Lagoon, na zona sul do Rio de Janeiro. A estreia do filme está marcada para a próxima sexta-feira, dia 3 de agosto e o trailer você pode assistir no fim dessa entrevista.

A ideia do filme

A musa pop contou que ao planejar a turnê California Dreams, em 2010, podia sentir que algo grande viria pela frente, uma vez que tocaria em lugares grandes e para um público bem maior. "Eu falei para mim mesmo que devíamos documentar", e mostrando otimismo "maternal" mandou um: "É algo para eu mostrar para meus filhos", disse a declarada fã de Alanis Morissette.

Público gay X Família conservadora

Lembrada que o público gay faz parte de seus fãs e questionada sobre sua família conservadora (seu pai é pastor), ela disse que cresceu numa atmosfera não tolerante e quando era criança sempre perguntava por que disso ou daquilo. Falou da persistência em buscar respostas e que aos 17 anos, quando saiu de casa, descobriu que aquela vida não era a dela.

Ainda sobre a família, disse que estão mais abertos do que antes e que ela acabou contribuindo naturalmente para que isso acontecesse. "Eu acredito em igualdade, na tolerância, não importando sua preferência sexual, quem você é ou do que gosta." Quando comentaram da avó de 91 anos (que o público verá no filme) ser fonte de inspiração, contou que ela é muito divertida e rápida no pensamento. "Eu não estaria aqui se não fosse ela".

Quebrando protocolo

O lado cômico e meio maluquete dela ficou evidente na entrevista, provocando risos a todo momento. No longa, contudo, o público descobrirá uma pessoa que gosta de ter o controle do que faz e isso ficou claro na coletiva, com a interferência dela na ordem imposta pelos assessores. Por mais de uma vez, e espontaneamente, ela apontou quem iria formular a pergunta. "Esse aqui! Esse aqui! Depois você ...", levando os presentes aos risos. E o fato se repetiu até após a última pergunta, quando ela apontou outro para ser o último, quebrando de vez o protocolo de tempo esgotado da entrevista. Bem legal isso!

A vida é um conto de fadas

"Mudei minha ideia a respeito dos contos de fadas. Não preciso de um príncipe encantado para ter um final feliz", afirmando ainda que acredita que boas sementes geram bons frutos.

Sinceridade à flor da pele

Katy entrou em cena com o cabelo preto, curto (nada de azul, branco etc) e vestindo um Valentino de oncinha. A cor era rosa, claro, e o engraçado foi que ela não pensou duas vezes ao dizer que a roupa era alugada. Com jeito de moleca, até brincou durante a entrevista com a gola que parecia incomodá-la. "Tenho múltiplas personalidades quando o assunto é moda."

A vida na tela grande

Questionada sobre a exposição de seus altos e baixos na tela grande, foi sincera: "Às vezes, para mim não é legal assistir, mas achei que poderia dividir o exemplo e o que aprendi com ele, com as outras pessoas." O longa, segundo ela, não é sobre a vida toda e sim uma parte. "Eu não queria que fosse um filme do tipo "olha, ela é legal, gosta da cor rosa e de gatos! Queria mais do que isso." E ainda brincou que não gostava mais de rosa, apesar de até a mesa da entrevista ser dessa cor, como se nota na foto acima. Ou seja, mais risos provocados por alguém que se considera uma palhaça brincalhona.

A transparência da multicolorida

Embora a orientação dos organizadores era evitar perguntas pessoais, a questão do divórcio com o ator Russell Brand acabou não ficando de fora porque está no filme. E quando perguntaram se tinha sido escolha dela colocar aquilo, foi categórica. “Se eu tirasse, as pessoas iriam se perguntar o que eu estava tentando esconder. Não poderia fazer um filme em que a minha vida pessoal não estivesse porque não seria real. Por isso, mantive tudo. O filme é sobre superar obstáculos", disse, enumerando algumas passagens da vida.

Dívida de uma boa pagadora

Ainda sobre esse momento que aconteceu nos bastidores do show de São Paulo, a pop star foi realista: "Decidi que não era um problema do público. Seria egoísta não fazer o show. As pessoas fizeram esforços para estar ali. Tive que separar o pessoal do profissional. Eram só duas horas e não deveria punir meus fãs, que gostam da minha música, por causa disso."

De volta à cena do crime

Questionada sobre não entender nada de português (algo ressaltado no filme e na entrevista), contou que imaginava ser algo bom e que o momento foi perfeito. "Na hora, não sabia o que eles estavam dizendo, mas sentia. É por isso que estou aqui, para pagar uma dívida emocional. Voltar ao Brasil, à cena do crime, para pagá-la."

Deixar ou tirar do filme?

Com centenas de horas de filmagens, ela conta que a obra ficou com várias texturas e que isso foi bom, lembrando que desde o começo a intenção era fazer algo pessoal. "Para mim era interessante mostrar eu mesma como alguém 'de olho' no prêmio (o sucesso) e depois já com ele nas mãos." Sobre mostrar a relação com os pais, considera bem legal o fato das pessoas poderem ver cenas do passado dela que realmente nunca foram vistas. E disse ainda que o DVD ainda terá mais cenas nos Extras.

O apoio dos fãs brasileiros

“O brasileiro é muito apaixonado. Eu não sei o porquê, se é algo na água (brincou ela). Eu nunca tive fãs como esses, na minha vida. Eles são os mais dedicados", acrescentando que eles são muito presentes no Twitter. "Preciso começar a responder em português", brincou.

Ela lembrou que os brasileiros têm destaque no longa porque o apoio foi incrível e quem assistir vai entender o que quer dizer com isso, concluindo: “Os fãs brasileiros estavam lá para mim e acreditei que era importante eu trazer o filme aqui pessoalmente. Fazer algo especial para eles."

Katy Perry vai virar atriz?

Pelo fato de ter emprestado sua voz para o personagem Smurfette em Os Smurfs, perguntaram se ela pretendia investir na carreira de atriz, como a amiga Rihanna. Da maneira mais espontânea possível afirmou: "Acho que pode ser interessante e divertido, mas significa muito trabalho e tempo. Não é porque você é bom em uma coisa que vai ser bom em outra. Tenho que estudar e me dedicar para isso. Existem ótimas atrizes e eu não quero ofender elas com minha péssima habilidade."

Sobre sua facilidade nos vídeo clipes, disse que era bem diferente. "É a minha música, eu me sinto a vontade e em um filme tem coisas que você não pode controlar. Eu realmente amo fazer música." Ainda assim, afirmou que o cinema não está fora de questão e comentou que adorou Moonrise Kingdom, longa de Wes Anderson, previsto para estrear em 12 de outubro no Brasil.

Participação nos Smurfs

Ela contou que era fã e que curtia a Smurfette. Topou fazer o filme porque gostou do roteiro e se divertiu durante o processo que considerou fácil. Para ela, o mais importante é o fato deste tipo de produção unir as famílias, pessoas, para assistir. Lembrou que está fazendo Os Smurfs 2 e que a ideia de algo que atende várias gerações é bem legal.

Próximos projetos

Para a alegria dos fãs, a cantora disse que seu objetivo é voltar para aquilo que a levou até este ponto: o amor pela música. “Quando sonhei estar aqui não era para ser uma celebridade ou para ser celebrada. Eu queria estar aqui para cantar”.

ffffSobre as exigências do mercado

Mostrou-se consciente sobre as responsabilidades com o que faz e que faz música para ela mesma, não acreditando que deva se comportar como uma política, pois dessa forma não seria bom para ela e nem para os fãs.

Kaitie X Katy

Embora o assunto não seja ligado ao cinema e nem a música da entrevistada, vamos citar aqui uma passagem divertida da coletiva. Isso aconteceu quando ela cismou com a maneira com que o repórter da TV Bandeirantes a chamou, falando "Queitchi". Assim, enquanto ele fazia a pergunta, ela repetiu várias vezes o som 'chiado' (do nome) e perguntava "Sou eu?". Risos geral.



facebook Tweet G+Google
Pela web
Comentários
Mostrar comentários
Siga o AdoroCinema
Trailers
Thor: Ragnarok Trailer Legendado
Thor: Ragnarok Trailer Legendado
104 112 visualizações
O Formidável Trailer Legendado
O Formidável Trailer Legendado
274 visualizações
Missão Cegonha Trailer Dublado
Missão Cegonha Trailer Dublado
713 visualizações
Depois Daquela Montanha Trailer Legendado
Depois Daquela Montanha Trailer Legendado
7 400 visualizações
Dona Flor e Seus Dois Maridos Trailer
Dona Flor e Seus Dois Maridos Trailer
869 visualizações
Pantera Negra Trailer (2) Legendado
Pantera Negra Trailer (2) Legendado
12 139 visualizações
Todos os últimos trailers
Notícias de cinema Entrevistas
"Se eu agradar alguns críticos, já me pergunto o que fiz de errado", diz Danilo Gentili sobre Como se Tornar o Pior Aluno da Escola (Exclusivo)
NOTÍCIAS - Entrevistas
quinta-feira, 12 de outubro de 2017
"Se eu agradar alguns críticos, já me pergunto o que fiz de errado", diz Danilo Gentili sobre Como se Tornar o Pior Aluno da Escola (Exclusivo)
Entre Irmãs: Diretor Breno Silveira diz porque escolheu fazer um épico após Gonzaga e 2 Filhos de Francisco (Exclusivo)
NOTÍCIAS - Entrevistas
sábado, 7 de outubro de 2017
Entre Irmãs: Diretor Breno Silveira diz porque escolheu fazer um épico após Gonzaga e 2 Filhos de Francisco (Exclusivo)
Últimas notícias de cinema Entrevistas
Filmes da semana
de 19/10/2017
Tempestade: Planeta em Fúria
Tempestade: Planeta em Fúria
Diretor: Dean Devlin
Elenco: Gerard Butler, Jim Sturgess, Abbie Cornish
Trailer
Além da Morte
Além da Morte
Diretor: Niels Arden Oplev
Elenco: Ellen Page, Diego Luna, Nina Dobrev
Trailer
A Comédia Divina
A Comédia Divina
Diretor: Toni Venturi
Elenco: Murilo Rosa, Monica Iozzi, Thiago Mendonça
Trailer
De Volta para Casa
De Volta para Casa
Diretor: Hallie Meyers-Shyer
Elenco: Reese Witherspoon, Nat Wolff, Pico Alexander
Trailer
Uma Razão para Recomeçar
Uma Razão para Recomeçar
Diretor: Drew Waters
Elenco: Jonathan Patrick Moore, Erin Bethea, Terry O'Quinn
Trailer
Doentes de Amor
Doentes de Amor
Diretor: Michael Showalter
Elenco: Kumail Nanjiani, Zoe Kazan, Holly Hunter
Trailer
Lançamentos da semana
Filmes mais esperados
  • Thor: Ragnarok
    Thor: Ragnarok

    de Taika Waititi

    com Chris Hemsworth, Tom Hiddleston

    Filme - Ação

    Trailer
  • Liga da Justiça
  • X-Men: Os Novos Mutantes
  • Pantera Negra
  • Extraordinário
  • Vingadores 3: Guerra Infinita
  • Os Parças
  • Cinquenta Tons de Liberdade
  • Jogos Mortais - Jigsaw
  • Gabriel e a Montanha
Filmes mais esperados
Back to Top