Dia do Cinema Brasileiro

De AdoroCinema ▪ terça-feira, 19 de junho de 2012 - 13h26

19 de junho é considerado o Dia do Cinema Brasileiro. Aproveitamos e preparamos essa notícia especial sobre a data e sobre importantes filmes de nossa cinematografia.

por Lucas Salgado

Você sabia que 19 de junho é considerado o Dia do Cinema Brasileiro? E você sabe o motivo? Muita gente pensa que trata-se do dia em que foi realizada a primeira sessão de cinema no Brasil, mas não é o caso. Tal sessão ocorreu em um 8 de julho de 1896, no Rio de Janeiro. A data, na verdade, destaca a ocasião das filmagens do primeiro filme nacional, Vista da Baia da Guanabara, do cinegrafista italiano Afonso Segreto, que foi rodado em 19 de junho de 1898.


Desde então, se passaram 114 anos e o cinema brasileiro viveu muitos altos e baixos para hoje ser apontado como um dos mais diversificados do mundo. São poucas cinematografias que podem se dar o luxo de lançar obras tão diferentes como E Aí... Comeu? (foto acima) e Febre do Rato num mesmo dia, o que irá acontecer na próxima sexta-feira (22).

O cinema nacional caiu no gosto popular nas décadas de 30 e 40, a partir da chegada do som e da industrialização. Filmes como Limite, Ganga Bruta, Alô, Alô Carnaval e O Ébrio são lembrados até hoje. Nos anos 50, tivemos as chanchadas da Atlântida, com destaque para O Homem do Sputnik, e os longas de Amácio Mazzaropi.

Procurando romper com esta vertente popular da sétima arte, o Cinema Novo chegou fazendo barulho nos anos 60 a partir de obras como Vidas SecasDeus e o Diabo na Terra do Sol, Os Fuzis, Terra em Transe e muitos outros. Isso sem falar em O Pagador de Promessas (foto abaixo), que conquistou a Palma de Ouro do Festival de Cannes.


O realismo do Cinema Novo continuou com muito espaço e influenciando muita gente na década de 70. Mas o movimento já não estava sozinho e acabou encontrando a companhia do Cinema Marginal de Rogerio Sganzerla (O Bandido da Luz Vermelha) e Julio Bressane (Matou a família e foi ao cinema). 

A partir do final dos 70 e início dos 80, os filmes brasileiros passaram a ganhar mais destaque nas bilheterias. Dona Flor e Seus Dois Maridos levou quase 11 milhões de espectadores aos cinemas, num recorde que só foi superado por Tropa de Elite 2. A Dama do Lotação e Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia foram assistidos por mais de 5 milhões de pessoas. Também não podemos esquecer dos Trapalhões, que possuem 15 filmes dentre as 30 maiores bilheterias de todos os tempos no Brasil.

Após sofrer com o final da Embrafilme no início dos anos 90, o cinema nacional voltou a respirar em 95, com os lançamentos Terra Estrangeira e, principalmente, Carlota Joaquina, Princesa do Brasil. Daí surgiu a chamada Retomada, cujos principais destaques de público foram Central do Brasil, Cidade de Deus (foto abaixo), Carandiru, 2 Filhos de Francisco, Se Eu Fosse Você 2 e Tropa de Elite.


O AdoroCinema celebra hoje o Dia do Cinema Brasileiro, mas aqui abrimos sempre espaço para as produções de nosso país. E lembramos ainda que temos muita coisa de destaque para chegar, como Histórias que Só Existem Quando Lembradas, À Beira do Caminho, Corações Sujos, Faroeste Caboclo, Somos Tão Jovens, Totalmente Inocentes, O Diário de Tati, Os Penetras, De Pernas pro Ar 2, dentre outros.

Ver comentários

Comentários

  • Jacqueline

    O problema é que o cinema brasileiro não é bem divulgado.
    O Canal Brasil não está nos pacotes mais baratos das TVs a cabo(da Claro TV não está),os abertos não fazem questão de exibir filmes brasileiros e quando exibem,só de madrugada ou na virada do ano.Só as TVs públicas exibem filmes nacionais.Salvo em alguns momentos,como no domingo passado,que o canal LIV exibiu Carlota Joaquina.
    Como formar público que as emissoras mais populares não exibem os filmes daqui?