Com 103 anos, Manoel de Oliveira finaliza mais um filme

De AdoroCinema - O Globo ▪ terça-feira, 27 de março de 2012 - 13h47

Centenário cineasta português termina de rodar "O Gebo e a Sombra", que pode ter sua première no Festival de Cannes.

por Lucas Salgado

Cineasta mais velho em atividade no mundo, Manoel de Oliveira acaba de concluir mais um projeto. O diretor de 103 anos finalizou O Gebo e a Sombra, que pode ter sua première mundial no Festival de Cannes (16 a 27 de maio).

Em entrevista ao jornal carioca O Globo, Oliveira afirmou que o filme é inspirado na peça homônima escrita por Raul Brandão em 1923, mas que adequou a trama "à atual perda de valores das sociedades e à crise que hoje atormenta a Europa". Abaixo você confere uma imagem da produção.


A história gira em torno de Gebo, um veterano cobrador que esconde de sua mulher, Doroteia, que está sendo vítima da ganância de seu filho, João. Ao esconder roubos cometidos pelo filho, Gebo acaba na cadeia, onde é convencido de que a honestidade e a ética são vistos como valores relativos no mundo de hoje.

Orçado em US$ 2 milhões, Gebo et l’ombre (no original) foi filmado em Paris e conta com a presença de duas atrizes-ícones do cinema europeu: Jeanne Moreau e Claudia Cardinale. Michael Lonsdale, Ricardo Trepa e Leonor Silveira completam o elenco.

Para a felicidade de seus admiradores, Manoel de Oliveira não pensa em aposentadoria. Ele confirmou o interesse em adaptar obras de Machado de Assis para as telonas. "Está sempre vivo o interesse em filmar Machado, mas ainda não há planos para breve. Combinei três contos, 'Missa do Galo', 'Ideias do canário' e 'A Igreja do diabo', para formar uma só narrativa", disse. Fernanda Montenegro e Lima Duarte estariam cotados para o elenco.

Ver comentários

Comentários