Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    O Mundo Perdido - Jurassic Park
    Média
    4,3
    1124 notas e 178 críticas
    distribuição de 178 críticas por nota
    36 críticas
    59 críticas
    41 críticas
    30 críticas
    12 críticas
    0 crítica
    Você assistiu O Mundo Perdido - Jurassic Park ?

    178 críticas do leitor

    Fernando Schiavi
    Fernando Schiavi

    Segui-los 1469 seguidores Ler as 389 críticas deles

    5,0
    Enviada em 28 de fevereiro de 2012
    Excelente! Esta segunda parte baseada no livro "O Mundo Perdido" de Michael Crichton consegue manter o mesmo nível e ser tão bom quanto o primeiro. Ao comentarmos de Jurassic Park a primeira coisa que nos vem à cabeça são imagens do primeiro filme que realmente marcou o cinema e conquistou milhões de fãs ao redor do planeta. Porém este segundo apresenta também grandes e marcantes cenas. Este segundo livro começa quando o milionário John Hammond descobre que no sítio B onde os dinossauros foram criados, outra ilha perto da onde os acontecimentos do primeiro filme se passaram, ainda havia algumas espécies vivas. Ele resolve então enviar uma equipe para ver se era possível montar um novo parque no local mas sem cometer erros anteriores. Ele chama então um dos cientistas do primeiro filme, o Dr. Ian Malcolm para fazer parte da equipe. Para ele não recusar a oferta ele antes manda a namorada paleontóloga dele para o local. Ao mesmo tempo um outro grupo liderado pelo sobrinho ganacioso de Hammond, também chega ao local com o objetivo de capturar os animais para que fossem levados para San Diego, já que sderia mais viável levar os animais às pessoas do que pessoas irem à Iha. Depois de ataques dos dinossauros e acidentes, os grupos perdem seus equipamentos de comunicação e tentam ficar à salvo dos ataques. Este filme possui as mesmas características do original, nos propiciando boas falas de humor novamente proferidas na maioria da svezes pelo personagem Ian Malcolm. Além disso o suspense, medo nunca estiveram tão presentes em mais uma grande aventura. A ótima fotografia de Janusz Kaminski, mais escura e assustadora com cenas predominantemente noturnas e com chuva como no filme original, aliado à direção de arte, trilha sonora do mestre John Williams e o som impecáveis complementam na criação do suspense. Curiosamente notamos facilmente aqui a influência do clássico King Kong em várias referências. Um dos navios atracados nas docas de San Diego chamava-se "The Venture", o mesmo que trouxe o gigante gorila para a América. Outro ponto é que após uma grande aventura no habitat da criatura, ela é capturada e levado à América para ser explorada comercialmente pelo homem, e assim como King Kong, chega de navio. Durante o filme percebemos uma cena em que a filha de Ian Malcolm fica com Eddie Carr em uma estrutura suspensa no alto, com a cena ficando bem parecida coma cena do sacrifício da tribo da ilha para King Kong. E é claro não poderia faltar a cena em que a "fera" se liberta e sai pelas ruas da cidade causando pânico. Ainda no porto percebemos o dinossauro fazendo grande barulho com a vista dos prédios à sua frente, parecendo a cena de Kong em cima do prédio no final do filme, dando o contraste perfeito da atualidade com um ser que viveu Há 65 milhões de anos. Ainda na escapada, o T-Rex sai causando destruição e pânico pelas ruas, assim como quando Kong consegue se livrar das correntes que o prendiam. A diferença é que o animal não foi morto, apenas recapturado e enviado de volta à Ilha. As semelhanças em várias cenas com o clássico dos anos 30 são evidentes e usadas com competência na fórmula deste roteiro mais uma vez bem adaptado por David Koepp, um dos colaboradores mais atuantes atualmente com Spielberg. A história condensa em pouco mais de duas horas uma boa história e que nem percebemos passar de tão bem que fluiu. É importante citar aqui também as ótimas cenas desta produção como as cenas de perseguição em meio à mata da ilha, assim como a cena da queda do trailer no penhasco, a cena do ataque dos dinossauros na central de comunicação, a invasão do barco descontrolado no porto da Ingens, como toda a sequência final do dinossauro causando alvoroço em San Diego, com destaque para cena do garoto e de seus pais percebendo o gigante em seu jardim. Mais uma vez ressalto as boas presenças de Jeff Goldblum, Julianne Moore e Vince Vaughn, além das participações pequenas mas especiais de Richard Attenborough, Joseph Mazzello e da já adolescente e belíssima Ariana Richards. Infelizmente, em especial as crianças, tiveram nada mais do que uma frase logo no início do filme. A sensação que fica é que poderiam aparecer mais, porém deve-se entender que este filme / livro pertencia de fato à outros protagonistas. Cito também a pequena participação da ainda criança Camila Belle na cena de abertura em que ela é atacada por vários dinossauros menores. Negativamente destaco Vanessa Lee Chester, que interpretou a filha do personagem de Goldblum. Ela realmente não tem boa atuação, se expressão e carisma algum, conseguindo ser uma das personagens mais chatas e desnecessárias dos últimos tempos. Mais uma vez temos um show de efeitos especias, que juntos aos bonecos eletrônicos, nos passando a exata sensação de temor pelos dinossauros, que conseguiram manter o ótimo nível do filme antecessor. A direção de Spielberg é como sempre evidente nas cenas megalomaníacas e com extremas qualidade. Mais um clássico dirigido pelo mestre do cinema. O filme segue bem a fórmula do original e após quatro anos de espera temos uma continuação digna e do mesmo nível! Aventura imperdível, um clássico assim como o filme de 1993!
    Ricardo L.
    Ricardo L.

    Segui-los 32234 seguidores Ler as 1 762 críticas deles

    5,0
    Enviada em 3 de outubro de 2017
    Clássico! Continuação de um dos melhores filmes de todos os tempos! O mundo perdido é intenso e deslumbrante, cheio de ação e emoção a flor da pele. Roteiro não é tao bom como o 1°, mas é ótimo, atuações boas convincentes, parte técnica de tira o folego. É filme pra deixar toda família entreter tida.
    Paulo S.
    Paulo S.

    Segui-los 13 seguidores Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 4 de dezembro de 2012
    Cara, Steven Spielberg sabe realmente como fazer um filme *-* o cara se garante, nao tenho nem palavras... spoiler: a unica coisa que nao gostei foi o T-Rex na cidade ¬¬ aquilo acabou com o final do filme '-'
    Marvete F
    Marvete F

    Segui-los 5 seguidores Ler as 27 críticas deles

    5,0
    Enviada em 1 de maio de 2017
    Steven Spielberg é o cara! Steven Spielberg é um dos melhores diretores, roteiristas e produtores que já conheci, não existe outro igual a ele; a não ser o James Cameron, mas, não estamos falando dele. Pra jurassik park foi um dos filme que revolucionou Hollywood, por conta dos efeitos gráficos que parecem reais, e outras coisas também. O filme que fez parte da minha infância; desde dos 03 anos de idade eu assistia todos os filme de jurrassik park. ♥♥♥♥
    Jhonathan C.
    Jhonathan C.

    Segui-los 1887 seguidores Ler as 415 críticas deles

    4,5
    Enviada em 21 de novembro de 2014
    Novamente Spielberg conseguiu manter o mesmo nível do primeiro. O problema foi a perca da tal "originalidade". Cenas como a do T-Rex na cidade, deu uma desanimada, apesar de ser boa. É um filme um pouco cansativo, mas tem lá de suas grandes qualidades. A cena quando o T-Rex ataca o trailer, por exemplo, foi excepcional. Efeitos especiais continuam de primeira.
    Felipe F.
    Felipe F.

    Segui-los 1396 seguidores Ler as 503 críticas deles

    2,0
    Enviada em 26 de maio de 2020
    Não chega nem perto do feito do primeiro filme e arrisco a dizer que não funciona nem como diversão temporária. Roteiro muito confuso e cheio de escolhas erradas, a começar por Jeff Goldblum como protagonista, ele até funciona bem como coadjuvante no primeiro, mas não tem carisma algum para o papel principal. Outro ponto ruim do filme é que em nenhum momento o longa nos passa a sensação de perigo aos protagonistas. Além disso há um excesso de lombadas e barrigas durante o filme que pouco acrescentam, por exemplo, o longa perde mais de 10 minutos envolvendo um salvamento utilizando uma corda num trailer. Jurassic Park - O Mundo Perdido, é um filme genérico, sem alma e sem carisma, muito esquecível e fraco.
    Leandro M.
    Leandro M.

    Segui-los 27 seguidores Ler as 79 críticas deles

    2,0
    Enviada em 18 de junho de 2015
    Por conta do lançamento da nova versão, assisti os antigos com meu filho de 10 anos para ele entender o contexto. O fato de ter assistido na sequencia do primeiro só ressalta a falta de qualidade desta continuação. Inclusive suspeitei de que o Spielberg não estivesse por trás deste, mas infelizmente o nome dele apareceu nos créditos. Filme muito fraco. Mistura (mal feita) de Jurassic Park com Godzilla, sem nenhuma preocupação com consistência. Como explicar que o T-Rex matou os tripulantes do navio se ele ainda não havia conseguido se soltar do porão? Inclusive entrando na cabine de comando, onde obviamente não caberia... Sem comentários, muito abaixo da expectativa.
    Camilla M.
    Camilla M.

    Segui-los 385 seguidores Ler as 253 críticas deles

    4,0
    Enviada em 3 de dezembro de 2014
    Senti falta do Sam Neil, o longa não deixou de ser bom mas a presença dessa personagem fez falta e também acho que os dinossauros, que são o foco da atração, deveriam aparecer mais vezes. Entretanto nada tira o brilhantismo da obra.
    Ricardo A.
    Ricardo A.

    Segui-los 74 seguidores Ler as 174 críticas deles

    3,0
    Enviada em 17 de março de 2018
    É um bom filme pipoca, serve mais como divertimento do que qualquer outra coisa. Depois do sucesso comercial do primeiro, é obvio que viriam sequências, e dai segue a maldição de que sequências são piores que o original. Bom, aqui não chega a ser pior, mas não supera o primeiro na originalidade, muito menos se for comparar este com o filme Godzila, que tem uma pegada parecida. Também foi um sucesso comercial e o que vale a pena são os efeitos especiais. Mesmo com atores conhecidos, não existe um momento de dramaticidade que possa definir uma boa atuação, já que para eles valia mais condicionamento físico para tanta correria.
    Fabiano O.
    Fabiano O.

    Segui-los 33 seguidores Ler as 78 críticas deles

    4,0
    Enviada em 11 de março de 2015
    Comparado ao magnífico Parque dos Dinossauros, O Mundo Perdido fica em uma consideravelmente atrás. Mas isso não tira os méritos do filme que nos mostra mais uma vez como a busca pra obter o lucro sempre se sobrepõe a tudo, como no caso de tentar abrir um novo parque mas desta vez dentro de San Diego, trazendo os dinos da Ilha Nublar. Efeitos especiais de excelente nível mais uma vez, atuações convincentes (mesmo que muitos sintam a falta, inclusive eu, de Sam Neill no papel de Alan Grant) e história envolvente e que diverte independente da hora do dia, O Mundo Perdido é mais dos trabalhos muito bem feitos de Spielberg, mesmo que não seja uma obra-prima como o primeiro filme. ☆☆☆☆ é a nota perfeita para este filme.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top