Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Barton Fink - Delírios de Hollywood
    Média
    3,4
    35 notas e 24 críticas
    distribuição de 24 críticas por nota
    5 críticas
    12 críticas
    3 críticas
    2 críticas
    1 crítica
    1 crítica
    Você assistiu Barton Fink - Delírios de Hollywood ?

    24 críticas do leitor

    Ricardo L.
    Ricardo L.

    Segui-los 32234 seguidores Ler as 1 762 críticas deles

    3,5
    Enviada em 2 de novembro de 2019
    Filme dos ótimos diretores Joel Coen, Ethan Coen, Aqui pra muitos é um grande filme, mas vejo de uma outra forma, tem um grande elenco com atuações formidáveis de John Turturro e John Goodman e ambos mereciam ter sido indicado assim como foi indicado em três categorias, mas sem agraciamento. O que mais me incomoda é o fato do roteiro impulsionar o telespectador a interpretação do filme, gerando na minha visão uma falta de veracidade, apesar de clara as loucuras do protagonista, mas enfim... Barton Fink não é descartável, mas também não é eterno.
    Carlos Henrique S.
    Carlos Henrique S.

    Segui-los 5571 seguidores Ler as 799 críticas deles

    3,5
    Enviada em 19 de março de 2020
    O premiado filme dos irmãos Coen,Barton Fink é uma reflexão sobre Hollywood e seus efeitos em novatos do ramo cinematográfico.A ideia de escrever Barton Fink,surgiu após uma dificuldade dos Coen em terminar de escrever Miller's Crossing e o filme trata justamente sobre um escritor com bloqueios que o impedem de terminar o roteiro para um filme sobre luta livre.É um filme complexo,seu roteiro aborda a Hollywood e seus tipos de produções,Barton porém teme trabalhar em Hollywood pois acha que seu lugar é na Broadway onde pode escrever suas peças à seu estilo,que é mais simples e foca no povo,na simplicidade dos personagens,o que é o oposto pedido pelos produtores que querem algo mais sofisticado e sem sentimentalismo, é nesse cenário Barton vive um bloqueio por não ter ideia do que escrever e como atender a seus novos chefes.Existe também muitas referências à escrita de nomes da literatura clássica que está em certos diálogos do personagem Barton,mas os diretores tomam liberdade para acrescentar algo mais sangrento que faça movimentar mais a trama que sofre com o ritmo demasiadamente arrastado que pode incomodar muito aqueles que esperavam um filme mais ágil,o John Goodman que interpreta o vizinho do escritor oferece uma narrativa mais fluida a partir do final do segundo ato com cenas voltada para a violência.John Turro certamente entrega nesse filme uma de suas melhores atuações que rendeu um prêmio em Cannes.Barton Fink é um retrato de uma Hollywood pouco humilde que consome um homem simplista,nesse processo faz referências a muitas coisas com destaque para grandes escritores,porém seu ritmo arrastado ao extremo não permite que o filme seja tão memorável, mesmo assim é um bom filme.
    Francisco Russo
    Francisco Russo

    Segui-los 11936 seguidores Ler as 687 críticas deles

    2,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Bom filme, que tem como maior pecado o fato de possuir um ritmo muito lento. Na verdade esta é uma característica de muitos filmes dos irmãos Coen, como "Fargo", "Na Roda da Fortuna" e "O Homem Que Não Estava Lá". Se por um lado os Coen possuem um talento excepcional para desenvolver o universo no qual estão inseridos os personagens principais, o que acontece aqui em "Barton Fink" ao mostrar a sensação opressiva e paranóica que a indústria do cinema exerce no protagonista, por outro este mesmo talento muitas vezes torna as cenas demasiadamente lentas, fazendo com que o filme canse o espectador. Ainda assim trata-se de um filme interessante de ser visto pelo modo mordaz como analisa a indústria do cinema, que em um instante glorifica uma nova revelação para depois dispensá-lo sem pensar duas vezes, além de algumas cenas realmente muito boas, como a do incêndio no hotal. Para completar, John Turturro está em ótima atuação, talvez a melhor de sua carreira."
    João Lucas B.
    João Lucas B.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 27 críticas deles

    3,5
    Enviada em 6 de janeiro de 2019
    "Barton Fink" conta a história de um roteirista da Broadway que é contratado para fazer filmes B em Hollywood. Barton foca seus roteiros nas trivialidades da vida comum, e após ir para Hollywood, se vê corrompido pela indústria do cinema, passa por bloqueios criativos e crises existenciais. A atuação de John Tarturro como Barton é perfeita, consegue expressar a angústia do roteirista e a paranóia. John Goodman como Charlie também está ótimo, consegue ser o alívio cômico do filme. Porém, ao retratar a paranoia do meio para o fim do filme erra totalmente na dose e perde o balanço entre o real e o surreal. O ritmo lento acaba por atrapalhar o filme também, porém nada muito prejudicial. É uma ótima crítica a Hollywood mas erra na dose da paranóia Nota: 6.9
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top