Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Piaf - Um Hino ao Amor
    Média
    4,4
    207 notas e 20 críticas
    distribuição de 20 críticas por nota
    12 críticas
    1 crítica
    2 críticas
    5 críticas
    0 crítica
    0 crítica
    Você assistiu Piaf - Um Hino ao Amor ?

    20 críticas do leitor

    Ary B.
    Ary B.

    Segui-los Ler as 9 críticas deles

    5,0
    Enviada em 26 de dezembro de 2017
    simplesmente lindo e delicado, amo Piaf esse filme consegui me sensibiliza com o drama vivido pela cantora símbolo de Paris.
    Leonardo H.
    Leonardo H.

    Segui-los 21 seguidores Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 3 de agosto de 2017
    Que filme esplendoroso! Creio ser impossível chegar aos créditos finais sem ter sequer derramado uma lágrima. Marion faz a melhor atuação da sua carreira e nos entrega uma Edith visceral. Ela foi capaz de nos transpassar o sofrimento de uma vida toda. Honra a memória de Piaf e a torna ainda mais interessante.
    Marcelo S
    Marcelo S

    Segui-los 25 seguidores Ler as 127 críticas deles

    5,0
    Enviada em 7 de fevereiro de 2017
    O que dizer de "La Môme" né?! Perfeito em tudo, direção de arte, trilha sonora, edição...e claro a incrível Marion Cotillard que está ESTUPENDA no longa. É nítido como ela se entregou á personagem, ela praticamente incorporou a Edith Piaf, (ou a Edith Piaf encarnou nela durante as gravações) principalmente na época em que ela conheceu Marcel seu grande (e porque não único amor) ali estava a Paif nua e crua, não havia distinção, não tinha Marion nem personagem, tinha apenas Edith Piaf. Não á toa, Marion levou o Oscar de Melhor Atriz em 2008, mais do que merecido, mais do que justo. Para as pessoas que não conhecem a Edith Piaf, vão conhecer com este filme uma grande cantora, que além de talentosa, cantava com a vida, não por amor, é mais como se cantar fosse um membro vital de seu corpo, retire-o e não viverá por muito tempo. E também com uma história de vida sofrida e amorosa e exagerada. Pra quem já conhece o trabalho dela, vai se encantar com a riqueza de detalhes de certos aspectos de sua vida, e se apaixonar ainda mais pelo trabalho da pequena pardal. Devo ressaltar um destaque que me chamou muita atenção, Pauline Burlet que interpretou Edith na época em que ela estava com o pai no circo, principalmente na cena em que ele se apresenta na rua e logo depois pede á mesma cantar para os pedestres, Pauline canta o hino francês, belamente, afinada, dando uma faceta á mais da personalidade de Edith como cantora. Apesar do filme ser perfeito, devo ressaltar dois pontos negativos: a Fotografia do filme no meu ponto de vista é deveras escura, deixa boa parte do filme com um tom meio mórbido, depressivo, achei um pouco prejudicial pra narrativa. O segundo ponto é a escolha do diretor em contar a história recortada, ora no passado, ora no futuro, ora na velhice, ora na adolescência... isso acontece no começo do filme e no fim também, mas no meio do filme a narrativa fica mais centrada no presente e pró-presente (um espaço curto de tempo da vida de Edith já no auge do seu sucesso) algo que pode deixar o público um tanto confuso com tanto vai e vêm na história da cantora. A reta final é de emocionar. Como dizem os franceses: BRAVO!
    Rodolfo A.
    Rodolfo A.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 14 críticas deles

    2,5
    Enviada em 30 de setembro de 2016
    Um filme com uma história interessante, porém é super cansativo o que acaba tornando o filme chato e tedioso.
    anônimo
    Um visitante
    4,0
    Enviada em 17 de dezembro de 2015
    Uma das mais belas cinebiografia que ja vi. O filme mostra com detalhes riquíssimos a dura vida de Edith Piaf.De sua infância sem família, até a sua fase adulta ,onde brilha com sua potente voz. A fotografia e figurino me fizeram favoritar esse filme.Sem contar na belíssima atuação de Cotillard,Oscar merecido. -Filme assistido em 16 de Dezembro de 2015 -Nota 8/10
    ClaraFreesky
    ClaraFreesky

    Segui-los 15 seguidores Ler as 93 críticas deles

    5,0
    Enviada em 22 de novembro de 2015
    A história de Edith é simplesmente linda e o filme faz um trabalho excepcional em mostrar isso. Marion Cotillard dá todo seu potencial e por isso ganhou um Oscar extremamente merecido. A trilha sonora maravilhosa, o drama, a personalidade de Edith, etc. Tudo neste filme é maravilhoso. Uma obra-prima recomendadíssima.
    Alvaro S.
    Alvaro S.

    Segui-los 44 seguidores Ler as 349 críticas deles

    3,5
    Enviada em 13 de outubro de 2015
    A vida da famosa cantora francesa Edith Piaf é levada as telas com uma performance impressionante da atriz Marion Cotillard. Da infância pobre e miserável até o sucesso mundial, o filme mostra as alegrias, tristezas, abandonos, abusos, fé, amor, perda, na dramática trajetória da diva francesa, até sua morte aos 47 anos. Biografias costumam exagerar nas tintas do drama. Apesar de não ser diferente aqui, a história é contata entre idas e vindas no tempo, as cenas nunca são clichês graças ao talento da atriz que se funde a personalidade da cantora, sumindo em cena, trazendo a cantora de volta a vida. Estamos diante dela! Não por acaso Marion levou o Oscar de Melhor Atriz pelo papel. Prestem atenção na cena final, ela é de uma força cênica impressionante. Curiosidade. Marion Cotillard foi a primeira atriz francesa a ganhar o Oscar de Melhor Atriz num papel francês e a segunda atriz da história da academia a levar o prêmio. A primeira foi a italiana Sophia Loren por “Duas Mulheres”. Nota do público: 7.7 (IMDB) Nota dos críticos: 74%(Rotten Tomatoes) Bilheterias EUA - $10 milhões Mundo - $86 milhões Acesse o blog 365filmesem365dias.com.br para ler sobre outros filmes.
    Peter B.
    Peter B.

    Segui-los 7 seguidores Ler as 127 críticas deles

    5,0
    Enviada em 5 de abril de 2015
    Filme muito bom , sem contar na atuação de Marion Cotillard. Acho que a mistura do tempo da vida dela foi o diferencial do filme.
    Elvira A.
    Elvira A.

    Segui-los 20 seguidores Ler as 263 críticas deles

    5,0
    Enviada em 15 de março de 2015
    Emoção pura, sofrimento, dor, amargura, mas tudo isso traduzido em seu amor pelo ato de cantar. Assim pode ser resumida a vida de Edith Piaf. O filme retrata apenas algumas passagens de sua carreira, omitindo sua participação em filmes. As melhores canções - La Vie en Rose, Hino ao Amor, Je ne regrette rien - fazem o público, mesmo quem não a conheceu,a reconhecer seu enorme talento. Ela viveu e amou intensamente. Marion Cottilard ganhou o Oscar pelo papel, merecidamente (vejam um exemplo: a atriz tem 1.69 m de altura e precisou aparentar o 1.42 m de Edith) e foi envelhecida para a personagem. O grande ator Gerard Depardieu faz um pequeno, porém marcante papel. Imperdível.
    Juliana C.
    Juliana C.

    Segui-los 4 seguidores Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 27 de julho de 2014
    Simplesmente AMEI!!! A Marion está perfeita no papel. Lindo!!!!
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top