Meu AdoroCinema
Obrigado por Fumar
Vídeos Créditos Críticas dos usuários Críticas da imprensa Críticas do AdoroCinema Fotos Filmes Online
Curiosidades Bilheterias Filmes similares Notícias
Média
4,0
133 notas e 10 críticas
0% 0 crítica
10% 1 crítica
30% 3 críticas
60% 6 críticas
0% 0 crítica
0% 0 crítica

10 críticas do leitor

Organizar por
Críticas mais úteis
stefanojosef

Segui-los 0 seguidor Ler as 14 críticas deles

2,5Regular
• Atualizado em 04/10/2010

Ontem vi o filme todo, tinha começado a ver mas não havia terminado.

Quem não gostou do filme, deve ser pq não conseguiu entender a sua proposta.

É um tipo de comédia inteligente, q faz vc se divertir com sacadas precisas, claro q vc não vai  chorar de rir vendo o filme, mas a idéia é muito boa e méritos para Jason Reitman q mostra muito talento em tirar graça de temas polêmicos, dessa vez o tabagismo, em Juno a gravidez na adolescência, e em Amor sem escalas a crise e as demissões em massas. O ponto é q ele sempre conta com grandes atuações de seus protagonistas.

Aaron Eckhart manda muito bem, o filme é muito bem estruturado, roteiro inteligente... enfim, um filme para se ver e apreciar.

Recomendado, assim como os dois filmes supracitados.

Felipe C.

Segui-los 10 seguidores Ler as 4 críticas deles

3,5Bom
• Atualizado em 26/09/2013

Obrigado por Fumar é uma sátira americana em que Nick Naylor (Aaron Eckhart) é um lobista que defende os direitos e interesses das indústrias tabagistas. Ele é tão eloquente e persuasivo que é possível fazer com que o maior crítico do consumo de cigarros na face da Terra reveja os conceitos. Na trama, Nick trava constantes batalhas contra o senador Ortolan Finistirre (William H. Macy), de Vermont. O senador defende a inclusão de rótulos nas embalagens dos maços que simbolizem os danos da utilização do cigarro. Apesar de ser denunciado de ludibriar a sociedade americana, o lobista sempre consegue escapar das acusações pela tangente. Spoiler: A fama de Nick Naylor é tão notória, que provoca o interesse da jovem jornalista Heather Holloway (Katie Holmes), do periódico "The Washington Probe". Em busca de ascensão na carreira, ela seduz o lobista para desvendar os podres por trás das indústrias do tabaco. Uma exibição indispensável para os comunicólogos de plantão.

http://isallin.wordpress.com/2011/12/29/cinema-estrelando-comunicacao-social-parte-1/

Fernando Schiavi Leite

Segui-los 31 seguidores Ler as 389 críticas deles

2,5Regular
• Atualizado em 19/01/2010

Sem dúvida uma das melhores comédias dos últimos anos. Um filme super inteligente que aborda o polêmico tema do tabagismo na sociedade. Uma comédia super inteligente e muito bem dirigida. Recomendo a todos que procuram, se divertir e ainda refletir sobre diversos aspectos importantes da vida! Quesitos técnicos e roteiro são ótimos!

Gabriel O.

Segui-los 1 seguidor Ler as 39 críticas deles

2,0Fraco
• Atualizado em 12/04/2015

Obrigado por fumar, têm uma proposta boa, de ter como protagonista um cara que representa as indústrias do tabaco, que se pronuncia para as pessoas tentando convencê-las de que o tabaco não provoca o câncer de pulmão. Essa ideia toda é ótima, no entanto não foi explorado bem no filme. Resumindo, é um filme fraco que tinha um ótimo potencial.

Senhor Ivan

Segui-los 429 seguidores Ler as 2 822 críticas deles

3,0Legal
• Atualizado em 15/07/2010

É com certeza um dos mas talentosos trabalhos de Aaron Eckhart,fez um belo filme.Onde sua atuação supera a todas as outras nas quais já se envolveu.Mas não posso falar o mesmo de Jason Reitman,onde sua direção é bastante fraca,onde no filme temos bastantes momentos de queda.Enfim,o filme não traz uma das melhores histórias,onde se consegue elogiar,ou até mesmo assistir por mas de uma vez.

Raiane M.

Segui-los 0 seguidor Ler a crítica deles

4,0Muito bom
• Atualizado em 26/11/2015

O filme "Obrigado por fumar", mostra de uma forma clara os argumentos do discurso retórico que visam o poder. O poder a que me refiro é o capitalismo, o lucro. O filme mostra como o ator Nick faz uso do discurso retórico para convencer que o cigarro não faz tanto mal assim apesar de saber dos malefícios do mesmo. A perspectiva da retórica tratada no filme é uma perspectiva negativa, pois a persuasão é voltada para o consumo de um bem que faz mal a população. É um ótimo filme, pois retrata como as empresas agem para vender o seu produto.

Guilherme M.

Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

3,5Bom
• Atualizado em 10/09/2015

O filme Obrigado por Fumar inicia com um programa de entretenimento Americano, como existe também no Brasil como; Casos de Família, programa da tarde e o mais recente Xuxa Meneghel, nesse programa o palestrante Nick Naylor (Aaron Eckhart), apoia, briga, influencia, e convence a plateia sobre o uso e experimentação do cigarro, mesmo sabendo do maior maleficio do cigarro, o óbito, ainda sim prefere se mantiver no auge da carreira, e sempre nas mídias favorecendo o uso de tabaco. No Local de trabalho de Nick Naylor (Aaron Eckhart), a Academia de estudo do tabaco, tentavam voltar ao passado onde fumar era sinônimo de elegância, charme, riqueza e poder de sedução, incentivando ate crianças e adolescente sobre essa ideia antiga. Diferente do tempo atual, que é lei comunicar aos cidadãos das muitas consequências que o tabaco causa. Quando ele recebe uma ameaça de morte pelo telefone, seguido de um sequestro relâmpago começa a pensar melhor na sua vida, e mudar seus conceitos achando o cigarro algo perigoso, principalmente quando percebe que seu filho Joey (Cameron Bright) esta sendo influenciado negativamente, se questiona “por que faço o que faço? por que apoiar algo tão mau?”. Após um debate, e de ficar doente, ele decide recusar o emprego logo a Academia de Estudo do Tabaco é fechada, as empresas de cigarro tiveram que pagar indenizações para os fumantes do Estado, todos os seus colegas de trabalho arrumaram novos empregos e ele continuou com o seu dom “falar” palestrar, dessa vez para bons motivos. O filme mostra uma realidade “escondida” onde existe manipulação, sujeiras, chantagens, incentivos ao alcoolismo, fumantes, drogados, prostituições. Influenciado, adultos, crianças e adolescentes, sempre voltados ao capitalismo, faturamento. Ótimo filme para população assistir como funciona “dentro” das grandes mídias/empresas de TV, radio, revistas, outdoor, como habitam para manipular através destes meios, e sobre a vida pessoal de um dos representantes da mídia. Guilherme Martins

Dead Lucas

Segui-los 3 seguidores Ler as 147 críticas deles

2,5Regular
• Atualizado em 10/08/2010

Putz! Como só agoram foram descobrir esse grande ator que é o Aaron Eckhart??????? Acredito firmemente que Jason Reitman em futuro próximo ganhará a estatueta do dourado careca, 3 filmes na carreira e 3 filmações!!! O filme é tão bom que até a Katie Holmes nõa atrapalha. Nada a declarar sobre o roteiro, fotografia, direção e atuações, impecáveis. Pena que a Paty é tão linda, mas não soube apreciar um bom filme dramático e acima de tudo inteligente.

Fabio

Segui-los 2 seguidores Ler as 97 críticas deles

2,0Fraco
• Atualizado em 08/01/2006

Muito bom pra quem vai assistir preparado, ou seja, sabendo qual é o estilo do filme. Em clima de documentário e comédia consegue passar muito bem a mensagem sem pressionar, conscientizando sem ser de forma arbitraria.É um filme muito divertido, com um ritmo na velocidade certa e inteligente. Nada que surpreenda muito, mas vale a pena.

douglas

Segui-los 0 seguidor Ler as 11 críticas deles

2,5Regular
• Atualizado em 05/01/2006

Sem dúvida, um dos melhores filmes lançados no cinema este ano. Atores excelentes, um diretor "cínico" e um excelente roteiro tornam essa comédia imperdível para toda a população.

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top