Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Johnny & June
    Média
    4,4
    445 notas e 29 críticas
    distribuição de 29 críticas por nota
    8 críticas
    9 críticas
    2 críticas
    10 críticas
    0 crítica
    0 crítica
    Você assistiu Johnny & June ?

    29 críticas do leitor

    Marcos C.
    Marcos C.

    Segui-los Ler as 9 críticas deles

    4,5
    Enviada em 21 de abril de 2014
    Música country nunca foi expressiva no Brasil, o que levou a Fox, distribuidora nacional de "Johnny e June", a tentar vendê-lo como mais um drama romântico. Mas o filme vai muito além disso, sendo uma biografia completa do polemico astro Johnny Cash, desde sua infância conturbada até o sucesso mundial. A relação com June Carter também é parte importante do filme, mas passa longe de ser a história principal. Atuações inspiradas de Joaquim Phoenix e Reese Witherspoon, onde ambos cantam as músicas ao invés de usar playback, dando mais veracidade ás cenas. Aliás, "playlist" que trás os principais sucessos da carreira do cantor, como "Ring of Fire" e "Walk the Line".
    Wellingta M
    Wellingta M

    Segui-los 170 seguidores Ler as 256 críticas deles

    5,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Esse filme conta a dura e incrível história de vida do artista Johnny Cash, que eu não conhecia e passei a admirá-lo, e sua linda estória de amor com June Cash. Joaquim Phoenix faz seu melhor trabalho no cinema em uma atuação visceral e foi injustiça não ter ganhado o Oscar de melhor ator. Em compensação, Reese está bem no papel de June, mas havia atrizes melhores, eu não daria o Oscar a ela. De qualquer forma é um belo filme sobre superação e amor. Recomendo.
    Tatamorosa B.
    Tatamorosa B.

    Segui-los 3 seguidores Ler as 18 críticas deles

    5,0
    Enviada em 22 de fevereiro de 2015
    Fabuloso. .... amei essa biografia. ... a atuação do Joaquim e da Reese estão o maximooooo
    Alessa Gillespie
    Alessa Gillespie

    Segui-los Ler as 8 críticas deles

    5,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Fantástico, ♥♥♥
    RickAlo
    RickAlo

    Segui-los Ler as 5 críticas deles

    2,5
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    O QUE VOCÊ PROCURA EM UM FILME? BOM ROTEIRO,BOA DIREÇÃO,BOAS INTERPRETAÇÕES,....ESSE FILME TEM TUDO ISSO.SEM COMPARAÇÕES COM OUTROS FILMES..É UNICO,GOSTOSO DE SE ASSISTIR MAIS DE UMA VEZ.JÁ FAZ PARTE DA MINHA VIDEOTECA...
    Gustavo M.
    Gustavo M.

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 15 de março de 2013
    anônimo
    Um visitante
    4,0
    Enviada em 29 de março de 2016
    -Filme assistido em 29 de Março de 2016 -Nota 8/10 Uma história de vida semelhante a muitas outras de grandes artistas que alcançaram o estrelato nos Estados Unidos.Temos a amostra de um garoto de família pobre,com vários problemas internos,que foge de casa atrás de seu ideal.Por esse e outros motivos,"Johnny e June" é um filme parecido aos demais,com personagens diferentes. A trilha sonora é simplesmente encantadora.Confesso que nunca ouviu sequer uma canção de Johnny Cash,só que graças a esse longa,procurei saber um pouco mais da carreira desse artistas e todo o seu repertório. Joaquin Phoenix se dedica ao máximo.Consegue impressionar nesse personagem,que ainda arrisca numa variedade enorme de cenas com cantoria.Acompanhada por Reese Whiterspoon ganhadora do Oscar por esse filme.A atriz se apresenta de uma forma única,nunca visto antes em nenhum de seus trabalhos.No mais,quem também merece um destaque positivo é a bela Ginnifer Goodwin,que vive,Vivian Cash.
    Isis Lourenço
    Isis Lourenço

    Segui-los 566 seguidores Ler as 476 críticas deles

    3,0
    Enviada em 10 de março de 2020
    Biografias são sempre interessantes e essa aqui não é diferente,como praticamente todos os artistas,ele abusa de drogas e não consegue se manter fiel,uma coisa que não curti (porque parece que ele descasa de uma pra ficar com a outra,porque não se divorciou logo?!). As músicas são até legais e o figurino de Reese bem bonito.
    Jonatas Betencourt Jr.
    Jonatas Betencourt Jr.

    Segui-los 295 seguidores Ler as 405 críticas deles

    4,0
    Enviada em 28 de março de 2020
    Walk the Line é uma das cinebiografias que mais me cativaram nos últimos anos. Acima de tudo um ótimo drama sobre superação através da música e do amor, este filme dirigido pelo subestimado James Mangold retrata a vida do icônico Johnny Cash com compaixão, rigor técnico, e, principalmente, honestidade. O elenco não poderia ser melhor : Joaquin Phoenix, embora não lembre muito o biografado fisicamente falando, consegue compensar com o empenho que mostra. O ator entra de cabeça no papel, e interpreta com intensidade todos os difíceis períodos da vida de Cash, e até apresenta grande talento vocal. Reese Whiterspoon se atém a uma performance dramática mais linear, mas isso não a impede de ter ótimos momentos também, principalmente nas cenas musicais. Enfim, o filme pode até dar uma escorregada no melodrama lá pelo fim do segundo ato, mas no geral o saldo é bem positivo.
    SERGIO LUIZ DOS SANTOS PRIOR
    SERGIO LUIZ DOS SANTOS PRIOR

    Segui-los 259 seguidores Ler as 293 críticas deles

    2,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    A comparação entre a cinebiografia de Johnny Cash e a de Ray Charles é imediata e óbvia. No ano passado, "RAY" rendeu a Jamie Foxx o Oscar de melhor ator. Muito embora as chances de Joaquin Phoenix serem pequenas de faturar a estatueta de melhor ator deste ano, o seu trabalho é magnífico. O grande problema é que o gênio de Ray Charles estava milhas à frente de Johnny Cash. De acordo com o roteiro de James Mangold e de Gill Dennis estabelece como ponto nevrálgico na vida de Johnny Cash a morte do seu irmão num acidente com uma serra elétrica (Cash contava com 5 ou 6 anos de idade). A preferência do pai de Johnny pelo filho morto foi um fantasma que perseguiu o cantor que gostava de se vestir de preto (executivos da indústria fonográfica, pessoas conhecidas costumavam dizer a Cash que se vestir de preto era como se ele fosse a um funeral, ao que ele respondia: e será que não iremos a um enterro?) durante boa parte de sua vida. Johnny Cash teve uma influência musical de sua mãe, basicamente gospel. E graças ao seu primeiro produtor que argumentava que gospel não vendia discos, que não iria levar Cash para lugar algum, este decide soltar os seus demônios e passa então a discorrer sobre assassinos, desafortunados, ou seja, tudo muito longe daquela idéia religiosa que povoava sua música até então. Excursiona com Elvis Presley, Jerry Lee Lewis e Carl Perkins divulgando seu trabalho. Eram os primórdios do rock. Cash conhece as anfetaminas pelas mãos de Presley. Anos mais tarde vai para a cadeia quando é pego pelas autoridades policiais no Texas. Johnny Cash se casa com Vivian, com quem tem duas filhas. Seu grande amor, porém, é June Carter (Reese Whiterspoon), com quem dividiu o palco e a vida por mais de um quarto de século. E foi graças a ela, que Johnny Cash conseguiu largar a sua dependência de anfetaminas. O filme começa e termina com um show que virou um disco ao vivo na prisão de Folstom. Após ter conseguido vencer todos os seus demônios, Johnny se sentia na obrigação de levar alegria àquelas pessoas que tanto apreciavam a sua música (e que mandavam centenas e centenas de cartas falando de suas vidas obscuras). Mesmo aqueles que não são fãs de carteirinha da música de Johnny Cash, irão apreciar mais esta cinebiografia musical. O título original em inglês é "WALK THE LINE", uma das músicas mais populares do homem de preto.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top