Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Ken Park
     Ken Park
    20 de fevereiro de 2004 / 1h 35min / Drama, Erótico
    Direção: Larry Clark, Edward Lachman
    Elenco: James Ransone, Bill Fagerbakke, Amanda Plummer
    Nacionalidades francesa, americana, holandesa
    Ver o trailer
    Usuários
    3,1 45 notas e 11 críticas
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    A rotina de quatro adolescentes da cidade de Visalia, Califórnia. Shawn (James Bullard) é um skatista que transa com a namorada e com a mãe de sua namorada. Tate (James Ransone) gosta de se masturbar várias vezes seguidas e tem um cachorro de três pernas. Ele é criado pelos avós, que não respeitam a sua privacidade, o deixando furioso. Claude (Stephen Jasso) é agredido seguidamente pelo seu violento pai, um alcoólatra que o acusa de homossexualismo, e é consolado pela sua apática mãe grávida. Peaches (Tiffany Limos) anseia por liberdade, mas tem de cuidar de seu religioso pai, um cristão fundamentalista, que a espanca após vê-la transando. Embora conversem o tempo todo, cada um dos personagens não sabe dos problemas enfrentados pelos outros.
    Distribuidor -
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2002
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades 4 curiosidades
    Orçamento -
    Idiomas Inglês
    Formato de produção 35 mm
    Cor Colorido
    Formato de áudio Dolby SR, DTS
    Formato de projeção 1.85 : 1
    Número Visa -

    Trailer

    Ken Park Trailer Legendado Para Maiores 3:09
    Ken Park Trailer Legendado Para Maiores
    42 574 visualizações
    Pela web

    Elenco

    James Ransone
    Personagem : Tate
    Bill Fagerbakke
    Personagem : Bob
    Amanda Plummer
    Personagem : Claude's Mother
    Maeve Quinlan
    Personagem : Rhonda
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    Rafael
    Rafael

    Segui-los 16 seguidores Ler as 97 críticas deles

    2,5
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Não acredito que as cenas de sexo explícito tenham sido feitas para chocar ou tornar o filme repudiante. Sem elas o filme seria nada mais do que um filme adolescente clichê. Ótimo para ver e rever, claro que despido de visões tradicionais.
    SERGIO LUIZ DOS SANTOS PRIOR
    SERGIO LUIZ DOS SANTOS PRIOR

    Segui-los 129 seguidores Ler as 293 críticas deles

    1,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    O filme vem cercado de polêmicas, o que o beneficiou em termos de faturamento. Larry Clark é o mesmo que dirigiu o igualmente polêmico "Kids", em 1995. Ele é o que eu denomino de "abutre da decadência social norte-americana". Me explico. Ele sobrevive com as idiossincrasias psicológicas e sociais de seu país. Obviamente que qualquer artista pode colocar o dedo nas "chagas" da sociedade em que vive. Não há nada de errado nisso. O erro de ...
    Leia Mais
    Igor Durden
    Igor Durden

    Segui-los 10 seguidores Ler as 96 críticas deles

    1,5
    Enviada em 16 de janeiro de 2014
    Ao colocar diversas cenas de sexo explicito pairando em cima do roteiro sem nenhuma importancia , o filme não se torna arte, e sim pornográfico!
    Julli C.
    Julli C.

    Segui-los 8 seguidores Ler as 20 críticas deles

    1,0
    Enviada em 26 de janeiro de 2015
    Tão difícil quanto compreender, é descrever as sensações causadas por Ken Park. Baseado em matérias de Jornais, escritas pelo próprio Lerry, mostra a realidade paralela de muitos jovens: o terror familiar. Polêmico... Porém, na tentativa de fugir dos filmes clichês adolescentes, algo fundamental se perdeu. O filme não tem início, meio e fim... Mas te prende! As cenas mais fortes não foram bem exploradas sob a pespectiva ...
    Leia Mais
    11 Comentários do leitor

    Fotos

    Curiosidades das filmagens

    Participação VIP

    O diretor Larry Clark aparece em uma pequena ponta, como um vendedor de cachorro-quente.

    Censurado

    Foi proibido de ser exibido na Austrália em junho de 2003, pelo conteúdo sexual explícito. Em outros países, também teve problemas na distribuição.

    Briga

    O diretor Larry Clark agrediu e ameaçou Hamish McAlpine, o chefe da Metro Tartan, a distribuidora do filme no Reino Unido. Por conta disso, o filme acabou sendo não lançado em todo o Reino Unido. No fim, Clark foi preso, e solto algumas horas depois, e McAlpine ficou com o nariz quebrado.
    4 curiosidades

    Últimas notícias

    França autoriza filmes com cenas de sexo explícito para menores de 18 anos
    NOTÍCIAS - Pré-Produção
    sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    Mostrar comentários
    Back to Top