Meu AdoroCinema
Aos Treze
Sessões Vídeos Créditos Críticas dos usuários Críticas da imprensa Críticas do AdoroCinema Fotos
Filmes Online Curiosidades Bilheterias Filmes similares Notícias
Média
4,0 168 notas e 13 críticas
8% 1 crítica 0% 0 crítica 31% 4 críticas 31% 4 críticas 15% 2 críticas 15% 2 críticas

13 críticas do leitor

Organizar por
Críticas mais recentes
  • Críticas mais úteis
  • Por usuários que mais publicaram críticas
  • Por usuários com mais seguidores
Bryan F.

Segui-los 2 seguidores Ler a crítica deles

5,0Obra-prima • Atualizado em 30/03/2014

Eu recomendo esse filme ele é muito bom só achei q o final foi meio chato podia ser melhor e um dos meus filmes favoritos

Lorena R.

Segui-los 21 seguidores Ler as 9 críticas deles

3,0Legal • Atualizado em 09/01/2014

adorei o filme, só que o final me decepcionou totalmente, poderia ter sido melhot se não isso

Vanessa L.

Segui-los 0 seguidor Ler a crítica deles

3,5Bom • Atualizado em 28/12/2013

So acredito haver um certo exagero quanto a idade em questão, mas é interesante a forma que retrata a fase de descobertas de alguns jovens.

Ana Clara M.

Segui-los 9 seguidores Ler as 7 críticas deles

3,0Legal • Atualizado em 06/12/2013

Eu já me interessei pelo filme já de cara, pois parecia ser um filme jovem e que abordava assuntos bem interessantes sobre a adolescência. Estava certa, pois o tema foi genial, e muito bem interpretado pelas personagens principais. Somente alguns momentos do filme eram cansativos de se ver, e se não fosse pelo final, seria um filme nota 10 ao meu ver. O que acontece é que você fica tão interessado em saber o que vai acontecer com a Tracy e se envolve tanto com a história, e o final acaba sendo decepcionante e sem sentido nenhum. O filme foi lançado a tantos anos, e eu nunca vou saber o que realmente aconteceu com a personagem...

Kamila A.

Segui-los 77 seguidores Ler as 271 críticas deles

2,0Fraco • Atualizado em 03/05/2013

Tracy (Evan Rachel Wood, numa atuação arrasadora) é uma jovem de treze anos como outra qualquer. Ela passa o seu dia-a-dia indo para a escola – ela é uma aluna brilhante -, brincando de bonecas ou jogos com suas amigas, brigando com Mason (seu irmão mais velho) e cuidando das filhas das amigas de sua mãe, a cabeleireira Melanie (Holly Hunter, numa atuação que lhe rendeu uma indicação ao Oscar 2004 na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante). Por trás de toda esta meiguice e doçura, também se encontra uma menina ansiosa por se encaixar no seu ambiente escolar, por ser aceita pelas outras pessoas e totalmente insatisfeita com a falta de atenção que recebe de seu pai ausente, com as limitações do orçamento doméstico da casa aonde mora – nem sempre ela pode ter aquilo que deseja – e com o relacionamento amoroso que Melanie vive com Brady (Jeremy Sisto), um viciado em drogas que desaparece do mapa por um tempo e retorna quando bem entende para o lar de Melanie, reiniciando todo um ciclo de abusos e vícios, os quais só desgastam a família. Tracy quer mudar e, por isso mesmo, adota como modelo de referência feminina a também estudante Evie Zamora (Nikki Reed, que co-escreveu o roteiro do filme com a então diretora estreante Catherine Hardwicke, tendo como base a sua própria vida). Evie é uma menina que tem uma postura oposta à de Tracy: ela é fashion, descolada, não se preocupa com a opinião dos outros, é precoce e é idolatrada pelos meninos. Por outro lado, Evie tem uma história de vida misteriosa: ninguém sabe direito quem ela é e de onde ela veio, já que para cada pessoa ela conta uma versão diferente do que se passa com ela. Tracy quer a mesma coisa para ela, ao invés de se sentir como uma estranha no ninho. Então, começa a fazer coisas com o intuito de chamar a atenção de Evie. A Tracy meiga e aplicada dá lugar a uma Tracy aventureira – ela passa a roubar, a experimentar todos os tipos de drogas e fazer piercings -, displicente com os estudos, desobediente à sua mãe e promíscua, uma vez que ela divide garotos com Evie. Esta transformação pela qual Tracy passa acontece sobre os olhos de todos os personagens de “Aos Treze”. Ao mesmo tempo, as razões que explicam a transformação de Tracy também estão na cara da platéia o tempo todo. Ela era uma jovem perdida, insatisfeita consigo mesma e com a vida que levava. Tracy pensava que ser igual a Evie acabaria com a sua sensação de vazio, sendo que isso só continuava a crescer, já que ela estava mais sozinha do que nunca e todos continuavam sem compreendê-la. Viver a adolescência é uma faca de dois gumes, pois ao mesmo tempo em que esse é um momento de descobertas é também um momento extremamente cruel, pois os jovens – sem suas personalidades devidamente formadas – se sujeitam a tudo para não serem excluídos. “Aos Treze” retrata esta fase da vida de qualquer um de nós com perfeição. Os pais deveriam assistir a este filme com os seus filhos, pois, com certeza, entenderiam mais o lado dos adolescentes. A única ressalva que faço contra o filme diz respeito ao seu final: o corte brusco dá a impressão de que a diretora ainda tinha muitas histórias sobre Tracy para contar, ou seja, o filme acaba quando não devia terminar. http://cinefilapornatureza.com.br/filmes/aos-treze/

Senhor Ivan

Segui-los 322 seguidores Ler as 2 742 críticas deles

3,5Bom • Atualizado em 02/01/2012

-Um dos mais dramáticos filmes que já assisti. -Um drama contado com perfeição.Ewan Rachel e Nikki Reed fizeram uma boa atuação,tiveram muita coragem pra fazerem o personagem. -Assista...

Lannas2

Segui-los 0 seguidor Ler as 18 críticas deles

?Horrível • Atualizado em 03/05/2011

Um dos piores filmes que eu ja tive o desprazer de assistir na vida!!! meu Deus, um assunto tão rico em argumentos e tal, e foram fazer um filme tão pobre, tão mal feito, mal interpretado, nossa da até náusea.

Lexi

Segui-los 0 seguidor Ler as 4 críticas deles

1,5Ruim • Atualizado em 10/04/2011

É um filme mal produzido e que eu sinceramente achei que foi dramatizado demais. Eles tratam a questão do lesbianismo como se isso fosse obrigatoriamente acompanhado de uso de drogas e roubos, é ridículo. Minha nota é apenas pela bela encenação.

Paty...

Segui-los 4 seguidores Ler as 162 críticas deles

2,0Fraco • Atualizado em 16/02/2010

Um filme muito dramatico,capaz de emocionar com o tema do filme.Bela atuaçao  das duas atrizes protagonistas,sao otimas nesse filme.Esse e um tema que ninguem gosta de abordar no cinema.RECOMENDO.

Wilson

Segui-los 1 seguidor Ler as 19 críticas deles

2,0Fraco • Atualizado em 24/03/2003

Um filme que tenta surpreender. Não chega a ser chocante, mas retrata bem a angústia de uma adolescente americana. Tanto a jovem atriz quanto Holly Hunter (soberba) estavam maravilhosas no filme. A diretora só pecou no desenrolar da história. Às vezes, o roteiro era ágil, envolvente, outraz vezes, parado, cansativo. Mas é um drama assistível. Eu gostei.

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema