Meu AdoroCinema
Entrando Numa Fria Maior Ainda
Média
3,9
291 notas e 7 críticas
0% (0 crítica)
14% (1 crítica)
29% (2 críticas)
57% (4 críticas)
0% (0 crítica)
0% (0 crítica)
Você assistiu Entrando Numa Fria Maior Ainda ?

7 críticas do leitor

Kamila A.
Kamila A.

Segui-los 118 seguidores Ler as 419 críticas deles

2,0
Enviada em 10/08/13
Na comédia “Entrando Numa Fria”, do diretor Jay Roach (o mesmo da série “Austin Powers”), acompanhamos a história de Greg – que, na verdade, se chama Gaylord – Focker (Ben Stiller), um enfermeiro completamente apaixonado pela namorada Pam Byrnes (Teri Polo). Greg pretende pedir a mão de Pam em casamento, mas a namorada o adverte de que primeiro ele tem que conseguir a bênção de seu pai, o durão Jack (Robert DeNiro). É assim que Greg se vê passando um final de semana horroroso na casa dos pais de Pam, quando tudo dá errado enquanto Greg faz de tudo para entrar no Círculo de Confiança de Jack, que Greg acaba descobrindo ser um agente aposentado da CIA. É justamente o Círculo de Confiança de Jack (entrar nele significa fazer parte definitivamente da família Byrnes) o elemento mais importante do roteiro de “Entrando Numa Fria Maior Ainda”, filme que reúne a equipe do primeiro filme novamente. Na continuação, Greg e Pam ainda não se casaram, pois antes de marcar a data do casamento, Jack quer conhecer os pais do futuro genro. Então Jack, a esposa Dina (Blythe Danner, mais conhecida por ser a mãe de Gwyneth Paltrow), a filha Pam e Greg irão viajar para passar um final de semana na ilha na qual Bernie (Dustin Hoffmann) e Roz Focker (Barbra Streisand, na sua primeira aparição nas telas desde “O Espelho Tem Duas Faces”) – os pais de Greg – moram. Enquanto os Byrnes são formais e, de certa maneira, frios; os Focker são amáveis, expansivos e não têm vergonha de mostrar o afeto que sentem um pelo outro – e pelos visitantes. É evidente o desconforto que se instala entre eles, o que obriga Greg a pedir que os pais sejam menos “entusiasmados” na presença de Jack. As diferenças não param por aí: os Focker possuem ideias bastante sólidas sobre instituições norte-americanas como a CIA e valores como a competitividade. Nem precisa dizer que as ideias deles são contra tudo aquilo que Jack preza – e prega. Quem assistiu “Entrando Numa Fria” deve ter lembranças vívidas dos infortúnios que aconteceram com Greg na casa dos Byrnes: a mala dele foi extraviada, ele teve que usar roupas ridículas, a descarga do quarto dele emperrou, o gato de Jack desapareceu (e, como não conseguia encontrar o animal, Greg pegou outro gato e o pintou), ele quebrou o vaso com as cinzas da mãe de Jack, passou por um detector de mentiras e, para terminar, ainda quebrou o nariz da irmã de Pam (que iria se casar no mesmo final de semana). Situações parecidas acontecem em “Entrando Numa Fria Maior Ainda”. No entanto, os momentos mais engraçados do filme vêm dos pais de Greg: um advogado que largou a carreira para se dedicar à paternidade e a mãe terapeuta sexual da terceira idade, que não irá cansar até conseguir liberar todo o lado “caliente” de Jack e, consequentemente, trazer a paixão de volta ao casamento dele com Dina. “Entrando Numa Fria Maior Ainda” repete o mesmo estilo que deu sucesso ao primeiro filme: Greg passa por toda série de acontecimentos desastrosos, que desencorajariam qualquer pessoa a continuar tendo um relacionamento com alguém; mas o efeito é justamente o contrário: o amor de Greg por Pam ao invés de diminuir só aumenta e se fortalece. Entretanto, tal trama fica em segundo plano na continuação. No filme, Ben Stiller abdica do seu papel de astro (graças a Deus), deixando este papel para Robert DeNiro, Dustin Hoffmann e Barbra Streisand. É por causa deles que o filme vale a pena.
Ricardo L.
Ricardo L.

Segui-los 50 seguidores Ler as 1 211 críticas deles

3,5
Enviada em 11/02/19
Comédia gostosa com gênios da sétima arte como Robert De Niro, Dustin Hoffman e Barbra Streisand, todos ótimos, ainda temos os carismáticos Ben Stiller e Owen Wilson. Com certeza o elenco salva o filme, haja vista se fosse um elenco sem talento o filme seria uma catástrofe. Aqui temos cenas ilarias, claro meias sem noção, mas nos tira boas gargalhadas. Um filme bacana para sessão da tarde.
Estevan Magno
Estevan Magno

Segui-los 73 seguidores Ler as 484 críticas deles

3,0
Enviada em 11/07/13
Após conhecer os sogros, Greg Pinto tem a impossível missão de apresentar sua família, muito incomum para Jack Byrnes, o Poderoso Chefão da família de Pam, sua esposa. Ao conhecer Bernie e Roz, Jack percebe que está em apuros se sua filha realmente se casar com Greg. A casa é pequena para um elenco desse porte, além do elenco original, integram o filme Dustin Hoffman, ganhou um prêmio pelo papel, e a ilustre Barbra Streisand uma terapeuta sexual nada convencional. A Ilha dos Pinto vai virar de ponta cabeça com as trapalhadas de todos, o passado volta a tona e nada é como parece, será que a família continuará unida e Greg continuará no Círculo de Confiança dos Byrnes. Sempre tem espaço para mais mentiras e confusões e as atuações mostram que fazem desse um clássico da comédia. As conversas são muito bem elaboradas e engraçadíssimas o roteirista está de parabéns, juntamente com a equipe técnica, que arrasou na decoração da casa dos Pinto. É bom ver que ainda temos famílias que se completam mundo a fora, e que sempre é bom ter um ao outro, não vale a pena brigar e brigar para depois chorar e querer o amigo ou amor de volta, acredite e confie no seu parceiro, essa é uma das grandes lições da série Entrando Numa Fria, que fez sucesso no mundo todo, já que a sua bilheteria subiu nada menos do que 200 milhões de dólares, é aproveite a guerra entre Pinto e Byrnes. Contém pequenas falhas, mas nada que acabe com a película.
Fernando S
Fernando S

Segui-los 38 seguidores Ler as 389 críticas deles

4,0
Enviada em 25/01/10

Uma ótima continuação do filme original, dirigido mais uma vez pelo competente Jay Roach. Além de mais uma atuação primorosa de Robert De Niro e Ben Siller, esdte filme nos brinda com a presença marcante de Dustin Hoffman e Barbra Streisend. Uma comédia deliciosa que enriquece ainda mais a história do primeiro. As situações são hilárias e te fazem rolar de rir desde a primeira cena do parto até a última cena. Extremamente recomendado em qualquer ocasião!

SERGIO LUIZ DOS SANTOS PRIOR
SERGIO LUIZ DOS SANTOS PRIOR

Segui-los 39 seguidores Ler as 293 críticas deles

2,0
Enviada em 05/01/04
Esta é a versão comédia de "Perto Demais". É um embate entre os republicanos de um lado, Jack Byrnes (Robert De Niro) e Dina Byrnes (Blythe Danner) e os democratas do outro lado, Bernie Focker (Dustin Hoffman) e Roz Focker (Barbra Streisand). As famílias diametralmente opostas se reunem na casa dos Fockers (o trocadilho com fucker, em inglês, é simplesmente horrível), pois Greg Focker (Ben Stiller) e Pam Byrnes (Teri Polo) são noivos e irão marcar a data do casamento. O roteiro contrapõe as diferenças extremas entre as duas famílias. Jack Byrnes é um ex-agente da CIA, aposentado. Um sujeito metódico, com um senso de humor peculiar e excessivamente paranóico. Sua tarefa principal é ensinar o seu neto de poucos meses de idade a se tornar um gênio. Ele não admite que os adultos se dirijam à criança de forma a infantilizá-la. Imagine um sujeito com o perfil de Jack Byrnes se relacionando com uma terapeuta sexual da terceira idade e com um advogado que relembrando suas ações pacifistas dos anos 60, se deita diante do carro do ex-agente da CIA. O grande embate não se dá com o casal prestes a contrair matrimônio, mas sim entre os pais deles. O roteiro valorizou esse aspecto. Dustin Hoffman, Barbra Streisand e Robert De Niro carregam o filme nas costas. Fazia quase uma década que a cantora-atriz-diretora Barbra Streisand não aparecia nas telonas, isto é, desde o lançamento do fraco "O espelho tem duas faces", na qual dividiu a cena com Jeff Bridges. E surpreendentemente para mim, também graças a algumas cirurgias plásticas, a estrela continua bonitona. É uma comédia que por trás da falta de pretensão guarda uma grande crítica aos EUA de George W. Bush. E, para contradizer a regra, a continuação de um filme, no caso, "Entrando numa fria", é superior ao seu antecessor.
Léo
Léo

Segui-los 1 seguidor Ler as 39 críticas deles

2,5
Enviada em 04/01/04
Esse filme é o maximoooo.Ben Stiler é um excelente comediante.Robert de Niro esta pra la de irônico no filme,e Dustin Hoffman e mo escroto veio.Vale a pena conferir.
Fernando
Fernando

Segui-los 2 seguidores Ler as 86 críticas deles

2,5
Enviada em 01/01/04
Pra quem quer diversão esse filme é a receita! Quem já gostou do Entrando Numa Fria vai amar sua continuação. Dessa vez parece que tudo dará certo, mas... Ben Stiller está novamente espetacular, juntamente com Robert De Niro. Só que desta vez, Dustin Hoffman é quem ganha a cena. Pra quem não era muito chegado neste ator, vislumbrará com seu papel muito engraçado. Vivendo o pai de Stiller, Hoffman dá um show de performance. O filme conta com muitos acontecimentos que o farão rir bastante. Nota 10. E ainda pode ter continuação!
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top