Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Solteiramente
    Críticas AdoroCinema
    2,0
    Fraco
    Solteiramente

    Roupagem moderna, mensagem antiquada

    por Barbara Demerov
    Salvo raras exceções, Solteiramente é um filme que basicamente só possui diálogos que se resumem a homens. Somado a isso, a protagonista -  Dineo (Fulu Mugovhani), gerente de uma empresa de redes sociais - prioriza a atenção ao que é exibido em seu celular ao invés de o que está efetivamente acontecendo na vida real. Ao menos é possível notar uma evolução de pensamentos e ações da jovem mulher, mas ainda assim a jornada até chegar neste ponto acontece de forma ineficaz.

    Solteiramente possui cores vibrantes em sua fotografia e a direção transmite muita leveza e diversão ao longo da narrativa - especialmente com as passagens em boates e no apartamento que divide com Noni (Tumi Morake). Mas estes aspectos técnicos não sustentam o filme como um todo, já que o estilo colorido e artificial fica cada vez mais intenso diante de um roteiro vago, que não aproveita bem os personagens além da dupla de amigas.



    Porém, é na amizade entre Dineo e Noni que a comédia romântica ganha tons mais simpáticos, pois é interessante ver o quanto as duas mulheres são diferentes. Seja nas escolhas amorosas ou simplesmente no modo de aproveitar a vida, as amigas se respeitam, mas sempre há um tom um tanto "explosivo" quando Dineo é confrontada (para o bem) por Noni. Apesar de divergirem tanto em alguns aspectos, essa união nunca é questionada.

    O problema é que, por ser uma comédia romântica, era de se esperar uma presença mais cativante dos homens do elenco. Mas isso fica longe de acontecer, pois o grande pretendente de Dineo não só trai a protagonista como também esconde o fato de que era noivo quando eles se conheceram... além de algumas coisas a mais. O discurso antiquado que o filme aborda circula, em boa parte do tempo, neste relacionamento estranho e sem química. Tal característica tão acentuada em Solteiramente dificulta a imersão em uma história mais realista, pois o que vemos em tela é uma aventura que não condiz com os dias atuais.

    Ou seja: é irônico acompanhar uma trama que possui tantos artifícios tecnológicos (com lives no Instagram surgindo à tela repetidas vezes, por exemplo) seja tão atrasada em questões atuais acerca de relacionamentos, incluindo respeito e amor próprio. Dineo insiste em mostrar às pessoas que sua felicidade depende de alguém ao seu lado, quando na verdade todos à sua volta sabem que suas escolhas oprimem a mulher de ser quem ela é de verdade, apenas pela pura fantasia de ter uma "vida perfeita" ao lado de um príncipe encantado. O desfecho de Solteiramente traz uma nova Dineo, mas é uma pena que só vemos um vislumbre.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    • Railton
      De fato o filme possui algumas lacunas no enrredo que poderiam ter sido preenchidas com tramas acontecendo paralelamente às personagens principais. De qualquer forma, a critica foi precipitada ao dizer que se trata de um discurso antiquado. A personagem principal passa boa parte do filme acreditando que depende de uma homem para ser feliz e aos poucos descobre que não precisa de outra pessoa. É muito atual a transcendencia da mulher para um local mais empoderado, de amor próprio e autoconhecimento. Além disso, a melhor a amiga da personagem se mostra uma mulher autosuficiente durante todo o filme e escolhe ter um relacionamento, deixando claro que não é uma necessidade e sim uma escolha. Assistam ao filme, é ótimo e traz um olhar sobre as produções africanas.
    • Isabel Campos Araujo
      Essa crítica é uma bosta!!! Assistam o filme é mto legal!!!! Toda vez que encontrar uma crítica sua sobre um filme vou assistir pra me certificar se é ruim mesmo, já vi que sua palavra não é confiável
    Mostrar comentários
    Back to Top