Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    13 Fantasmas
    Média
    3,6
    163 notas e 71 críticas
    distribuição de 71 críticas por nota
    13 críticas
    12 críticas
    14 críticas
    15 críticas
    12 críticas
    5 críticas
    Você assistiu 13 Fantasmas ?

    71 críticas do leitor

    B.Boy Jc
    B.Boy Jc

    Segui-los 1078 seguidores Ler as 377 críticas deles

    5,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Filmão! Sempre quando tenho oportunidade revejo adoro esse filme consegue dar bons sustos, e super bem feito também!
    Vinipassos
    Vinipassos

    Segui-los 131 seguidores Ler as 178 críticas deles

    4,0
    Enviada em 6 de janeiro de 2013
    Assisti esse filme a mt tempo atrás, não lembro exatamente das cenas e dos personagens, só lembro que eu gostei muito do filme, a cada canto daquela casa havia um fantasma diferente, eu achei isso incrível. Vale a pena assistir.
    Sidney
    Sidney

    Segui-los 4924 seguidores Ler as 636 críticas deles

    4,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Muito legal, um suspense muito original. Vale apena.
    wesleyaxe
    wesleyaxe

    Segui-los 5794 seguidores Ler as 680 críticas deles

    5,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Filmaaaço!!! Esse é um dos meu preferidos de terror entre outros, remake super bem feito de um filme muito original... ótimo!!
    Jéssica F.
    Jéssica F.

    Segui-los 6 seguidores Ler a crítica deles

    3,0
    Enviada em 26 de maio de 2013
    Bom, no quesito aterrorizar, este filme é bem eficiente. Me lembro muito bem de quando o assisti, cheio de imagens marcantes que fixam na mente e te atormentam depois (certo, eu era uma criança, isso explica muita coisa). Penso que os efeitos foram os pontos forte do filme e as mortes, Ah! Eu realmente adoro uma morte bem feita! Só achei o final um pouco leve, sei lá! Em suma, não posso negar ser um bom filme já que me lembro dele todinho até hoje.
    PazzoBaz
    PazzoBaz

    Segui-los 3 seguidores Ler as 56 críticas deles

    2,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Um excelente filme efeitos especiais. Mas o que mas me atraiu a atenção é o fato do texto falar sobre nosso fluído cósmico (espirito), após desencarnado quando ligado muito a matéria pode realmente ficar irado, sabendo que preso ele não tem chances de evolução... Isso realmente me contagiou.
    anônimo
    Um visitante
    2,5
    Enviada em 21 de novembro de 2013
    O remake de 1960,que conseguiu trazer pequenas mudanças na história,mas nada que possa ter sido bem acima da média.O filme tem um começo até que bem digno pra uma história que poderia assustar de tal não fosse a sequência devagar,quase parando do resto do verdade,não consegue assustar,e o diretor Steve Beck,trouxe a mesma ideia que ele teve quando também assumiu a direção de Navio ndo assustar com pouco.E dos fantasmas,acho que realmente uns dois que metem medo de verdade...
    Isis Lourenço
    Isis Lourenço

    Segui-los 2504 seguidores Ler as 752 críticas deles

    3,0
    Enviada em 2 de agosto de 2016
    Comeca bem sem graca,indo mais para o lado da comedia do que terror devido aos fantasmas caricatos,porem no desenrolar da historia cria-se o clima de suspense necessario e tem um final digno.
    Pedro C.
    Pedro C.

    Segui-los 32 seguidores Ler as 73 críticas deles

    3,5
    Enviada em 30 de janeiro de 2017
    O filme é bem interessante, agradável e cheio de sustos. É gostoso, tem uma história e uma trama interessantes. Os atores estão bem em seus papéis. Tony Shalhoub como um pai viúvo; Matthew Lillard com seu ar cômico e esquizóide dá um bom tom à trama. Shannon Elizabeth como a sensação teen do momento. Mesmo o mirim Alec Roberts tem bons momentos como o pequeno Bobby. Os fantasmas são muito bem construídos e interessantes, de modo que você pode ver o filme várias vezes a fim de captar melhor cada um deles. Há alguns pontos negativos, é claro. Embeth Davidtz chega com uma personagem completamente "do além" - antes fosse uma fantasma. Sua Kalina Seyler aparece "do nada", literalmente "sem ser convidada", com propósito fraco, complexidade mínima e pouca consistência, em uma subtrama que não agrega nada à trama principal (completamente dispensável, exceto pelos poucos momentos de "guerrilheira" revoltada). Os fantasmas, embora todos muito bons e bem situados, ficam à margem às vezes da trama (poderiam ter tirado a Kalina histérica e investido em caracterização melhor dos fantasmas). Fica um gosto de "quero mais" a respeito do background destes fantasmas, e mesmo de vê-los em cena. Alguns até dão bons momentos, mas que poderiam ser ainda mais explorados (O Príncipe, a Angry Princess, o Chacal), e outros quase nem são explorados ao seu máximo - lembrando que são muito bem construídos, consigo imaginar até um filme de terror com cada um deles. Fica esse certo saudosismo em relação a este filme. O final envolve uma trama confusa, porém ainda assim funciona. Como um filme de fantasmas e entretenimento, vale a pena conferir!
    Ricardo A.
    Ricardo A.

    Segui-los 64 seguidores Ler as 174 críticas deles

    1,5
    Enviada em 7 de setembro de 2018
    Um filme de terror teen de 2001, que por sua vez é refilmagem do filme de mesmo nome de 1960. Começando pelo que tem de melhor: a cenografia, com a construção da casa de vidro e todos os adereços e cores que usaram para o filme. Algumas fotografias e momentos de edição como logo no início explicando o passar dos meses na vida do casal e seu acidente. Ponto final. O resto, infelizmente, não se enquadra ao gênero terror e sim mais terrir. A começar dos próprios fantasmas título do filme, são 13, mas que são recolhidos tão rápido e citados tão rápido que de personagens principais, acabam sendo figurantes, e portanto não sabemos seu passado, por que são maus, ou como morreram. Muitos diálogos são toscos tentando causar riso em momentos tensos, como quando a babá diz que é a única negra na casa, num momento onde estão explicando sobre o real motivo da casa existir, ou eles se perderem numa casa de vidro e que quando vemos ela por fora não parece muito grande, e ficam mais de uma hora perdidos lá dentro. Tirando a primeira morte, que foi interessante, mesmo não sendo original, já que já foi visto em A Cela, ou Cubo, ou Resident Evil, o restante, bem como seu desfecho é supérfluo e esquecível. Matthew Lillard, não garante como um personagem sério e nem Tony Shalhoub, e isso não deixa que o expectador embarque no suspense totalmente. É praticamente um filme de sessão da tarde.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top