Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Freaky - No Corpo de um Assassino
    Críticas AdoroCinema
    3,5
    Bom
    Freaky - No Corpo de um Assassino

    Troca sinistra

    por Barbara Demerov
    Apesar de sempre ser focado em causar sustos, o slasher é um gênero que se transformou ao longo das décadas. Os filmes dos dias atuais, por exemplo, não mais podem ser postos lado a lado com os precursores do estilo (como O Massacre da Serra Elétrica e Halloween). Mas isso não é nem de longe algo negativo. Longas como A Morte te dá ParabénsCasamento Sangrento estão aí para provar que o slasher combina com uma dose de diversão.

    Agora, com Freaky - No Corpo de um Assassino, temos mais um exemplar de que a mistura entre gêneros distintos pode funcionar sem que a comédia e o terror se anulem de fato. Abraçando o lado "sem sentido" desde o princípio e até mesmo introduzindo uma lenda que não possui explicação, o filme dirigido por Christopher Landon acerta na escolha da dupla que inverte seus papéis: a jovem Kathryn Newton e o ator de comédia Vince Vaughn.

    Freaky trabalha a protagonista Millie (Newton) com mais atenção do que o antagonista macabro, mas isso é necessário diante do aproveitamento dos personagens coadjuvantes: todos eles fazem parte do círculo social da jovem, passando pela mãe, a irmã e chegando até os melhores amigos da escola. Já com relação a Blissfield Butcher, tudo o que sabemos sobre o vilão é o que sua própria lenda urbana diz no prólogo - ele aparece todo início de ano e é praticamente implacável em seus atos de violência.



    Com cenas violentas e realmente impactantes (sobretudo na sequência inicial, em que Butcher é apresentado e a história é sintetizada), Freaky balanceia seu lado slasher com momentos inusitados a partir de quando os personagens trocam de corpo.

    O filme passa a deixar um pouco o terror de lado até mesmo em algumas mortes que se sucedem, já que é divertido acompanhar Vaughn na "pele" de uma adolescente. Neste aspecto, Vaughn agrada mais do que Newton, pois a performance da jovem mais parece a de alguém simplesmente "mal encarada". Isso funciona para a personagem no sentido de as pessoas a verem como alguém que conquistou mais autoconfiança, mas, no caso do ator, é ele quem realmente convence de que é uma garota presa no corpo de um assassino.

    Freaky não se propõe a entregar uma história mais complexa ou misteriosa do que deveria - seja para impactar visualmente ou surpreender o espectador. Na verdade, a trama é bem simples e não reinventa o estilo, mas funciona. Apoiando-se no carisma da dupla principal, o filme possui uma estrutura convencional dentro do gênero, mas a utiliza especialmente para atingir uma coisa: o entretenimento. Com o foco tão certeiro, este acaba por ser mais um acerto da Blumhouse.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    • Curso Online
      Olá adorocine tudo bem?Filmes e sériesMelhor programação de Documentários, Variedades, Filmes e Séries. Sem travamentos, necessário ter internet, faça um teste grátis.Whatsapp (69) 999158715
    • dave120
      É tipo Shazam, só que divertido.
    Mostrar comentários
    Back to Top