Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    O Poço
    O Poço
    em breve / 1h 50min / Suspense, Drama
    Direção: André Borelli
    Elenco: Aline Serra, Julia Rosa, Pablo Diego Garcia
    Nacionalidade Brasil
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Não recomendado para menores de 16 anos
    Bo (Aline Serra) acorda em um local desconhecido e escuro, sem se lembrar de sua própria identidade. Todas as pessoas do lugar celebram a presença da garota, como se ela fosse uma salvadora que veio para levá-los ao caminho da luz. Porém, Bo sabe tão pouco quanto eles e, juntos, todos se empenham para descobrir uma forma de se libertar da escuridão.
    Distribuidor -
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2019
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades -
    Orçamento -
    Idiomas Português
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -
    Pela web

    Elenco

    Aline Serra
    Personagem : Bo
    Julia Rosa
    Personagem : Rél
    Pablo Diego Garcia
    Personagem : Mar
    Gustavo Ceccarelli
    Personagem : Tim
    Ficha completa

    Fotos

    Últimas notícias

    Depois de O Poço e A Casa, descubra 6 filmes em espanhol na Netflix
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    quinta-feira, 23 de abril de 2020
    Mitos do Pop: Quais são os 5 mistérios que La Casa de Papel não respondeu?
    NOTÍCIAS - Visto na web
    segunda-feira, 20 de abril de 2020
    A série espanhola mais popular do mundo deixou muitas pontas soltas que talvez jamais sejam resolvidas...
    O Poço: Filmes para quem gostou do novo terror da Netflix
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    quarta-feira, 25 de março de 2020
    Mas e aí, alguém entendeu o final?
    5 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Andries Viljoen
      É um filme simples, com uma ideia boa e que foi muito bem executada! Achei o roteiro bom, alguns queriam que o final tivesse sido um pouco mais completo e não tão aberto, mesmo assim tudo bem também. Acredito que esse fio condutor seja daqueles que nos fazem debater sobre as ideias mesmo, justamente pelo final aberto.Os de baixo cobram tanto pela igualdade, e quando estão lá em cima não pensam duas vezes e agem conforme as atitudes que menosprezavam e criticavam tanto antes. Triste e hipócrita isso.Merece ser desenvolvido como serie de TV, afinal faz tempo que o público não assiste uma história com uma subjetividade simples e bem executada!
    • Caetano N
      Parabéns, uma critica perfeita e esclarecedora com pontos chaves para uma melhor compreensão. Comentei aqui algumas coisas semelhantes antes de ler seu comentário. Pode-se sim fazer uma comparação indireta com nossa realidade cruel. O filme é muito bom, faz nos refletir sobre nossas ações. Pena que o final deixou a desejar, talvez o charme da sétima arte deixando um abertura para inúmeras possibilidades subjetivas do poderia ocorrer. Show!!!
    • Camilo Nunes
      Filme horrível! Chato, nojento...
    • Douglas Santos
      Gostei demais do filme.Usou elementos de horror e ficção pra passar uma mensagem. E que mensagem!
    • aleksanders candido da silva
      Filme bom porém, não tem como não comentar aquela plataforma futurista, ela não é fixada em nenhum cabo de aço, não tem nada que a sustente. Kkkkk piada mesmo. Mas o filme em si é bom
    • Andries Viljoen
      Feliz em ajudar.
    • kelen
      Achei sua analogia perfeita. Um texto muito bom pra ficar só em comentário do site, eu diria. Grata
    • Andries Viljoen
      Só consigo pensar nas pessoas esgotando produtos de higienização pessoal dos mercados e farmácia, deixando restos ou nada para outras pessoas que dependem daquilo também. A trama encerra o filme com mais perguntas do que respostas, agora a crítica é importante, e na fase que atravessamos ela se encaixa como uma luva.A sociedade já tá doente há muito tempo, o vírus foi só um plus.Vamos começar com algo bem simples - a sinopse: Em uma prisão de vários andares em um futuro distópico, uma plataforma desce levando comida para os detentos de cima. Mas o mecanismo deixa os ocupantes das celas de baixo famintos, desesperados e cada vez mais radicais. Com certeza te despertou uma curiosidade, vai?Já de início, podemos fazer uma comparação interessante entre a trama do filme e a desigualdade social do mundo. Em O Poço, quem está em cima tem acesso privilegiado à alimentação, enquanto as pessoas dos andares de baixo lutam pela sobrevivência e chegam a passar fome com essa distribuição desigual de insumos. O filme ainda se assemelha muito à atual realidade que vivemos com a pandemia do novo coronavírus. Afinal, vemos muitas notícias de pessoas que estão exagerando nas compras de supermercado e deixando muitas outras sem alimentos, papel higiênico, álcool... Afinal, não seria melhor todos dividirem os suprimentos, ao invés de uma pequena parcela ter muito em excesso? Outras pessoas ainda associaram o filme à religião. Quem está nos melhores níveis está mais perto do céu, enquanto os que estão sofrendo estão mais perto do inferno. A trama também faz com que você pense nas suas próprias atitudes. O quanto você se importa com o próximo? O quanto está disposto em ajudar? O que você faz para mudar as pequenas desigualdades que vê no dia a dia? Além do fator psicológico, o filme também possui cenas que faz com que o espectador fique em dúvida se aquilo, de fato, está acontecendo. É ver para interpretar do seu próprio modo.Para mim é um conto sobre como o homem é a raiz dos problemas. Eles estavam dentro de um poço (A terra) e mês a mês mudavam de nível, embora sofressem em um nível mais difícil, quando estavam em um nível mais calmo, ninguém agia com empatia, apenas pensavam em si. E assim é o homem, basta melhorar um pouco, e esquecemos do próximo, nos achamos superiores, isso não é o capitalismo, não culpe qualquer outra coisa pelo fato de sermos maus.Quem cuida do sistema, chamados de administradores/gestores, supostamente enviam alimentos para todos que ali estavam (Assim como a terra e todo seu sistema ecológico garantem nossos alimentos).Nós somos responsáveis por nossas ações e o ambiente externo é só mais um fator.Por fim, O Poço é um ótimo filme de suspense, cujo formato lembra bastante Cubo, de 1997. Caso você não tenha visto esse último, ele também está disponível na Netflix. Que tal assistir aos dois longas e depois contar pra gente o que achou?
    Mostrar comentários
    Back to Top