Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Indústria Americana
    Média
    3,8
    54 notas e 6 críticas
    distribuição de 6 críticas por nota
    1 crítica
    2 críticas
    3 críticas
    0 crítica
    0 crítica
    0 crítica
    Você assistiu Indústria Americana ?

    6 críticas do leitor

    Edson T.
    Edson T.

    Segui-los 7 seguidores Ler as 19 críticas deles

    4,0
    Enviada em 1 de março de 2020
    Relata a ocorrência de investimento chinês nos EUA após a crise Americana. Conflito entre trabalhadores e patrões, explorando a classe trabalhadora e os empresários. Demonstra também o rumo e a perda da força sindical com a política direitista do mundo, ao tempo que a China país essencialmente comunista, com força sindical plena, mas com jornada de trabalho 12 horas diárias, com poucas folgas no ano, explicitando a cultura pelo desenvolvimento da nação. Muito interessante.
    Ricardo L.
    Ricardo L.

    Segui-los 29030 seguidores Ler as 1 729 críticas deles

    5,0
    Enviada em 1 de agosto de 2020
    Excelente! Ganhador do óscar de melhor documentário 2020 e merecido por sinal, transmitindo o realismo e solidez necessária sore o tema abordado. Vale muito pena assistir.
    Kamila A.
    Kamila A.

    Segui-los 3729 seguidores Ler as 577 críticas deles

    3,5
    Enviada em 10 de março de 2020
    2008: no meio da grande crise econômica vivida pelos Estados Unidos, a General Motors decide fechar uma de suas fábricas, localizada na cidade de Dayton (Ohio), deixando mais de 1100 pessoas desempregadas. 2014: a empresa chinesa Fuyao, que produz vidros para automóveis, adquire o terreno da antiga fábrica da General Motors, e abre uma filial da empresa no local, gerando cerca de 2000 empregos, tanto para chineses quanto para norte-americanos. O documentário Indústria Americana, dirigido por Steven Bognar e Julia Reichert, nos conta a história da implantação da filial da Fuyao na cidade de Dayton. Ao acompanhar a rotina da fábrica, ao conversar com os trabalhadores (chineses e norte-americanos), o filme acaba fazendo um importante relato sobre o modelo atual de mercado de trabalho, a diferença entre as relações trabalhistas e a cultura de trabalho existentes em países como a China e os Estados Unidos e a importância dos sindicatos para a manutenção dos direitos dos trabalhadores. Além destes temas, Indústria Americana consegue tocar num assunto também muito importante para a atualidade: a redefinição dos postos de trabalho com a automação industrial e nos incute uma reflexão bastante interessante: será que estamos preparados para isso? Como iremos nos posicionar num mercado de trabalho em constante transformação? Em tempos de discussões sobre a precarização do trabalho, um documentário como Indústria Americana é fundamental, pela contribuição que ele faz a este debate. No capitalismo, o lado do empregador é um, voltado aos seus interesses comerciais. Ele não vai pensar no funcionário, nas suas necessidades pessoais e profissionais. Neste caso, o relacionamento é uma via de mão única: o que o empregador oferece vai ser aquilo que condiz com o que ele precisa. Ou seja, vale a pena suportar qualquer coisa para manter um emprego? O que o documentário nos mostra é que os trabalhadores precisam se unir para terem as condições de trabalho que merecem.
    Vitor Araujo
    Vitor Araujo

    Segui-los 1507 seguidores Ler as 498 críticas deles

    3,5
    Enviada em 3 de março de 2020
    Documentário sobre a compra de uma empresa chinesa nos EUA. Pontos como diferenças culturais, leis trabalhistas. Bem interessante e clara a diferença. Legal.
    Carlos Henrique S.
    Carlos Henrique S.

    Segui-los 4672 seguidores Ler as 799 críticas deles

    3,0
    Enviada em 22 de fevereiro de 2020
    Um potencial enorme a ser tratado neste documentário,a indústria nos EUA e seus trabalhadores,mas o foco é inconsistente e por consequência gera um documentário com potencial jogado fora.Co. O fechamento das empresas de produtos automotivas dada pela crise financeira de 2008 geral inúmeros de desempregados pelo país,tendo em vista o potencial,bilionários chineses compram os locais fechados e geram rendas para os trabalhadores e novos empregos que movimentam a economia.Por cima meio que a sinopse para o tema é esse,e é nessa vibe dos primeiros 30 minutos,e é aí onde ao meu ver aparece o maior potencial que são os trabalhadores,existe um forte texto dos operários e seus direitos,condições de trabalho,jornada de trabalho e até imigração e divergências de culturas e opiniões.Mas ele foca muito nos diplomatas e não na classe de trabalhadores que ao meu ver é um erro pois a narrativa chega a ser enfadonha além de momentos toscos entre os investidores.Há momentos de grande importância aos trabalhadores e relatos que chegam a comover,seja a distância da família ou até mesmo o desemprego que causa bastante impacto nesta sociedade capitalista.American Factory é um documentário que tem um tema muito rico a ser explorado mas que se perde em digressões que fogem do que realmente importa.
    Ágabo M.
    Ágabo M.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 6 críticas deles

    4,0
    Enviada em 9 de julho de 2020
    Ótimo documentário, mostra os dois lados de maneira exata: estadunidenses desleixados e acostumados com estilo americano e chineses trabalhadores (porém quase que escravos) que se conformam de trabalhar 12 horas por dia, ter 2 folgas por mês, ficar longe da família e ganhar pouco. Demonstra o que acontece quando esses dois lados começam a trabalhar lado a lado. Vale a pena assistir
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top