Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    A Sombra do Pai
    Média
    3,1
    12 notas e 5 críticas
    distribuição de 5 críticas por nota
    0 crítica
    2 críticas
    1 crítica
    1 crítica
    1 crítica
    0 crítica
    Você assistiu A Sombra do Pai ?

    5 críticas do leitor

    Bruno Campos
    Bruno Campos

    Segui-los 320 seguidores Ler as 257 críticas deles

    4,5
    Enviada em 14 de junho de 2019
    Ótimo. Um suspense brasileiro ainda é algo raro (o último foi o excelente "As Boas Maneiras"). Brilhante atuação da protagonista, interpretando uma menina de 9 anos (órfã de mãe) q cuida do pai - um morto-vivo após a viuvez. O clima é bastante interessante, crescendo aos poucos em força e consistência.
    Rafael Y
    Rafael Y

    Segui-los 4 seguidores Ler as 54 críticas deles

    2,5
    Enviada em 10 de maio de 2019
    (Insta @rafaeloy) Fantasia ou Terror? Antes de seguir por qualquer um dos dois caminhos, o fato é que a diretora Gabriela Amaral, após o ótimo “Animal Cordial”, torna-se aos poucos um expoente do cinema de gênero nacional. Se na obra anterior prevaleceu a visceralidade, em “A Sombra do Pai” o campo se abre para o trabalho dos desejos expressos e materializados de forma sutil. A solidão é terreno fértil para a evolução do imaginário da pequena Dalva. Após perder a mãe, o principal amparo afetivo passa a ser a tia. O pai, extremamente introspectivo, é de uma rigidez que infertiliza qualquer manifestação de amor. A condução da obra privilegia sutilezas como o uso intensivo de simbologias, devaneios do imaginário infantil e em alguma medida insinuações. Por isso, mesmo tendo a classificação de “Terror”, não vá para o cinema esperando palpitação acelerada. Ainda assim, a obra aventura-se no sobrenatural. A responsabilidade desse exercício recai sobre a criança, o seu dom é o de concretizar desejos. As escolhas vão desde episódios tensos, já que é de se imaginar que crianças não têm maturidade para medir consequências, até proposições fantasiosamente doces. A conexão com o plano metafísico a partir de Dalva poderia ser um recurso magnético, mas acaba sendo um elo fraco. O encadeamento apresentado faz muitas concessões temáticas e não consegue nem ser interessante, nem intimidador. Percorre-se, portanto, o limiar de aberturas narrativas que não convergem para uma crescente interessante. A relação ríspida entre pai e filha teria o potencial de alavancar aflição da porção macabra da obra, mas as investidas são tímidas e ainda precisam dividir espaço com a pauta de crítica social sobre o drama do trabalhador comum. Assim como a parcela da fantasia poderia ser mais perfumada. O desfecho da conexão entre mãe e filha, mesmo recorrendo a simbologias criativas, não ficaram à altura daquilo que se deu tanto crédito ao longo do filme. Embora não empolgue, “A Sombra do Pai” é uma experiência válida e corajosa.
    Passageiro d.
    Passageiro d.

    Segui-los Ler as 4 críticas deles

    3,5
    Enviada em 6 de outubro de 2019
    Achei logo de inicio preguiçoso e sonolento. Mas a medida que se desenrola, entendemos que ninguém ali está confortável no seu papel familiar. Cheguei a me distrair durante o meio do filme, aguardando algo chiclete acontecer, mesmo que não fosse explícito na tela. Mas é nos 20 últimos minutos, que tudo que esperávamos acontece. Previsível? Sim, muito. E achei isso ótimo, pois se a diretora buscasse sair do lugar comum, iria aborrecer mais ainda o público, que esperava confirmações.
    Camilla C
    Camilla C

    Segui-los Ler as 2 críticas deles

    4,5
    Enviada em 11 de maio de 2019
    Ótimo filme, me prendeu e me levou-a refletir nos dias de hoje... a falta de atenção e até mesmo amor aos filhos, cada um vive em particular a sua depressão e angústia. A realidade de uma família pobre, que dia tem comida... outro passam fome! Nina Medeiros, não a conhecia, muito bom trabalho! Recomendo!
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top