Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Retrato de uma Jovem em Chamas
    Nota média
    4,1
    13 publicações
    • Cinema em Cena
    • Cinepop
    • Omelete
    • Papo de Cinema
    • The Guardian
    • The Playlist
    • Cineplayers
    • The Hollywood Reporter
    • Variety
    • Cineweb
    • New York Times
    • Screen International
    • Folha de São Paulo

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    13 críticas da imprensa

    Cinema em Cena

    por Pablo Villaça

    "Retrato de uma Jovem em Chamas" adota uma abordagem narrativa contemplativa, quieta, que contrasta com o tumulto interno crescente das duas jovens à medida que se tornam próximas e desenvolvem uma atração mútua, empregando bem as belezas naturais das locações para criar espaços que surgem ideais para despertar ideias românticas.

    A crítica completa está disponível no site Cinema em Cena

    Cinepop

    por Janda Montenegro

    "Retrato de uma Jovem em Chamas" aborda temas que permeiam o universo feminino de maneira atemporal, e reforça o quanto a presença de outras mulheres ajuda uma mulher a encarar e enfrentar o destino traçado para elas pelos homens do século XIX.

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Omelete

    por Marcelo Hessel

    "Retrato de uma Jovem em Chamas" não deixa de ser também uma história de descobertas da juventude, mas aqui as descobertas se dão muito mais nas trocas a dois do que numa interiorização de experiências.

    A crítica completa está disponível no site Omelete

    Papo de Cinema

    por Marcelo Müller

    O modo como Céline Sciamma entrelaça demandas pessoais, convenções sociais e o papel da arte à representação dos fenômenos subjetivos, embora estes soem como dinâmicas objetivas, é o que faz desse filme um dos melhores lançados por aqui em 2019.

    A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

    The Guardian

    por Peter Bradshaw

    Céline Sciamma trouxe para Cannes um drama soberbamente elegante e enigmático que compele um arrepio de prazer e medo estéticos. Com essa nova história, ela demonstra um novo domínio profundamente profundo do estilo clássico.

    A crítica completa está disponível no site The Guardian

    The Playlist

    por Caroline Tsai

    Como o sentimento do novo amor, o filme obtém frescura de sua execução, e não de sua presunção. “Todos os amantes se sentem como se estivessem inventando alguma coisa?” Hélöise pergunta a Marianne. Sim, talvez seja o que Sciamma transmite por toda a totalidade do filme.

    A crítica completa está disponível no site The Playlist

    Cineplayers

    por Rodrigo Torres

    A sororidade que o filme transpira é tão bonita quanto uma cena de comunhão entre elas em torno de uma fogueira.

    A crítica completa está disponível no site Cineplayers

    The Hollywood Reporter

    por Leslie Felperin

    Sciamma provavelmente receberá a parcela de elogios por este maravilhoso filme, mas as contribuições do elenco, especialmente Merlant e Haenel, são fatores enormes em seu sucesso. Os dois têm química explosiva.

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    Variety

    por Peter Debruge

    O filme  ousa se envolver diretamente com as questões de representação e gênero que parecem ter perturbado a indústria cinematográfica ultimamente, ampliando seu foco para o assunto de feminilidade em um momento documentado quase exclusivamente pelos homens.

    A crítica completa está disponível no site Variety

    Cineweb

    por Neusa Barbosa

    O filme é um sensível relato conjugado no feminino, em torno de quatro personagens principais, na Bretanha de 1770. [...] Apesar de toda a sua beleza e intensidade, em termos de ritmo, no entanto, o filme sofre de algum peso em sua segunda metade, que não é tão viva e ágil quanto a primeira.

    A crítica completa está disponível no site Cineweb

    New York Times

    por A.O. Scott

    Uma história de amor sutil e emocionante, ao mesmo tempo não sentimental em sua avaliação realista das circunstâncias das mulheres e quase utópica em sua celebração da liberdade que ainda está disponível para elas.

    A crítica completa está disponível no site New York Times

    Screen International

    por Wendy Ide

    A quietude é preenchida com um design de som sutil. O sussurro do mar isola a história do resto do mundo, o crepitar dos fogos que queimam em todas as salas sublinha subliminarmente a importância simbólica das chamas - simbolismo que às vezes é um pouco pesado demais.

    A crítica completa está disponível no site Screen International

    Folha de São Paulo

    por Inácio Araujo

    Infelizmente, um final bem-sucedido não resolve os problemas que o filme acumulou ao longo de sua duração, em especial da sua primeira metade. Mas é justo dizer que essa segunda parte, mais o final, faz com que o longa se salve do fracasso.

    A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top