Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Chega de Fiu Fiu
    Críticas AdoroCinema
    4,0
    Muito bom
    Chega de Fiu Fiu

    Uma luta diária

    por Bárbara Demerov
    Chega de Fiu Fiu é um projeto especial e tem uma trajetória que deve servir de exemplo. Literalmente! Criado em 2013 pelo Think Olga como uma campanha contra o assédio sexual, a ideia foi crescendo a ponto de ser necessária a criação de um mapa com indicativos de locais em que o assédio era mais frequente. Com milhares de mensagens femininas e masculinas (predominantemente positivas) e apoio financeiro, a campanha contra o assédio utilizou seu alcance para produzir um documentário independente.

    O sonho se tornou realidade e Chega de Fiu Fiu tornou-se mais que uma campanha. O documentário dirigido por Amanda Kamanchek LemosFernanda Frazão é uma verdadeira aula contra o machismo e o assédio em múltiplos sentidos. Desde a primeira cena, qualquer mulher poderá se identificar com um ou vários depoimentos das mulheres que compartilharam suas histórias.



    Além de ser uma aula e promover o debate, o documentário destaca questões que há muito tempo estão intrincadas na sociedade, como: A cidade foi feita para os homens ou para as mulheres?. Com a mudança e o crescimento das metrópoles, as mulheres começaram a entender que seu local de fala ia muito além de dentro de suas casas; mas até hoje esse problema vem sendo enfrentado e, como resultado, o assédio persiste. Seja no metrô, no ônibus, na rua de casa ou até mesmo no trabalho, pensamentos retrógrados continuam entrelaçados com a negação masculina de que a mulher pode (e deve) estar em posições que os homens já ocupam há décadas.

    Com diferentes depoimentos e abordagens, utilizando até vídeos com câmera escondida nos óculos de mulheres para provar como o assédio se tornou algo "rotineiro", Chega de Fiu Fiu busca se aprofundar no tema proposto e explica didaticamente os porquês da existência e resistência do feminismo. Necessária e bem produzida, sem dúvida essa é uma obra que deveria ser apresentada em escolas e faculdades a fim de atingir o maior público possível.

    Filme visto em julho de 2018 na 1ª edição do Festival Internacional de Mulheres no Cinema.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema

    Comentários

    Mostrar comentários
    Back to Top