Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    A Juíza
    Nota média
    3,0
    5 publicações
    • The Hollywood Reporter
    • New York Times
    • The Guardian
    • Washington Post
    • Variety

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    5 críticas da imprensa

    The Hollywood Reporter

    por Leslie Felperin

    Em uma época cheia de som e fúria, há algo profundamente reconfortante em "A Juíza", um documentário que é eminentemente sóbrio, bem-educado, altamente inteligente, escrupuloso e apenas um pouquinho aborrecido.

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    New York Times

    por A.O. Scott

    Ruth Bader Ginsburg foi a segunda mulher nomeada para a Suprema Corte dos Estados Unidos, mas ela provavelmente é a primeira justiça a se tornar um fenômeno na cultura pop. "A Juíza" é um documentário amoroso e informativo sobre a juíza e traz uma explicação parcial de como surgiu seu status.

    A crítica completa está disponível no site New York Times

    The Guardian

    por Peter Bradshaw

    Este filme movimentado acompanha a brilhante carreira de Ginsburg, lutando pelos direitos das mulheres no local de trabalho, enquanto astutamente também assume casos em que os homens sofreram discriminação.

    A crítica completa está disponível no site The Guardian

    Washington Post

    por Michael O'Sullivan

    A noção de Ruth Bader Ginsburg como um “astro do rock” judicial pode parecer estranho. Mas o perfil animado e completo pintado pelo documentário “A Juíza”, no qual ela é descrita exatamente nesses termos, faz um argumento persuasivo para essa caracterização.

    A crítica completa está disponível no site Washington Post

    Variety

    por Amy Nicholson

    Esta celebração vigorosa revela que a verdadeira Ginsburg não é besta nem "fodona", mas uma mediadora moderada e de fala mansa - e não tipicamente os traços que inspiram as melhores músicas, mas qualidades que honram o lento e árduo avanço da mudança positiva.

    A crítica completa está disponível no site Variety
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top