Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Se a Rua Beale Falasse
     Se a Rua Beale Falasse
    7 de fevereiro de 2019 / 1h 59min / Drama
    Direção: Barry Jenkins
    Elenco: KiKi Layne, Stephan James, Regina King
    Nacionalidade EUA
    Ver o trailer
    Assista agora
    Imprensa
    3,8 18 críticas
    Usuários
    3,6 96 notas e 19 críticas
    Adorocinema
    4,0
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse e detalhes

    Não recomendado para menores de 10 anos
    Baseado no célebre romance de James Baldwin, o filme acompanha Tish (Kiki Layne), uma grávida do Harlem, que luta para livrar seu marido de uma acusação criminal injusta e de subtextos racistas a tempo de tê-lo em casa para o nascimento de seu bebê.
    Título original

    If Beale Street Could Talk

    Distribuidor SONY PICTURES
    Ver detalhes técnicos
    Ano de produção 2018
    Tipo de filme longa-metragem
    Curiosidades -
    Bilheteria no Brasil 4 390 entradas
    Orçamento -
    Idiomas Inglês
    Formato de produção -
    Cor Colorido
    Formato de áudio -
    Formato de projeção -
    Número Visa -

    Assista ao filme

    Online
    Alugar
    Veja todos os filmes online

    Críticas AdoroCinema

    4,0
    Muito bom
    Se a Rua Beale Falasse

    Uma história de amor

    por Lucas Salgado
    Dois anos após ver seu drama social Moonlight: Sob a Luz do Luar superar o romântico La La Land - Cantando Estações na temporada de premiações, o diretor Barry Jenkins chega agora com seu mais novo projeto: If Beale Street Could Talk.E o que mais chama a atenção no novo trabalho, é que ele parece ter mais em comum com La La Land do que com Moonlight. Inclusive, a cena de abertura de If Beale Street Could Talk parece quase uma alfinetada em La La Land e nos críticos que defendiam o colorido e fascinante musical de Damien Chazelle. A cena em questão traz o casal protagonista da história, com figurinos de cores fortes e sobrepostas, diante de uma trilha que se faz presente.Adaptação de livro homônimo de James Baldwin, o filme conta a história de Tish Rivers (KiKi Layne) e Fonny Hunt (Stephan James), dois amigos de infância que começam a namorar no início da vida adulta, mas que veem seu fut...
    Ler a crítica
    Se a Rua Beale Falasse Trailer Legendado 2:30
    Se a Rua Beale Falasse Trailer Legendado
    3 170 visualizações
    Se a Rua Beale Falasse Trailer (2) Original 2:15
    Pela web

    Elenco

    KiKi Layne
    Personagem : Tish Rivers
    Stephan James
    Personagem : Alonzo "Fonny" Hunt
    Regina King
    Personagem : Sharon Rivers
    Colman Domingo
    Personagem : Joseph Rivers
    Ficha completa

    Comentários do leitor

    Tarcísio Braga
    Tarcísio Braga

    Segui-los 18 seguidores Ler as 61 críticas deles

    4,0
    Enviada em 18 de fevereiro de 2019
    O filme está concorrendo a três categorias no Oscar e talvez seja um dos filmes que tem a história da premiação, uma história difícil de ser transmitida para o telespectador. Um roteiro é bem elaborada e vai fluindo conforme a história vai apresentado novos aspectos, a fotografia do filme também é excelente em momentos tensos revelando a escuridão e em momentos felizes a claridade que remete o romantismo, o movimento de câmera sempre ...
    Leia Mais
    Vitor Araujo
    Vitor Araujo

    Segui-los 637 seguidores Ler as 426 críticas deles

    2,0
    Enviada em 24 de janeiro de 2020
    Um filme em forma de poema, bem sensível, leve, representando as dificuldades de um casal negro, onde o namorado é preso injustamente. Preza mais pelas sensações do que nos atos em si. Bem devagar e por vezes entediante. Não entendi o porque das coisas.
    Carlos P.
    Carlos P.

    Segui-los 36 seguidores Ler as 147 críticas deles

    4,0
    Enviada em 10 de março de 2019
    Só após assistir é que entendi o que alguns críticos disseram, que 'Rua Beale' é um filme do diretor de Moonlight que se parece muito mais com La La Land do que com o próprio Moonlight. Não perde a essência, no entanto, o que faz com que o filme consiga ser bonito e cruel ao mesmo tempo. Me que traz um sentimento de que ele tenha sido esnobado em muitas categorias do Oscar. O elenco é ótimo e nenhuma atuação compromete. Na minha ...
    Leia Mais
    Dagoberto M.
    Dagoberto M.

    Segui-los 63 seguidores Ler as 199 críticas deles

    4,0
    Enviada em 13 de agosto de 2019
    Um filme forte, político, que gera total indignação, mas que nos leva a fantásticos momentos de amor.
    19 Comentários do leitor

    Fotos

    20 Fotos

    Últimas notícias

    Dicas do Dia: Se a Rua Beale Falasse e Elysium são os destaques de hoje
    NOTÍCIAS - Lançamentos
    sexta-feira, 22 de novembro de 2019
    Dia da Consciência Negra: Filmes e séries que celebram a representatividade
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    quarta-feira, 20 de novembro de 2019
    Obras incríveis que todos precisam conhecer!
    5 filmes baseados em livros que nos deixaram emocionados
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    domingo, 10 de novembro de 2019
    Prepare sua pipoca e os lencinhos, que esses são para chorar!
    40 Notícias e Matérias Especiais

    Se você gosta desse filme, talvez você também goste de...

    Mais filmes similares

    Comentários

    • Cilene R
      Lindo filme! A inexperiência de jovens amantes numa sociedade que parece querer devorar cada pedaço da felicidade que sentem por estarem juntos o que vai além do assunto preconceito racial. A mãe do rapaz é puro rancor e é negra. O amor destes Romeu e Julieta incomoda os desprezados.
    • Thiago Soares Mota
      - 331º filme de 2.019 - Visto em 10/10...- No Oscar/2.017 tínhamos três filmaços disputando a estatueta de melhor filme: Até o Último Homem (2.016), Estrelas Além do Tempo (2.016) e Lion - Uma Jornada Para Casa (2.106), mas ao invés de premiar o melhor filme, o Oscar/2.017 virou uma espécie de prêmio Chupa Trump, única explicação possível pra vitória do apenas razoável (com muito boa vontade) Moonlight - Sob a Luz do Luar (2.016), um dos piores filmes a ter ganhado a categoria de melhor filme! Sorte que este filme do mesmo diretor, o Chupa Trump de 2.018, não teve a mesma sorte no Oscar/2.019! Ainda temos esperança do Oscar voltar a premiar os melhores filmes e não os mais politizados? E se o Trump for reeleito, quantos filmes ruins ou razoáveis entrarão pra história apenas para afrontá-lo, situação em que ele deve morrer de rir! Acorda, Academia! Este é um filme arrastado, chato, demorado e lento, que vai do comercial de margarina ao melodrama em questão de minutos, com cenas entrecortadas e longas e uma montagem que vai e volta, o que só prejudica o resultado final, no melhor estilo Terrence Malick! É impressionante o quanto pintar o personagem Fonny como vítima da sociedade e do sistema é forçado! Como assim? A sociedade também é vítima dele, uma vez que ele cometeu furtos, e o pai o sogro roubam para pagar o advogado dele! Mas, como o personagem é negro e vivemos na época do politicamente forçado, ele é só vítima! Ser algoz é culpa da sociedade e do sistema! Apenas a cena do encontro entre as famílias no começo do filme (principalmente pela reação do sogro as atitudes da sogra) e as atuações da belíssima Kiki Layne e da Regina King se salvam nesse desastre! Embora o Oscar de melhor atriz coadjuvante, na minha opinião, deveria ter sido entregue a Amy Adams, por Vice (2.018)! Se quer um bom filme sobre o tema racismo, prefira O Ódio Que Você Semeia (2.018, o 274º filme de 2.019, visto no dia 26/08)...- Nota: 1,5/10 (muito ruim)...
    • Luiz Ant?nio N.
      Tish está esperando um filho enquanto luta para livrar seu marido de uma acusação criminal injusta e de subtextos racistas, a tempo de tê-lo em casa para o nascimento de seu bebê.mais um ganhador do Oscar, eu achei meio Cansativo demais, a história não é daquela que prende a atenção, principalmente do Meio para o fim, eu até que comecei achando que seria uma história empolgante mas me deixou foi com um pouco de sono⭐⭐⭐
    • andclay
      ótima direção. ótimos atores. um filme encantador.
    • Senhor Ivan
      Barry Jenkins realiza outro espetáculo na carreira.Cada um no elenco tem um drama particular a ser apresentado e todas as histórias são emocionantes e nos faz refletir.Não deixa de ser um conto de amor moderno,com participações gloriosas de Kiki Layne e Stephan James.Trilha sonora amável e Fotografia mais que linda.>Assistido em 15 de Fevereiro de 2019-Dou nota 8/10
    Mostrar comentários
    Back to Top