Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Tio Drew
    Nota média
    2,6
    16 publicações
    • Chicago Sun-Times
    • Cinepop
    • Estado de São Paulo
    • Folha de São Paulo
    • O Globo
    • Screen Rant
    • The Hollywood Reporter
    • Variety
    • Washington Post
    • Observatório do Cinema
    • Boston Globe
    • Cineweb
    • Jornal do Brasil
    • New York Times
    • The Guardian
    • Papo de Cinema

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    16 críticas da imprensa

    Chicago Sun-Times

    por Richard Roeper

    Mesmo que “Tio Drew” seja estranho, previsível e piegas, amei a energia positiva deste filme e me diverti com as performances do elenco [...] Lil Rel Howery, Tiffany Haddish, JB Smoove e Nick Kroll são ótimos, como era de esperar. A surpresa é que os jogadores de também são muito bons.

    A crítica completa está disponível no site Chicago Sun-Times

    Cinepop

    por Pablo Bazarello

    Dirigido por Charles Stone III, um especialista no cinema de nicho, voltado ao público negro americano, o filme é uma comédia simpática e muito afetuosa.

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Estado de São Paulo

    por Luiz Carlos Merten

    A graça de "Tio Drew" é esperar pelos créditos finais, que não trazem exatamente as cenas deletadas nem os erros de filmagem, mas mostram o processo de maquiagem e os grandes jogadores de cara limpa.

    A crítica completa está disponível no site Estado de São Paulo

    Folha de São Paulo

    por Thales de Menezes

    Se o filme sofre com sequências esquemáticas demais e piadas às vezes óbvias, ainda assim diverte como uma boa "Sessão da Tarde" e, o melhor, exibe um basquete espetacular.

    A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

    O Globo

    por André Miranda

    Parte do filme é focada no humor da interação de velhos recordando o passado e se reunindo para enfrentar os “sangues jovens”. Nem sempre é engraçado, ainda mais quando se espera que Shaquille O’Neal saiba atuar.

    A crítica completa está disponível no site O Globo

    Screen Rant

    por Chris Agar

    "Tio Drew" não é uma comédia de esportes excepcional, mas é bastante divertida, graças à habilidade de captar o tom certo e de captar a química entre os personagens principais.

    A crítica completa está disponível no site Screen Rant

    The Hollywood Reporter

    por John DeFore

    Charles Stone III oferece uma comédia leve que é compreensivelmente voltada para fanáticos por basquete. Os espectadores que não gostam de ver os atletas na tela podem ficar menos encantados com o longa mas os espectadores amantes de esportes provavelmente ficarão mais entusiasmados. 

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    Variety

    por Peter Debruge

    Essa comédia de basquete afetuosa do diretor esportivo Charles Stone III parece como um anúncio de longa duração para o jogo em si. [...] É uma configuração divertida, oferecendo aos fãs de esportes o prazer de tentar identificar todas as lendas que estão na brincadeira.

    A crítica completa está disponível no site Variety

    Washington Post

    por Rat Padua

    A comédia esportiva “Tio Drew” pode ser previsível: você sabe que os jogadores de basquete idosos e desleixados ganharão seu coração. Mas o elenco de estrelas da NBA - bem escondido sob camadas de maquiagem - tem uma química invencível, tornando-se fácil torcer por eles. 

    A crítica completa está disponível no site Washington Post

    Observatório do Cinema

    por Rodrigo Scharlack

    Muito da graça do filme acontece ao vermos essas personagens, e alguns rostos conhecidos, como o de Shaquille O’Neal, em situações incomuns para sua idade. No meio disso tudo, ainda temos situações tocantes...

    A crítica completa está disponível no site Observatório do Cinema

    Boston Globe

    por Mark Feeney

    "Tio Drew" é bom o suficiente, e até agrada à multidão, mas bastante desorganizado. [...] O roteiro de Jay Longino deixa toda a ação e comédia de basquete com um pouco de romance demais. [...] Com todo o respeito aos atores mas a melhor performance do filme é dos maquiadores.

    A crítica completa está disponível no site Boston Globe

    Cineweb

    por Alysson Oliveira

    O roteiro [...] é bastante óbvio e insistente nas mesmas tiradas de humor. O que sobra são os jogos de basquete, mas o filme nunca supera seu jeitão de comercial de televisão, o que não é de se espantar, dada a sua origem.

    A crítica completa está disponível no site Cineweb

    Jornal do Brasil

    por Tony Tramell

    As piadas funcionam, os momentos emotivos também e se você for fã de basquete, vai encontrar muito mais piadas e referências.

    A crítica completa está disponível no site Jornal do Brasil

    New York Times

    por Glenn Kenny

    Não é todo dia que se pode dizer: "Shaquille O'Neal foi o melhor ator do filme". E, no entanto, isso pode ser verdade no caso de "Tio Drew", filme de comédia dirigido por Charles Stone. III.

    A crítica completa está disponível no site New York Times

    The Guardian

    por Peter Bradshaw

    Inspirada por uma série de comerciais de TV baseados em basquete, essa comédia prejudica o status de celebridade esportiva e a lealdade da NBA.

    A crítica completa está disponível no site The Guardian

    Papo de Cinema

    por Marcelo Müller

    O longa-metragem dirigido por Charles Stone III abusa do humor simplista, com base numa estrutura que nem consegue sustentar a mítica construída inicialmente com as boas sequências que emulam programas esportivos.

    A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top