Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal
    Média
    3,3
    176 notas e 24 críticas
    distribuição de 24 críticas por nota
    2 críticas
    4 críticas
    9 críticas
    3 críticas
    5 críticas
    1 crítica
    Você assistiu Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal ?

    24 críticas do leitor

    Luiz Antônio N.
    Luiz Antônio N.

    Segui-los 10677 seguidores Ler as 1 213 críticas deles

    3,0
    Enviada em 12 de maio de 2019
    Cinebiografia de Ted Bundy (Zac Efron), serial killer que matou, pelo menos, 30 mulheres em sete estados norte-americanos durante a década de 1970. Só que o filme é contado a partir do ponto de vista de sua namorada, Elizabeth (Lily Collins), que não tnha conhecimento de seus crimes. eu já tinha ouvido muito falar sobre esse que é considerado um dos piores serial killers do mundo eu queria muito ter assistido ao documentário da Netflix mas depois desse filme com certeza me interessei Ainda mais por essa história não dá para acreditar o quanto uma pessoa pode ser cruel de jeito nenhum ele se mostrava de tal forma filme realmente interessante⭐⭐⭐
    Yanko Rodrigues
    Yanko Rodrigues

    Segui-los 61 seguidores Ler as 232 críticas deles

    4,5
    Enviada em 31 de dezembro de 2019
    Um filme com um ótimo roteiro, que em nenhum momento foca na violência, e sim em um assassino cruel e dissimulado. A atuação do Zac Efron é digna a uma indicação ao Oscar.
    Ricardo L.
    Ricardo L.

    Segui-los 22265 seguidores Ler as 1 673 críticas deles

    3,0
    Enviada em 5 de agosto de 2019
    Um filme com potencial enorme, mas não entrega o que poderia ser. Elenco que conta com Zac Efron onde até que enfim mostrou ser um bom ator, numa atuação excelente digna de ser indicado ao óscar, assim como a ótima atriz Lily Collins que mostrou que apenas não é filha do lendário Phil Collins e sim uma atriz em grande ascensão. Aqui infelizmente temos problemas sérios de ritmo, de roteiro, com os atos mal distribuídos, numa direção meia boca ou seja temos um filme com pretensões que não chegam a uma finalidade e que ase salva pelas ótimas atuações.
    Nelson J
    Nelson J

    Segui-los 17861 seguidores Ler as 1 220 críticas deles

    4,0
    Enviada em 26 de julho de 2019
    Roteiro muito bom, sem focar na violência, mas na relação amorosa de Ted com a jovem mãe solteira e depois com a mulher com a qual se casa e tem uma filha. Um assassino cruel e dissimulado. Seu lado emocional é o mais perturbador para um psicopata.
    Kamila A.
    Kamila A.

    Segui-los 2998 seguidores Ler as 540 críticas deles

    2,5
    Enviada em 13 de fevereiro de 2020
    Theodore “Ted” Robert Bundy foi um famoso serial killer norte-americano que, principalmente, na década de 70, foi responsável pelo sequestro, estupro e assassinato de jovens mulheres, em diversos estados norte-americanos. Bundy também ficou conhecido pela sua personalidade sedutora e magnética. Como passou pelas faculdades de psicologia e de direito, sabia como se portar no tribunal, chegando a atuar como seu próprio advogado de defesa. Um fato notório de sua biografia foi que Ted sempre negou ter cometido os crimes pelos quais foi condenado – passando a confessá-los somente antes de sua execução, no ano de 1989. No ano de 2019, o diretor Joe Berlinger mergulhou no universo deste personagem, lançando dois produtos sobre Ted Bundy: o filme Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal e a série documental Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy. As duas obras se complementam. Enquanto o filme se caracteriza como uma cinebiografia sobre Bundy (interpretado por Zac Efron), enfocando, principalmente, o relacionamento que ele desenvolveu com Liz Kloepfer (Lily Collins); a série aborda materiais de arquivo e gravações de áudio que foram feitas no corredor da morte, com o objetivo de traçar o perfil de Ted. Se o filme dá ênfase a esta personalidade magnética e sedutora de Ted Bundy, abordando os efeitos que ele causava nas mulheres; a série documental percorre um caminho completamente diferente, mostrando o quanto Bundy era um sociopata frio, incapaz de compreender a natureza de seus atos e de se responsabilizar por eles. São duas visões completamente diferentes sobre uma mesma pessoa. Por isso mesmo, analisando do ponto de vista narrativo, Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal tem um caráter muito mais problemático, especialmente pela tentativa que faz de humanização de uma figura que não merece esse tipo de retrato. A série documental acaba exercendo um papel muito mais forte, pela forma como nos mostra Ted: como ele realmente merecia ser visto por todos nós. São dois contextos tão diferentes que, no final, fica até difícil crer que são dois produtos dirigidos por uma mesma pessoa.
    Jackson A L
    Jackson A L

    Segui-los 2693 seguidores Ler as 605 críticas deles

    3,5
    Enviada em 6 de janeiro de 2020
    Apesar de algumas críticas, é um filme interessante retratando a trajetória de um serial killer, que devido a fama de sedutor, causou muitas dúvidas em relação as mortes na época. Conseguiu atuar em sua própria defesa, mesmo não tendo finalizado a graduação em direito. O enfoque da trama não são as mortes (mais de 30 confirmadas, porém esse número poderia ter chego até em 70) e sim a relação conturbada entre sua esposa e amante e o percurso entre entre seus julgamentos, prisão e a cadeira elétrica. Interessante que muitas das falas dos personagens foram de fatos ditas pelos seus personagens reais.
    Rodrigo Gomes
    Rodrigo Gomes

    Segui-los 2018 seguidores Ler as 518 críticas deles

    3,0
    Enviada em 5 de maio de 2019
    Um filme bem interessante...e ambíguo. Apesar de superficial, conseguimos ter dimensão da crueldade e absurdos cometidos por esse ser.
    Crismika
    Crismika

    Segui-los 126 seguidores Ler as 282 críticas deles

    4,0
    Enviada em 30 de abril de 2020
    O filme é muito bom, confundindo até o final sobre a veracidade dos fatos sobre o serial killer. Zac Efron está irresistivelmente bem no papel principal. Vale a pena conferir.
    Letícia A
    Letícia A

    Segui-los 29 seguidores Ler as 20 críticas deles

    4,0
    Enviada em 8 de dezembro de 2019
    Um bom roteiro e bem executado. História do ponto de vista da Liz Kendall, através do livro que ela escreveu. Centrando assim em nos mostrar como era a vida doméstica dele e como influenciava e manipulava pessoas, com carisma assim como todos os serial Killers. Muitas pessoas não vão gostar, pois iriam dizer que não viram os crimes na tela ou que houve tentativa de romantização da vida dele. Não foi nada disso, é uma história construída a partir de quem é essa pessoa na sociedade. Nós vivemos com tantas pessoas e não sabemos quem é quem ou do que o ser humano é capaz.
    Rogerio M.
    Rogerio M.

    Segui-los 17 seguidores Ler as 5 críticas deles

    3,5
    Enviada em 6 de agosto de 2019
    Já que o enfoque vem do olhar da parceira do assassino, é importante que se diga que aqui você não verá corpos e mais corpos mutilados, golpes e golpes de vítimas sentenciadas à uma morte impiedosa e chocante. Porém, muito embora o roteiro não se fie por esses caminhos, o longa sob a direção de Joe Berlinger (cineasta por trás da série documental 'Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy'), tem altas dosagens de suspense, muito potencializado pela atuação superlativa de Efron, que deixa no ar com competência a índole do assassino: não sabemos se ele realmente acreditava que era inocente - talvez pelos traços visíveis de transtornos mentais - ou se ele tinha consciência que dissimulava o tempo todo.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top