Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    A Menina Índigo
    Média
    1,9
    102 notas e 13 críticas
    distribuição de 13 críticas por nota
    2 críticas
    2 críticas
    4 críticas
    0 crítica
    2 críticas
    3 críticas
    Você assistiu A Menina Índigo ?

    13 críticas do leitor

    Kamila A.
    Kamila A.

    Segui-los 3755 seguidores Ler as 577 críticas deles

    3,5
    Enviada em 23 de maio de 2018
    O termo criança índigo é utilizado para descrever crianças que possuem habilidades especiais, uma maior sensibilidade, personalidades peculiares e que desenvolveram um grande senso ético-moral. O filme A Menina Índigo, dirigido e escrito por Wagner de Assis, tem como personagem principal a menina Sofia (Letícia Braga), que, aos sete anos, começa a apresentar um comportamento que é considerado diferente e que causa transformações na relação que ela estabelece com os pais (Murilo Rosa e Fernanda Machado), com as professoras e colegas de escola e com seus familiares no geral. Apesar da tenra idade, no decorrer de A Menina Índigo, Sofia tomará para si algumas importantes responsabilidades. A principal passa a ser que ela começa a perceber como seu o papel de ajudar as pessoas ao seu redor, notadamente aquelas que estão passando por algum problema de saúde – na medida em que ela descobre que possui o poder de curar com a imposição das mãos – e as que ela ama, uma vez que ela passa a se dedicar à reconstrução do relacionamento entre os seus pais. Entretanto, o que o filme nos mostra é como Sofia acaba transformando a realidade ao seu redor com uma mensagem de amor e de tentar enxergar o nosso próximo por aquilo que ele verdadeiramente é. Neste sentido, chama a atenção em A Menina Índigo a naturalidade do talento de Letícia Braga, que consegue transmitir as nuances de uma personagem infantil que tem muita complexidade. O diretor Wagner de Assis é um especialista neste tipo de temática mais espiritual – a qual permeia toda a sua filmografia. Filmes como o que ele faz são muito importantes para poder disseminar mensagens que tenham um potencial transformador da nossa sociedade. Já somos tão contaminados, diariamente, com energias ruins, notícias de cunho negativo; que, quando nos deparamos com obras como essa, nos faz ter esperança sempre de que dias melhores estão por vir.
    c4rlc4st
    c4rlc4st

    Segui-los 400 seguidores Ler as 279 críticas deles

    1,5
    Enviada em 3 de agosto de 2018
    A tentativa de emocionar é maior do que trazer uma reflexão sobre o tema. Os diálogos rasos, os acontecimentos irreias e as atuações fracas não permitem que nem a emoção aconteça. Tecnicamente ordinário.
    Adriano Côrtes Santos
    Adriano Côrtes Santos

    Segui-los 289 seguidores Ler as 277 críticas deles

    1,0
    Enviada em 14 de março de 2019
    Filme dirigido por Wagner de Assis, o também responsável pela adaptação do livro Nosso Lar para o cinema, nessa nova empreitada perde o tom definitivamente. Sofia uma criança de sete anos, interpretada por Letícia Braga é uma menina “diferente e especial”. Vive o conflito dos pais separados, Ricardo (Murilo Rosa) e Luciana (Fernanda Machado), e suas crises de como educar a filha de maneira satisfatória. Sofia é alheia e um pouco conflituosa com o ambiente escolar, desenvolve uma compulsão pela pintura, enquanto se descobre portadora de dons especiais, curas físicas e emocionais. Se o filme é intencionado a transmitir uma mensagem de evolução para o bem maior, a apatia da direção, do roteiro e do elenco neutralizam todas as possibilidades de se conseguir o intento. Os diálogos são superficiais e forçados, a química entre todo o elenco é insatisfatória, a execução é paupérrima e por fim, a ideia das crianças (índigo) é mal elaborada, rasa, ficando desinteressante e superficial. Indicado para os estudiosos espiritualistas, no entanto, mesmo esses, sairão frustrados. Uma pena.
    Daniel N.
    Daniel N.

    Segui-los 3891 seguidores Ler as 578 críticas deles

    3,5
    Enviada em 19 de janeiro de 2018
    Um filme leve, família. Claro que a temática espiritual de evolução é a tônica, mas num tom lúdico e suave... brando... A questão que relaciona curas entendo ser mais uma analogia do que um sentido literal. É mudar o mundo macro através do micro. Recomendo
    Tiago Harris
    Tiago Harris

    Segui-los Ler as 8 críticas deles

    3,0
    Enviada em 1 de junho de 2020
    Um filme meio que polêmico ,mas frisam bastante a questão de crianças com TDAH, acho importante ,mas fraco no quesito enredo.
    Sarah C.
    Sarah C.

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 18 de julho de 2018
    Daqueles filmes que podem ser apenas mais um ou perfeitos para você. Esse filme foi perfeito para mim, considerando a mensagem central. Assisti considerando o que acredito e tudo que já sabia sobre os indigos, foi leve e definitivamente tocou meu coração.
    Hector L.
    Hector L.

    Segui-los Ler a crítica deles

    4,5
    Enviada em 1 de abril de 2018
    ótimo filme. Filme leve para a família. Passa muitas lições, mostra muito como as crianças estão vindo hoje em dia, crianças que vem para transformar o mundo.
    Érika Rocha
    Érika Rocha

    Segui-los Ler a crítica deles

    0,5
    Enviada em 22 de setembro de 2020
    Uma porcaria!
    Luana R
    Luana R

    Segui-los Ler a crítica deles

    3,0
    Enviada em 19 de janeiro de 2019
    Cortes de câmera estranhos, roteiro e cenografia fracos. Há boas intenções, mas ficou sensacionalista.
    marcelo m
    marcelo m

    Segui-los Ler a crítica deles

    4,5
    Enviada em 21 de novembro de 2018
    Eu adorei o filme assisti com minha filha, meu filho e minha esposa. Diversão leve e familiar... nem todas crianças são iguais... mas todas precisam de atenção, carinho e amor... mesmo as mais especiais.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top