Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Uma Razão para Viver
    Média
    4,0
    77 notas e 8 críticas
    distribuição de 8 críticas por nota
    6 críticas
    0 crítica
    2 críticas
    0 crítica
    0 crítica
    0 crítica
    Você assistiu Uma Razão para Viver ?

    8 críticas do leitor

    Kamila A.
    Kamila A.

    Segui-los 4086 seguidores Ler as 592 críticas deles

    5,0
    Enviada em 28 de novembro de 2017
    O título Uma Razão Para Viver, do filme dirigido por Andy Serkis, é muito apropriado para a história que iremos assistir. Baseada em fatos reais, acompanha a vida de Robin Cavendish (Andrew Garfield), que foi diagnosticado com pólio aos 28 anos e, a partir de então, se tornou um defensor dos deficientes, ajudando a desenvolver vários apetrechos que tinham o objetivo de promover a independência daqueles que sofriam com algum tipo de paralisia. O filme segue uma linha bastante parecida com a de A Teoria de Tudo, filme de James Marsh baseado também na história real de Stephen Hawking, e enfoca a situação vivenciada por Robin através do ponto de vista do relacionamento que ele desenvolve com a sua esposa. Foi Diana (Claire Foy) quem deu a Robin a razão que ele precisava para viver após o fatídico diagnóstico e a constatação de que ele teria, no máximo, três meses de vida: o marido precisava achar forças dentro de si mesmo para poder aprender a conviver com a doença e ver o filho do casal, Jonathan, crescer. E é assim que iremos acompanhar Robin, na medida em que ele vai, aos poucos, superando todas as expectativas que os médicos tinham sobre ele e desenvolvendo os mecanismos que o ajudarão a ter independência, a não ficar confinado a uma cama e a poder aproveitar a vida ao lado daqueles que ele tanto amava – seus amigos e sua família. O que chama a atenção em Uma Razão Para Viver é que, em nenhum momento, vemos Robin ser tratado com pena pelas pessoas com as quais ele se relacionava. Pelo contrário, todos eles serão os maiores incentivadores para que Robin possa realizar tudo aquilo que mais desejava, dentro das suas limitações. Uma Razão Para Viver marca a estreia do ator Andy Serkis na direção de um longa-metragem. Embora não estejamos diante de um filme que traga inovações ou algo que seja surpreendente, Serkis acerta muito na maneira como decidiu contar a sua história. O diretor ainda foi muito feliz na escolha de seu elenco, em especial da dupla central. Tanto Andrew Garfield, quanto Claire Foy, estão maravilhosos e possuem uma química que se reflete na maneira amorosa como vemos Robin e Diana em tela. Além disso, Uma Razão Para Viver ainda tem uma parte técnica primorosa, como vista, principalmente, na linda fotografia de Robert Richardson.
    Luiz Antônio N.
    Luiz Antônio N.

    Segui-los 16025 seguidores Ler as 1 297 críticas deles

    5,0
    Enviada em 3 de janeiro de 2018
    história real de Robin, um homem brilhante e aventureiro, que ficou paralisado por conta da poliomelite. Mas, ele e sua esposa, Diana, contra todos os conselhos, e se recusam a ser aprisionados pelo sofrimento. Diana leva Robin para casa e os dois decidem viver uma história de amor, com cada respiração como se fosse a última. Como o seu comportamento em relaçao à doença foi importante no impacto sobre a mobilidade e acessibilidade para os deficientes. Eu acho que eu nunca chorei tanto na minha vida assistindo um filme para muitos aqui vai achar que não tem nada a ver mas eu sou tetraplégico há mais de 17 anos também sou casado e tenho um filho e para mim muito do que ele passou eu sei exatamente o que é Me emocionei demais eu acho que Todos deveriam assistir esse filme para entender pelo menos um pouco O que é a vida de uma pessoa vivendo numa condição dessas🌟🌟🌟🌟🌟
    MichaellMachado
    MichaellMachado

    Segui-los 342 seguidores Ler as 327 críticas deles

    3,5
    Enviada em 18 de fevereiro de 2019
    "Uma razão para viver" é realmente uma história incrível, ainda mais, por ser tratar de fatos reais. O filme conta a história de Robin Cavendish, um exportador de chá, que após contrair poliomielite, tem o seu corpo paralisado do pescoço para baixo. "Nem tudo são flores": Infelizmente a produção do filme deixou muito a desejar, talvez investiram muito na atuação solo de Andrew Garfield, como protagonista. Que digno de passagem, mais uma vez demonstrou ser um ator acima da média. Pois o filme em si, demora a engrenar e quando engrena demora a emocionar e quando emociona já chegou ao fim! Infelizmente não souberam aproveitar essa grande oportunidade, pois parece que fizeram o filme as presas. Mais um vez afirmo, tiveram a "faca e queijo na mão". Com essa grande história e com esse grande ator, faltou capricho em sua execução.
    Rani silva
    Rani silva

    Segui-los Ler as 25 críticas deles

    5,0
    Enviada em 16 de janeiro de 2018
    Simplesmente incrivel! quando se tem amigos de verdade e uma esposa que independente de quaisquer situação te apoia as coisas tendem a cair por terra.
    Renan G.
    Renan G.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 33 críticas deles

    3,0
    Enviada em 20 de janeiro de 2019
    É um filme ok, muito bem fotografado pelo Robert Richardson, gosto da relação dos dois para como eles lidam com a doença e tb gostei por ser a historia do surgimento da cadeira de rodas, algo que eu nao tinha parado pra pensar, mas no final a parte do suicidio consensual assistido eu nao acho que o filme saiba abordar bem, acredito que nem seja um problema da direcao do Andy Serkis e sim um problema de roteiro que nao sabe se aprofundar no tema, falta um dialogo mais profundo entre os familiares sobre, a segunda metade do filme perde bastante ritmo, é um filme ok
    Danny Sincerona
    Danny Sincerona

    Segui-los 1 seguidor Ler as 95 críticas deles

    5,0
    Enviada em 13 de setembro de 2020
    Que filme mais perfeito, um filme que realmente mostra as razões que temos para viver e como nunca podemos desistir de nossos sonhos e vontades. Eu chorei logo nos primeiros momentos do filme e ao longo dele eu ia derramando umas lágrimas, pois é impossível você não se emocionar com a história do Robin, principalmente quando você sabe que essa foi uma história real, que de fato aconteceu.Então foi lágrimas para todo lado. O ruim desse filme é que tudo acontece muito rápido, a história é contada entre anos, ou seja, conta a história de 1958, passa dois anos conta mais uma parte de 1960, passa cinco anos, 1965 e assim por diante. São contadas em cada momento que foi importante, que teve uma grande transformação na vida do Robin. Robin é/foi um personagem/pessoa incrível. Eu o admiro muito pela força de vontade que ele teve para ficar vivo durante todos aqueles anos, principalmente em uma época onde tudo era muito mais difícil e graças a ele, muitas pessoas que tenham um estado parecido com o dele podem ter uma vida quase normal nos dias de hoje. Eu acho que o filme poderia trazer no final, os dias atuais, mostrando as mudanças que foram causadas por causa do Robin e como muitas pessoas podem viver hoje, graças a ele. O romance dele com sua mulher Diana também foi uma coisa incrível e um dos principais motivos para ele ter continuado a viver. O outro seria seu filho, diretor desse filme maravilhoso. As cenas pós filme, mostrando os verdadeiros personagens e os momentos que eles passaram juntos foi lindo eu chorei mais ainda com essas cenas, foram cenas maravilhosas que mexem com a gente. Galera, assistam a esse filme, principalmente se você estiver de mal com a vida. Depois de você assistir a esse filme, eu aposto que sua visão sobre a vida vai mudar, pois se um cara que tinha todas os motivos para querer morrer escolheu viver, poque você que tem motivos para viver vai escolher morrer?
    Iara A.
    Iara A.

    Segui-los Ler as 3 críticas deles

    5,0
    Enviada em 27 de maio de 2018
    Filme incrível, fotografia maravilhosa, todos os detalhes minimamente pensandos que nos enche de inspeção. ❤❤
    Jonathas T.
    Jonathas T.

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 25 de julho de 2018
    Sensacional Sensacional SensacionalSensacionalSensacionalSensacionalSensacional Digno de Oscar Amei Sensacional Incrível Maravilhoso
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top