Meu AdoroCinema
Como Nossos Pais
Média
3,6
162 notas e 16 críticas
25% (4 críticas)
25% (4 críticas)
38% (6 críticas)
6% (1 crítica)
0% (0 crítica)
6% (1 crítica)
Você assistiu Como Nossos Pais ?

16 críticas do leitor

Pedro F.
Pedro F.

Segui-los 4 seguidores Ler as 64 críticas deles

3,5Bom
Enviada em 17/09/17

Simplismente um bom filme, retrata muito bem a realida de muitas família, mas nada de impressionante

Lidice M.
Lidice M.

Segui-los Ler a crítica deles

5,0Obra-prima
Enviada em 30/09/17

Belo filmel que fala com simplicidade e sensibilidade sobre questões caras às mulheres . A difícil divisão entre trabalho e o cuidado com os filhos.Entre interesses pessoais e obrigações. A complexidade das relações familiares e amorosas. A cena da personagem da Clarice Abujamra ( numa atuação espetacular!) tocando "como nossos pais" no piano é linda e comovente. Uma cena para não esquecer.

Alexandre M.
Alexandre M.

Segui-los Ler as 8 críticas deles

4,0Muito bom
Enviada em 11/09/17

Rosa (Maria Ribeiro) está presa em uma carreira que não gosta, em um casamento em conflito, com brigas permanentes com a mãe e tendo que sustentar seu pai meio viajão. Casada com um militante ecologista que está muito mais interessado em salvar a Amazônia do que em ajudar a criar as duas filhas. Rosa é ácida nesse conflito. E transpira pessimismo. Quer ser dramaturga mas tem que ganhar dinheiro escrevendo folder. Não é militante, mas não é alienada, mas expõe a contradição do companheiro entre salvar o mundo e não ajudar nas tarefas da casa. Rosa não é uma donzela que precisa ser salva, mas ela quer, desesperadamente sair da situação de angústia que ela vive. E não adianta esperar príncipe encantado que ele não virá. Destaque para Jorge Mautner com seus discursos filosóficos dão uma cor especial ao filme.

Eduardo Santos
Eduardo Santos

Segui-los 51 seguidores Ler as 170 críticas deles

4,0Muito bom
Enviada em 03/09/17

Uma mulher de 38 anos, em crise no casamento, insatisfeita no emprego, com várias diferenças em relação à mãe, é a personagem central de Como Nossos Pais, filme mais recente da aclamada e talentosíssima Laís Bodanzky, e que ganhou 6 prêmios (mais que justos, aliás) no Festival de Gramado este ano. Maria Ribeiro é a protagonista, e ela realmente tem uma atuação fantástica. Questões e conflitos familiares, em que toda aquela pressão de ser mulher brilhante, ótima mãe, excelente esposa, boa dona de casa, profissional extremamente qualificada... Tudo recai sobre a mulher moderna. E ai dela se não der conta. E Rosa é falha. Ela chega a um ponto que afirma não dar conta de tanta cobrança. E sofre com uma revelação bombástica da mãe em relação a quem é seu verdadeiro pai biológico. O filme tem muitos pontos altos, e um deles é nunca cair na pieguice. Rosa é uma mulher real, verdadeira, crível. Nada de histrionismo e exageros. E assim os demais personagens também são desenvolvidos. Não são pessoas idealizáveis, e sim facilmente identificáveis, como se diz: “do mundo real”. O elenco é extraordinário. Os destaques óbvios são para Maria Ribeiro, num papel complexo e bem definido, numa atuação firme e naturalista. Clarisse Abujamra então rouba todas suas cenas. Uma personagem forte em uma interpretação marcante e, eu diria até, brilhante. Felipe Rocha e Paulo Vilhena também têm ótimos momentos em cena. Em papeis menores, Jorge Mautner e Herson Capri dão conta do recado com categoria. A direção segura de Bodanzky, a apurada e impecável parte técnica, a sensibilidade do roteiro muito bem construído... O final em aberto pode deixar algumas pessoas insatisfeitas, mas tudo é coerente em cena. Tudo evolve para um filme que teoricamente parece simples, mas que tem uma profundidade rara de se ver nos dias atuais. Um filme maduro, bonito, tocante e que é mais um belo exemplo de que o cinema nacional pode ser universal e muito bem realizado.

c4rlc4st
c4rlc4st

Segui-los Ler as 94 críticas deles

3,5Bom
Enviada em 19/08/18

Muito bem dirigido, com um roteiro tão necessário quanto bem escrito. Pena que o excesso de mensagens esquerda-cool-blase-prafrentex são bregas, tira um pouco do realismo do filme e torna esses momentos joviais demais para um assunto sério.

Ricardo L.
Ricardo L.

Segui-los 45 seguidores Ler as 1 095 críticas deles

3,5Bom
Enviada em 11/06/18

Bom drama nacional! História que mostra com realismo o que ocorre numa família desajustada e sem limites, aqui temos Maria Ribeiro em sua melhor atuação, segura e atraente, onde mostra seu corpo lindo em uma das visões bacana, parte traseira em constaste com a paisagem do seu prédio, levando a fotografia do filme ao seu principal destaque. Como nossos pais não é um grande filme, mas se destaca em meio de tantas porcarias nacionais que saem em nosso país.

Layse L.
Layse L.

Segui-los 10 seguidores Ler as 2 críticas deles

3,5Bom
Enviada em 28/03/18

O filme fala sobre dificuldades com relacionamentos. Bem realista. Gostei muito da personagem principal e da interpretação da mãe e do pai da personagem principal. Senti falta de uma melhor interpretação do Paulo Vilhena.

Dagoberto M.
Dagoberto M.

Segui-los 8 seguidores Ler as 184 críticas deles

3,0Legal
Enviada em 01/03/18

O cinema brasileiro adora cutucar as relações familiares e isso faz com que os filmes se tornem muito repetitivos.

Mário Sérgio P.Vitor
Mário Sérgio P.Vitor

Segui-los 3 seguidores Ler as 98 críticas deles

4,0Muito bom
Enviada em 27/02/18

A cineasta brasileira Laís Bodanzky merece ter seus filmes mais vistos. Há todo um cuidado em suas produções e hoje vi "COMO NOSSOS PAIS', seu filme mais recente. Drama sensível sobre relações familiares e conflitos geracionais, tem algumas arestas mal aparadas e uns poucos excessos. Mas, no conjunto, tem uma luminosidade de esperança, reforçada pelas interpretações precisas das atrizes Maria Ribeiro e Clarisse Abujamra. Não chega ao lirismo e à nostalgia dolorida de um CHEGA DE SAUDADE ou de um vendaval dramático de um BICHO DE SETE CABEÇAS, mas cumpre brilhantemente o papel de enternecer e fazer pensar sobre a vida de um modo mais generoso.

Sérgio F.
Sérgio F.

Segui-los Ler a crítica deles

5,0Obra-prima
Enviada em 12/02/18

Estava com saudade de ver um filme com diálogos interessantes/inteligentes, enquadramentos não óbvios e interpretações primorosas. Um dos melhores filmes nacionais dos últimos tempos! E o tema central é bem atual e pertinente! Lamentavelmente um retrato de muitas famílias atuais! Possivelmente, o machista médio e intelectualmente limitado não vai gostar do filme 😎

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top