Meu AdoroCinema
Magal e os Formigas
Vídeos
Créditos
Críticas dos usuários
Críticas da imprensa
Críticas do AdoroCinema
Fotos
Filmes Online
Curiosidades
Bilheterias
Filmes similares
Notícias
Críticas AdoroCinema
2,5
Regular
Magal e os Formigas

Faltou paixão

por

Magal e os Formigas é um filme ingênuo. E este é o principal mérito e defeito da produção. Sim, pode parecer paradoxal, mas a verdade é que ao mesmo tempo em que uma obra tão simples (por vezes simplória) e bobinha seja fácil de se descartar, também é fato de que tamanha ingenuidade faz falta nos cinemas nos dias de hoje e que o longa é eficaz em deixar o espectador com um sorriso no rosto.

Magal e os Formigas - FotoA trama é simples. Um senhor rabugento, de uma família humilde, começa a receber as visitas e os conselhos da figura imaginária de Sidney Magal. Aborrecido com a vida, João (Norival Rizzo) vai começar a enxergar um pouco mais de cor ao seu redor. De certa forma, remete ao clássico Um Conto de Natal, de Charles Dickens, que já ganhou diversas adaptações para os cinemas, sendo a mais marcante a animação Os Fantasmas de Scrooge

A ideia de colocar Magal como um "fantasma do presente" do protagonista é excelente, mas deveria ter sido melhor trabalhada, principalmente no que diz respeito às narrativas paralelas. São vários os personagens subaproveitados, a começar pelos filhos de João, Sandra (Mel Lisboa) e Sérgio (Nicolas Trevijano). De Sandra sabemos que é uma ex-dançarina apaixonada por Magal que foi largada no altar. Já o filho é um empresário da noite que deixa as pessoas passarem por cima dele.

João é um sujeito que dá discursos sobre a importância de trabalhar e não ganhar dinheiro fácil ao mesmo tempo em que vive o sonho de ganhar na loteria e joga fora boa parte do dinheiro da família. Seu cunhado (Zecarlos Machado) é um sujeito corrupto em busca de uma redenção. Tudo é muito fácil. E mal desenvolvido.

A participação de Magal acaba sendo um ponto alto do filme, mas também é uma muleta. Num roteiro que insiste em piadas sem graças e, por vezes, inconvenientes, a música de Magal é usada para trazer alguma simpatia aos protagonistas. Poderia até funcionar se o longa fizesse uso de mais canções e não repetisse infinitamente "O Meu Sangue Ferve Por Você".

Por sinal, Magal e os Formigas pode até agradar aos menos exigentes, mas definitivamente não vai deixar ninguém com o sangue fervendo.

Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Quer ver mais críticas?
Mostrar comentários
Back to Top