Meu AdoroCinema
  • Meus amigos
  • Meus cinemas
  • Notas Express
  • Minha coleção
  • Minha conta
  • Promoções
  • Desconectar
X-Men: Fênix Negra
Nota média
2,4
21 publicações
  • Cinema com Rapadura
  • Cinepop
  • O Globo
  • Omelete
  • Papo de Cinema
  • The Playlist
  • Variety
  • CineClick
  • Chicago Sun-Times
  • Cinema em Cena
  • Cineweb
  • Collider
  • Critikat.com
  • Folha de São Paulo
  • ScreenCrush
  • Screen International
  • Screen Rant
  • The Guardian
  • The Hollywood Reporter
  • Washington Post
  • Observatório do Cinema

Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

21 críticas da imprensa

Cinema com Rapadura

por Robinson Samulak Alves

Se não estamos diante de uma obra que pede por reflexões profundas, também não chega a ser um filme ruim. Ele é honesto no que oferece ao público, além de contar com efeitos especiais que o favorecem muito.

A crítica completa está disponível no site Cinema com Rapadura

Cinepop

por Pedro Sobreiro

A história é séria, mas por não ser mais aprofundada, acaba sendo direcionada para um segundo ato bastante arrastado. Sem contar que os vilões não ajudam a criar um contraponto interessante. Nem mesmo a presença da incrível Jessica Chastain é capaz de trazer algo de interessante.

A crítica completa está disponível no site Cinepop

O Globo

por Mário Abbade

É bem verdade que a Fox errou mais do que acertou com os mutantes mais famosos dos quadrinhos. “Fênix Negra” não é o canto de cisne que poderia ter sido, mas a sequência final envolvendo Magneto e Xavier é de um lirismo singular.

A crítica completa está disponível no site O Globo

Omelete

por Marcelo Hessel

O resultado - tanto na opção pela chave revisionista/crepuscular quanto nas escolhas de discurso empoderador - é cheio de inconsistências. Falta agilidade à decupagem, ao mesmo tempo em que viradas acontecem com pressa.

A crítica completa está disponível no site Omelete

Papo de Cinema

por Robledo Milani

As interferências provocadas pelos invasores extraterrestres mostram-se verdadeiros distúrbios diante de um conjunto que tinha tudo para funcionar por si só, mas que acaba tropeçando nos próprios pés diante de tanta informação – ou ruído, para sermos mais exatos.

A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

The Playlist

por Rodrigo Perez

Os diálogos péssimos e explicativos, a narrativa forçada, as motivações flutuantes dos personagens, os momentos involuntariamente cômicos e os figurinos cafonas garantem que "Fênix Negra" seja lembrado nos anais dos filmes medíocres.

A crítica completa está disponível no site The Playlist

Variety

por Owen Gleiberman

X-Men: Fênix Negra" chega com uma longa e atribulada estrada de reviravoltas. [...] Sophie Turner dá a Jean um fogo sensual, uma fusão de triunfo e desânimo com violência e o desempenho de James McAvoy é impulsionado por uma ambiguidade convincente.

A crítica completa está disponível no site Variety

CineClick

por Diego Canha

Pensando no arco do quadrinho, o filme não consegue chegar perto da relevância da obra original. Porém é muito superior à "X3", que também arriscou em trazer para as telonas a Saga da Fênix Negra.

A crítica completa está disponível no site CineClick

Chicago Sun-Times

por Richard Roeper

Enquanto "X-Men: Fênix Negra" não é tão desastroso quanto o inexplicavelmente terrível "X-Men Origens: Wolverine", não está nem perto do nível dos melhores filmes da franquia. O filme que é dedicado a simplesmente mostrar atores muito talentosos grunhindo.

A crítica completa está disponível no site Chicago Sun-Times

Cinema em Cena

por Pablo Villaça

[Kinberg] se revela um diretor menos do que adequado, mas os equívocos também se encontram na adaptação do material em si, já que esta torna os personagens esquemáticos, convertendo-os em meras peças para avançar a trama.

A crítica completa está disponível no site Cinema em Cena

Cineweb

por Alysson Oliveira

"Fênix Negra" não diz a que veio. Seus personagens são pálidos e a trama pouco empolgante. O que sobra é uma festa de efeitos especiais o que nunca é o suficiente para segurar um filme. E a interpretação de Turner, como Jean Grey/Fênix Negra, é tão sem graça quanto o filme.

A crítica completa está disponível no site Cineweb

Collider

por Matt Goldberg

"Fênix Negra" comprova que esta franquia cometeu erros de mais para poder continuar nos mesmos rumos. Mesmo desconsiderando a temporalidade bagunçada, porque estes filmes precisam pular uma década a cada nova história?

A crítica completa está disponível no site Collider

Critikat.com

por Josué Morel

O grande potencial é infelizmente desperdiçado por vários sintomas de uma franquia sem fôlego, reciclando um filme já realizado dentro da saga, e coroado por atores pouco interessados (Fassbender) ou descontrolados (McAvoy).

A crítica completa está disponível no site Critikat.com

Folha de São Paulo

por Ivan Finotti

Falta muita coisa a “Fênix Negra”, mas em uma palavra pode-se dizer que falta grandiosidade. [...] Sophie Turner infelizmente não parece ter estofo para demonstrar isso no rosto, usando apenas o superpoder da interpretação.

A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

ScreenCrush

por Matt Singer

É um sólido produto comercial baseado em quadrinhos, mas para um filme sobre uma deusa espacial que ameaça engolir o planeta inteiro em chamas, logo após aquele que é provavelmente o maior filme de super-heróis de todos os tempos, "X-Men: Fênix Negra" parece incrivelmente pequeno.

A crítica completa está disponível no site ScreenCrush

Screen International

por Tim Grierson

"X-Men: Fênix Negra" prova ser uma parcela relativamente modesta na saga dos X-Men. Ao invés de ser instigante ou simples, é um conto frustrantemente anticlimático e apesar do tom sério recicla os mesmos temas e conflitos centrais já vistos antes na franquia.

A crítica completa está disponível no site Screen International

Screen Rant

por Molly Freeman

A mecânica de como os poderes de Jean funcionam ou como o poder da Fênix a afeta não são explicados bem o suficiente para que as ações dela tenham sentido, e Jean não se torna uma personagem bem construída o bastante para que sua transformação sombria tenha um impacto emocional.

A crítica completa está disponível no site Screen Rant

The Guardian

por Peter Bradshaw

A série X-Men chega agora ao seu fim estranhamente anticlímax. [...] O aspecto mais interessante deste filme é o Xavier de McAvoy, mais opaco, mais mundano, mais reservado. O ponto de uma fênix é que ela se ergue das chamas. Mas estas são as chamas em que esta franquia finalmente caiu.

A crítica completa está disponível no site The Guardian

The Hollywood Reporter

por Todd McCarthy

Jogado em um nível não modulado e sem emoção. [...] Em comparação com as conclusões de outras grandes franquias este parece distintamente o menor. De modo algum parece um destino satisfatório para uma jornada que começou há duas décadas.

A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

Washington Post

por Michael O'Sullivan

"X-Men: Fênix Negra" é um caso sombrio e até mesmo fúnebre, mas não de uma maneira elegante. Apesar do que soa como uma guerra total, o filme, na maior parte das vezes, é como um psicodrama exuberante, tudo parece entediante, como um jogo de "pedra, papel e tesoura".

A crítica completa está disponível no site Washington Post

Observatório do Cinema

por Caio Lopes

Nada consegue aliviar ainda a sensação de que, em um capítulo que supostamente seria o clímax, tudo também aparente tão estático. As escolhas da direção de Kinberg provam-se repetitivas.

A crítica completa está disponível no site Observatório do Cinema
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top