Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Oito Mulheres e um Segredo
    Nota média
    3,0
    30 publicações
    • Almanaque Virtual
    • Cinema com Rapadura
    • Cinepop
    • Cineweb
    • Collider
    • Estado de São Paulo
    • The Playlist
    • Papo de Cinema
    • Rubens Ewald
    • Ccine10
    • CineClick
    • Cinema em Cena
    • Cineplayers
    • Folha de São Paulo
    • New York Times
    • O Globo
    • Plano Crítico
    • Rolling Stone
    • Screen Rant
    • The Hollywood Reporter
    • Variety
    • Veja
    • Washington Post
    • Boston Globe
    • Chicago Sun-Times
    • ScreenCrush
    • Screen International
    • Télérama
    • The Guardian
    • Critikat.com

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    30 críticas da imprensa

    Almanaque Virtual

    por Raíssa Rossi

    O mais importante é mostrar que mulheres unidas conseguem o que quiserem e que têm capacidade ser quem quiserem, mesmo que sejam “profissões” escusas, como hacker, ladra, dona de bar estelionatária e interceptadora de caminhões.

    A crítica completa está disponível no site Almanaque Virtual

    Cinema com Rapadura

    por Robinson Samulak Alves

    Trata-se de um entretenimento eficiente e interessante. Várias piadas funcionam e as que sobram não chegam a ofender. Mas o longa se garante mais como uma obra divertida, que talvez não faça o público gargalhar...

    A crítica completa está disponível no site Cinema com Rapadura

    Cinepop

    por Karolen Passos

    "Oito Mulheres e um Segredo" é sem sombras de dúvidas um filme sobre heist que estávamos precisando. Tem os elementos necessários, cumpre o propósito e para que tudo fique melhor ainda: são oito mulherões da p*rra arrasando durante uma hora e cinquenta minutos.

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Cineweb

    por Neusa Barbosa

    "Oito Mulheres e um Segredo" é uma aventura que pode até visar acima de tudo divertir – o que consegue com sobras – mas ganha uma camada extra por sintonizar no tema do empoderamento feminino que está no ar de uma maneira natural, inteligente, sutil, charmosa.

    A crítica completa está disponível no site Cineweb

    Collider

    por Matt Goldberg

    Traz celebridades famosas se divertindo enquanto planejam um elaborado roubo que vai surpreender não apenas pelo objeto a ser roubado, mas pela maneira que o grupo inventa para roubá-lo.

    A crítica completa está disponível no site Collider

    Estado de São Paulo

    por Luiz Carlos Merten

    Em fase de empoderamento feminino, Hollywood não está nem aí para a tal de ética. As mulheres querem ser as melhores em tudo – até no crime. [...] "Oito Mulheres" está tendo alta aceitação nas redes sociais. O estúdio já fala em continuação. Ross poderia se livrar da maldição e continuar no comando.

    A crítica completa está disponível no site Estado de São Paulo

    The Playlist

    por Kimber Myers

    Existe pouco conflito aqui para além do próprio roubo, e essas personagens soam tão familiares que você pode achar que já as conhece. [...] Mas o grande elenco e o roteiro de Ross e Olivia Milch tornam o procedimento surpreendentemente inovador e sempre divertido.

    A crítica completa está disponível no site The Playlist

    Papo de Cinema

    por Marcelo Müller

    "Oito Mulheres e um Segredo" conserva o charme ligado à contravenção, ao crime executado sem violência, baseado em orquestrações lógicas, num intrincado e improvável encaixe de peças.

    A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

    Rubens Ewald

    por Rubens Ewald Filho

    Verdade que o diretor não está no auge da forma e poderia ter realizado tudo com mais humor e brilho. Mas o filme é bem divertido, bem fotografado e se começa devagar vai crescendo e melhorando chegando a uma conclusão muito simpática e bem sucedida.

    A crítica completa está disponível no site Rubens Ewald

    Ccine10

    por Emílio Faustino

    Longe de ser um filme ruim, “Oito Mulheres e Um Segredo” entrega um filme morno sem clímax, com um humor que eventualmente funciona. Em uma analogia livre, parece um carro com o motor ligado que não chega a engatar.

    A crítica completa está disponível no site Ccine10

    CineClick

    por Thamires Viana

    Mesmo que seja feito para ser leve e divertido, o longa não consegue empolgar logo de cara, já que o primeiro ato se entrega à monotonia. Seguindo a mesma linha do original, todo o plano é contato de forma avessa, o que tira de "Oito Mulheres e Um Segredo" a oportunidade de se tornar único.

    A crítica completa está disponível no site CineClick

    Cinema em Cena

    por Pablo Villaça

    [...] se há um componente de "Oito Mulheres e um Segredo" com chances reais de ser lembrado na temporada de premiações, este é o trabalho brilhante da figurinista Sarah Edwards, que evoca o glamour necessário em uma produção como esta...

    A crítica completa está disponível no site Cinema em Cena

    Cineplayers

    por Rafael W. Oliveira

    O entretenimento está lá, a ironia dos diálogos é um prato cheio [...], o elenco deita e rola no que lhes é cabível fazer e nos contagia com a descontração, mas quando nos damos conta, a nova aventura não sai disso.

    A crítica completa está disponível no site Cineplayers

    Folha de São Paulo

    por Inácio Araújo

    Se o filme se oferece como uma boa diversão dominical, é por esse tipo de investimento, graças ao qual torcemos para que o roubo dê certo. Afinal, ele é a única coisa verdadeira que acontece por ali.

    A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

    New York Times

    por Manohla Dargis

    Dirigido por Gary Ross, que escreveu o roteiro junto com Olivia Milch [...], o filme é relativamente fácil [...]. No entanto, em algum momento, entre a primeira e a segunda hora, você passa a desejar que [Steven] Soderbergh - produtor aqui - também tivesse dirigido “Oito Mulheres e Um Segredo”.

    A crítica completa está disponível no site New York Times

    O Globo

    por Daniel Schenker

    Ross investe com habilidade no humor — nem sempre politicamente correto. [...] O roteiro de Ross e Olivia Milch, que detalha as etapas do plano audacioso, não prima pela originalidade. Funciona, porém, dentro da proposta de um entretenimento competente.

    A crítica completa está disponível no site O Globo

    Plano Crítico

    por Bruno dos Reis Lisboa Pires

    O time de Debbie é o grande ponto forte do filme. São personagens fortes e carismáticas, mesmo que as vezes apelando para estereótipos femininos. A sorte do filme é que Ross sabe que não é nenhum Soderbergh, então ele usa de suas limitações para dar ainda mais espaço às atrizes.

    A crítica completa está disponível no site Plano Crítico

    Rolling Stone

    por Bruna Veloso

    Não deixa de ser prazeroso ver tantas atrizes competentes juntas, porém "Oito Mulheres e um Segredo" carece de um clímax – as coisas se desenrolam sem grandes percalços, não há um antagonista de fato nem sequer um momento de se agarrar à cadeira do cinema em antecipação.

    A crítica completa está disponível no site Rolling Stone

    Screen Rant

    por Molly Freeman

    "Oito Mulheres e um Segredo" é uma continuação divertida da franquia "Onze Homens", adotando características de seus antecessores, mas oferecendo muitos elementos novos através do elenco, locações e do novo roubo.

    A crítica completa está disponível no site Screen Rant

    The Hollywood Reporter

    por David Rooney

    Em vez de reinventá-las como personagens recém-formados, [Gary] Ross se limita a tratar Debbie e Lou estritamente como clones femininos de Danny de [George] Clooney e Rusty Ryan de Brad Pitt [...]. O objetivo de reconstruir o glamouroso crime em torno das mulheres era fazer a diferença.

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    Variety

    por Owen Gleiberman

    A primeira coisa a se dizer de "Oito Mulheres e um Segredo" é que ele pega o carma ruim que foi atrelado injustamente ao remake de "Ghostbusters", e joga no lixo. Pois aqui está uma sequência com os gêneros trocados que não só funciona bem, mas torna toda a "novidade" do conceito quase irrelevante.

    A crítica completa está disponível no site Variety

    Veja

    por Miguel Barbieri Jr.

    A fórmula foi bem reciclada. Embora dirigida de forma burocrática e contenha furos e situações improváveis no roteiro, a trama ganha pelo charme, elegância e humor em um delicioso “filme de roubo”.

    A crítica completa está disponível no site Veja

    Washington Post

    por Michael O'Sullivan

    O que dá a esse gênero mais do que um breve toque de interesse é o elenco feminino, liderado por Sandra Bullock e que inclui um grupo de artizes em fortes papéis coadjuvantes. [...] este novo filme não reinventa nem desonra de sua inspiração...

    A crítica completa está disponível no site Washington Post

    Boston Globe

    por Ty Burr

    No intervalo entre execução e inspiração, você percebe coisas que não deveria: a quantidade de maquiagem em algumas personagens, as oportunidades perdidas no roteiro, a maneira como o filme se baseia nas personas estabelecidas dos atores...

    A crítica completa está disponível no site Boston Globe

    Chicago Sun-Times

    por Richard Roeper

    Enquanto o elenco, espetacularmente talentoso e amável, tem o poder de fogo e o carisma para combinar com os conjuntos abastecidos por testosterona dos filmes anteriores, "Oito Mulheres e um Segredo" é mais um vôo suave do que uma aventura emocionante.

    A crítica completa está disponível no site Chicago Sun-Times

    ScreenCrush

    por Erin Oliver Whitney

    Este é um elenco dos sonhos interpretando as criminosas, e especialmente interessante por substituir os atores da franquia masculina. Mas por mais empolgante que seja o elenco de "Oito Mulheres e um Segredo", o filme não é tão divertido quanto deveria ser.

    A crítica completa está disponível no site ScreenCrush

    Screen International

    por John Hazelton

    O ator britânico e apresentador de TV, James Corden, ganha um papel maior no último ato da história, mas até mesmo seu charme fofo e seu cachê na cultura pop não conseguem fazer com que esta comédia de ação decole.

    A crítica completa está disponível no site Screen International

    Télérama

    por Jérémie Couston

    O tipo de prazer prometido pelo gênero (o filme de caça) se perde em meio aos esforços da produção, limitados à inversão do gênero (masculino / feminino).

    A crítica completa está disponível no site Télérama

    The Guardian

    por Benjamin Lee

    O filme fica ameaçando relaxar e permitir que as mulheres tenham a liberdade de recriar a vibe divertida que fez dos filmes de Soderbergh tão populares, mas há uma incompetência gritante do diretor Gary Ross de trazer tantas estrelas e não saber o que fazer com elas.

    A crítica completa está disponível no site The Guardian

    Critikat.com

    por Fabien Reyre

    O filme fracassa desde os primeiros minutos. Culpa de um roteiro preguiçoso que nunca consegue trazer um pouco de originalidade a uma receita tão gasta que já perdeu todo o sabor, e particularmente aos diálogos incrivelmente banais.

    A crítica completa está disponível no site Critikat.com
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top