Meu AdoroCinema
    Oito Mulheres e um Segredo
    Média
    4,1
    493 notas e 46 críticas
    24% (11 críticas)
    28% (13 críticas)
    33% (15 críticas)
    11% (5 críticas)
    4% (2 críticas)
    0% (0 crítica)
    Você assistiu Oito Mulheres e um Segredo ?

    46 críticas do leitor

    Nelson J
    Nelson J

    Segui-los 96 seguidores Ler as 869 críticas deles

    2,5
    Enviada em 7 de junho de 2018
    Filme esquemático sobre criminosa que sai da cadeia, tendo planejado um sofisticado plano para roubar um colar Cartier de US$ 150 milhões e ao mesmo tempo se vingar do seu parceiro de crime que a abandonou e saiu livre. Atrizes famosas e Rihanna fazem um daqueles filmes chatos e previsíveis. A única sacada que vale a pena é entender porque o colar não foi roubado no meio do filme, substituindo o original pelo falso. Há explicação convincente, mas dois personagens sacam o plano e se unem para ganhar sua parte. Ninguém é honesto, parece o congresso brasileiro. Atrizes com rostos plastificados e anti-naturais são destaque. Diverte e só.
    NäyLøN Ä.
    NäyLøN Ä.

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 22 de junho de 2018
    massa de mas amei o filme de Rihanna e Sia também uns dos melhores filmes que Rihanna fez em todo esse tempo...
    Rodrigo Gomes
    Rodrigo Gomes

    Segui-los 28 seguidores Ler as 374 críticas deles

    4,0
    Enviada em 7 de junho de 2018
    Muito bom. Não esperava menos que isso. Com esse incrível elenco e a rebarba das outras três histórias, teria que ser interessante. Senti falta de algum personagem marcante dos outros filmes realizando a ponte, além disso, também falta algo...Talvez mais ação. Contudo, a linha se mantém fiel a primeira ideia... E é bem legal. Com os toques irreverentes ele é arrematado. Que venham as continuações.
    Ana J.
    Ana J.

    Segui-los

    3,0
    Enviada em 9 de junho de 2018
    Eu gostei e recomendo, mas achei que as sequências dos filmes com os homens foram muito melhores. Além disso, acho que o potencial das atrizes não foi muito bem explorado, elas são capazes de fazer papéis bem mais criativos. Mas é um ótimo filme!!
    Duda S.
    Duda S.

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 13 de junho de 2018
    Gostei bastante do roteiro e adorei a performance das atrizes principais. Nada me deixa tão feliz quanto ver mulheres poderosas interpretando outras mulheres poderosas. Não é um filme que normalmente eu assistiria, mas quando vi o elenco, fiquei ansiosa para a estréia. Amei cada segundo e saí da sessão extasiada querendo uma sequência.
    Thiago V.
    Thiago V.

    Segui-los Ler as 6 críticas deles

    2,5
    Enviada em 14 de junho de 2018
    Tudo igual aos outros filmes, mudaram muito pouco.O filme se arrasta muito, até ficar bom, e ter um pouco de ação.
    Yasmin V.
    Yasmin V.

    Segui-los Ler as 10 críticas deles

    3,5
    Enviada em 18 de julho de 2018
    Quando fui assistir já imaginava que ia ser um filme meio que previsível, mas mesmo assim gostei. Recomendo.
    Higor V.
    Higor V.

    Segui-los

    3,5
    Enviada em 22 de julho de 2018
    Achei cansativo a historia, filme lembra muito os 11 homens, tudo se encaixa no final, poderia ter mais suspense.
    Jackson A L
    Jackson A L

    Segui-los 15 seguidores Ler as 316 críticas deles

    2,5
    Enviada em 23 de setembro de 2018
    Filme repleto de personalidades (atrizes, modelos, esportistas) que embora divertido em algumas cenas, sem consistência e também porque não dizer, previsível. Não é que seja descartável, mas com certeza há muito melhores do gênero e com roteiro parecido.
    Drih S.
    Drih S.

    Segui-los 22 seguidores Ler as 274 críticas deles

    4,0
    Enviada em 13 de janeiro de 2019
    OITO MULHERES E UM SEGREDO (Ocean's 8 O original Onze Homens e um Segredo foi lançado em 1960, dirigido por Lewis Milestone e protagonizado por Frank Sinatra (como Danny Ocean). 40 anos depois, Steven Soderbergh traz sua refilmagem com uma trilogia que se passa por Onze Homens e um Segredo (2001), Doze Homens e Outro Segredo (2004) e Treze Homens e um Novo Segredo (2007), todos protagonizados por George Clooney (como Danny Ocean), além de estrelas como Brad Pitt, Julia Roberts, Matt Damon e Catherine Zeta-Jones. 11 anos depois, chega a hora do novo spin-off da trilogia, ou a versão feminina de Onze Homens e Um Segredo. O diretor que esteve mais familiarizado em trabalhar com mulheres no primeiro "Jogos Vorazes", Gary Ross, está na direção juntamente com Olivia Milch nos roteiros, além da produção de Steven Soderbergh e a participação de George Clayton Johnson, criador dos personagens originais. Em tempos atuais do empoderamento feminino e da guerra travada pelas mulheres pela sua igualdade e seu reconhecimento, principalmente na industria hollywoodiana, chega Oito Mulheres e um Segredo. Um longa estrelado somente por mulheres, sem as participações masculinas nos papeis principais, que traz um elenco recheadíssimo de belas, talentosas e lindas atrizes como Sandra Bullock, Cate Blanchett, Anne Hathaway, Helena Bonham Carter, Sarah Paulson, Mindy Kaling, Awkwafina, Rihanna e Dakota Fanning. Assim como na trilogia de Soderbergh, aqui o alvo principal é um roubo de um colar estimado no valor de míseros 150 milhões de dólares. A história se passa pela cabeça da equipe, Debbie Ocean (Bullock), a irmã de Danny Ocean, que está recentemente liberta da prisão depois de 5 anos. Sua equipe conta com uma antiga parceira no crime, Lou (Blanchett), uma designer de moda totalmente endividada, Rose Weil (Bonham Carter), uma especialista em diamantes, Amita (Mindy Kaling), uma bela hacker, Nine Ball (Rihanna), uma ladra especializada, Constance (Awkwafina), uma estrategista, mãe suburbana e ex-parceira de crime de Debbie, Tammy (Paulson) e uma celebridade e alvo do assalto, a atriz Daphne Kluger (Hathaway). Mesmo com um roteiro batido e clichê, e você praticamente já sabendo qual será o final, Ocean's 8 surpreende em nos entregar um longa que te prende de todas as formas em suas quase 2h. Você não consegue se desgrudar da tela ao longo de cada cena, desde a libertação de Debbie, até passar pela formação da equipe, chegando no ato final (o roubo). O filme é muito bom, bem dirigido, bem arquitetado, principalmente na cena do roubo, que me impressionou a forma como tudo foi planejado e colocado em prática (assim como na trilogia de Soderbergh), e digo mais, o roubo vai muito além do colar de 150 milhões, é isso que deixa o filme ainda mais convincente e gostoso de se acompanhar. Gary Ross entrega um filme bem projetado, com uma direção plausível, com um roteiro até redondinho, com um elenco carismático, o que é muito importante para a imersão e a empatia do espectador. E nisso ele se mostra muito competente, ao criar um clima perfeito para o desenrolar de sua trama, dando os espaços necessários para cada uma se desenvolver e se apresentar ao grupo (por mais que você possa achar corrido no filme), sem perder a essência, por mais que a sua história já não seja algo inovador. A fotografia é muito bem destacada, salta aos nossos olhos e somos completamente maravilhados com a beleza de cores vivas, com jóias, colares, vestidos exuberantes, adereços, cenários (destaque para a cena do jantar que antecede o roubo). A trilha sonora é bem modesta para um filme nessa temática, não se destaca, porém não chega a comprometer. Sandra Bullock é o cérebro arquitetônico por trás de todo plano projetado, além de irmã de Danny Ocean, ela está agindo praticamente em família e buscando uma vingança doce e pessoal. Gostei da atuação de Bullock, ela conseguiu dar o tom necessário para sua personagem, com aquele ar superior que sempre estava um passo à frente dos problemas. Cate Blanchett junto com Sandra Bullock foram as duas melhores de todo filme. Elas conseguiram atingir uma química formidável e Blanchett esteve muito bem, criando uma personagem bem interessante, que funcionava não somente ao lado de Bullock, mas como um todo (não poderia ser diferente, Cate Blanchett é uma atriz maravilhosa). Anne Hathaway é um encanto de mulher, dona da boca mais sexy de hollywood e de um talento sem igual. Hathaway nos ganha pelo carisma e inteligência, por nos apresentar uma personagem que se passa por boba e alvo fácil para o plano de Debbie, porém ao final ela nos surpreende, entregando uma bela reviravolta - sensacional (Anne Hathaway eu te amo). A sempre talentosa Helena Bonham Carter nos brinda com sua presença em cena, por mais que ela não tenha um "grande" destaque, mas só por ser Helena Bonham Carter já vale o ingresso. Sem falar que ela entregou uma personagem muito funcional para os planos de Debbie, se mostrando muito hábil quando necessário - Bonham Carter estava se divertindo em cena. Sarah Paulson está bem modesta, faz bem o feijão com arroz, não compromete, mas também não se destaca. Assim como Mindy Kaling, Awkwafina e Rihanna, todas estiveram um degrau abaixo das atrizes que eu já destaquei acima - é mais decorar o texto e expor suas falas nos momentos certos e basicamente só. Ainda tivemos uma pequena participação de Dakota Fanning, como Penélope Stern, umas das celebridades que foi usada para confrontar Daphne Kluger. Uma modesta participação de Dakota em meio as atrizes consagradas - eu achei que ela fosse participar mais, uma pena. No mais: Oito Mulheres e um Segredo é um bom filme, me prendeu, me entreteve, garantiu 2h com bastante diversão na companhia desse elenco de mulheres maravilhosas. Vale a pena conferir! [13/01/2019]
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top