Meu AdoroCinema
  • Meus amigos
  • Meus cinemas
  • Notas Express
  • Minha coleção
  • Minha conta
  • Promoções
  • Desconectar
Kardec
Média
4,2
164 notas e 39 críticas
67% (26 críticas)
13% (5 críticas)
10% (4 críticas)
8% (3 críticas)
0% (0 crítica)
3% (1 crítica)
Você assistiu Kardec ?

39 críticas do leitor

Daniel O
Daniel O

Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 20/05/19
Brilhante atuação, o filme nos transporta para a França antiga, muitas vezes foi impossível conter a emoção, nos restaura a fé, aquela fé inabalável, todos de Parabéns, super recomendo...
Ismênia N
Ismênia N

Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 24/05/19
KARDEC: a história por trás do nome Kardec: a história por trás do nome, foi lançado nos cinemas, em todo o Brasil, no último dia 16, quinta-feira. O filme conta o drama e a luta de um homem cético que “desdenhava da febre” do momento: invocações de espíritos por toda Paris, resultando na fenomenologia das mesas girantes. Rivail, logo se deu conta de sua missão: a de trazer à luz do conhecimento espiritual a revelação da Doutrina dos Espíritos, a qual tem como princípios básicos: Deus, a imortalidade da alma, a reencarnação, a comunicabilidade dos espíritos, os diversos mundos habitados, o Evangelho de Jesus em consonância com as máximas morais e a relação do homem encarnado com os desencarnados, e sua relação com o mundo corporal. Além de analisar a existência do mundo real primitivo, onde todos fomos criados, ou mundo dos espíritos, ou ainda, mundo espírita. O filme mostra a trajetória do cientista e pedagogo Hippolyte Léon Denizard Rivail, Allan Kardec, interpretado pelo ator Leonardo Medeiros, que em entrevista à Folha declara-se sobrinho neto de Eurípedes Basanulfo (médium mineiro). O elenco conta ainda com a presença de Sandra Corveloni, prêmio em Cannes, melhor atriz em Linha de Passe, 2008, trazendo relevância para o papel da esposa de Kardec. Kardec desejava que suas obras fossem lidas, não por ser de autoria de um homem das Letras e da Ciência, mas pela relevância de seu conteúdo. Como educador, cientista e autor de diversos livros e traduções da época, sabia que, se mantivesse seu nome original, certamente venderia muito, seria cômodo inclusive. Para Rivail, o conteúdo, filosófico – científico era mais importante que seu próprio nome. Este é o motivo de adotar o nome de uma encarnação pregressa, Allan Kardec. Foram 15 anos de muito trabalho, tudo escrito a mão; em um tempo que não havia luz elétrica. Entregou-se completamente a cumprir sua missão dada pelos Espíritos Superiores trabalhando incansavelmente. Tudo isso só foi possível graças à sua persistência e coragem. Foram muitas as incompreensões e perseguições. A esposa Amélie Gabrielle Boudet foi a grande incentivadora nas horas difíceis. Baseado no livro do jornalista Marcel Souto Maior, Wagner de Assis, diretor do filme, conseguiu ilustrar a época com fotografia, figurino, direção de arte. Toda ambientação nos remetia à histórica Paris de 1800. Uma verdadeira viagem no tempo. A igreja de Notre-Dame aparece inúmeras vezes no filme. Todas as filmagens foram realizadas antes do incêndio, ocorrido no último 15 de abril. O filme tem tudo para estar na lista dos melhores da Academia Brasileira de Cinema, e até mesmo concorrer a prêmios nacionais e internacionais. Conforme toda obra realizada por homens, sempre haverá algum quesito em que este ou aquele apontará como imperfeito, como em desacordo. Mas, sem entrarmos no mérito da questão, haja vista que somos falíveis e imperfeitos, digo apenas que o mais importante foi mostrar as lutas e as dificuldades de Kardec no século XIX para a conclusão de seu trabalho. Segundo o Portal Veja, 253 mil pessoas em todo o Brasil foram aos cinemas para assistir ao filme no último fim de semana, o qual arrecadou 4,4 milhões de reais. Fica o convite para quem ainda não foi assistir a ele, conhecer a história de um homem que trouxe a doutrina dos espíritos superiores à humanidade. O filme, biográfico, concede a oportunidade de arrancarmos os pré-conceitos que não mais deveriam fazer parte de nós, em pleno século XXI. Ismênia Nunes - Jornalista Ismenianunes.jornalismo@gmail.com
Tatiana D.
Tatiana D.

Segui-los 13 seguidores Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 22/05/19
Sensacional, emocionante, uma lição de fé e amor! Como entender que realmente só a caridade nos levará a um mundo melhor. Indico de olhos fechados.
Ronaldo J
Ronaldo J

Segui-los Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 21/05/19
Excelente filme biográfico. Linda fotografia e enredo. Para os que não conhecem a Doutrina Espírita, é uma bela síntese de como ele foi descoberta. Aos conhecedores, uma oportunidade de visualizar a história e renovar os ideais.
Cris
Cris

Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 18/05/19
Excelente Filme. Recomendo a amantes do cinema, religiosos e ateus. Bela fotografia, figurino excelente. Atores muito bons, direção primorosa.
Aline R
Aline R

Segui-los Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 25/05/19
Surpreendente! A tradução de um trabalho de muita pesquisa, retratando com seriedade a história do codificador da doutrina espírita. Kardec, cético, investiga através de métodos científicos para que a fé não fosse uma fé cega, conta ainda com o apoio de sua esposa Amelie, que esteve ao seu lado o tempo todo, apesar de todo preconceito. A incrível fotografia que retrata Paris em 1800 garante o clima, a luz, ou seja completam a obra deixando-a ainda mais real.
Alvaro Sá de Castro M.
Alvaro Sá de Castro M.

Segui-los Ler as 6 críticas deles

5,0
Enviada em 21/05/19
Uma verdadeira aula de Espiritismo e da história de Kardec. O comportamento de Kardec deve inspirar até os não espíritas que assistirem. Sei que, cinematograficamente, o filme deixa um pouco a desejar. A forma é meio teatral. O conteúdo, entretanto é excelente. Sei que os cinéfilos ortodoxos vão torcer o nariz para a minha nota. Aínda assim, não posso deixar de dar nota cinco. Parabéns aos realizadores, produtores e elenco.
Érick Nascimento
Érick Nascimento

Segui-los 1 seguidor Ler as 28 críticas deles

3,5
Enviada em 27/05/19
Pra mim é difícil pontuar o filme em um cunho religioso uma vez que não me representa. Porém, como obra, o filme tem uma bela fotografia, a direção entrega bons planos e um roteiro polido.
Oscar B
Oscar B

Segui-los 1 seguidor Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 24/05/19
Adorei o filme que mostra fielmente a historia de Alan kardec, recomendo para os seguidores da doutrina espirita como para as demais pessoas que querem conhecer como foi o inicio desta doutrina maravilhosa.
Ícaro G
Ícaro G

Segui-los Ler a crítica deles

0,5
Enviada em 29/05/19
Filme se visto como documentário até dá pra aceitar. Porem visto como filme, é bem tedioso e não natural. Conversas são teatrais e mecanizadas dando uma sensação de uma novela/seriado bem ruim. Parece que o filme foi feito para pessoas que já são espíritas e que tem quase 100 ano de idade. Talvez por isso as falas sejam tão não naturais e mecanizadas.
Quer ver mais críticas?
  • As últimas críticas do AdoroCinema
Back to Top