Meu AdoroCinema
    Bingo - O Rei das Manhãs
    Nota média
    3,9
    16 publicações
    • Ccine10
    • O Globo
    • Cinepop
    • Papo de Cinema
    • CineClick
    • Folha de São Paulo
    • Observatório do Cinema
    • Omelete
    • Veja
    • Zero Hora
    • Cinema com Rapadura
    • Cinemascope
    • Almanaque Virtual
    • Cineplayers
    • Cineweb
    • Críticos.Com.Br

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    16 críticas da imprensa

    Ccine10

    por Kadu Silva

    O roteiro [...] é brilhante, primeiro porque ele consegue criar o mito do misterioso palhaço de forma precisa e além disso, descontrói o homem por detrás da máscara, diante das frustrações de um real reconhecimento que nunca teve, tudo de forma orgânica e sem pudor.

    A crítica completa está disponível no site Ccine10

    O Globo

    por André Miranda

    “Bingo, o Rei das Manhãs” retrata esse mundo que parece totalmente absurdo, mas que foi praticamente ontem. E não se deixe enganar pelo tema: o filme, apesar de todas as caretas e piadas, é um drama dos grandes.

    A crítica completa está disponível no site O Globo

    Cinepop

    por Pablo R. Bazarello

    O roteiro de Luiz Bolognesi ("Bicho de Sete Cabeças") usa com base a estrutura da ascensão e declínio, reproduzida por diversos gêneros, como filmes de máfia, por exemplo, vide "Scarface" (1983), mas injeta tanta vida em suas entrelinhas que a produção transcende por conta própria...

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Papo de Cinema

    por Robledo Milani

    Augusto é intempestivo, debochado, irreverente, sedutor e inconsequente. Assim também é este longa, com exceção deste último quesito: o diretor sabe muito bem o que está buscando, e cada passo, cena ou tomada é resultado de muito estudo e análise.

    A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

    CineClick

    por Daniel Reininger

    O grande trunfo da obra é como ela captura o espírito da cultura pop no Brasil, com seu jeito nonsense, psicodélico e sem limites. Bingo se torna o símbolo do clima de zoeira dos anos 80 e, apesar de se passar 30 anos atrás, é mais atual do que nunca.

    A crítica completa está disponível no site CineClick

    Folha de São Paulo

    por Cássio Starling Carlos

    Vladimir Brichta, que sob a máscara de Bingo mostra ser mais do que um ator mediano, também brilha. Se incluirmos na conta o momento levanta-defunto da aparição de Emanuelle Araújo no papel de Gretchen, o filme passa fácil de "bom" a "muito bom".

    A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

    Observatório do Cinema

    por Juca Claudino

    Um exame sobre a cultura pop brasileira, sobretudo aquela dos anos 80, concluindo seu caráter carnavalesco e por vezes erótico, seu vínculo aos programas de auditório da TV aberta e os pontos que o distinguem do público americano.

    A crítica completa está disponível no site Observatório do Cinema

    Omelete

    por Marcelo Forlani

    Mais do que duas horas de escapismo, "Bingo - O Rei das Manhãs" é uma sessão de terapia. No escuro do cinema, você vai ver que os temas tratados ali não ficaram nos anos 1980 e que não estamos falando de Augusto.

    A crítica completa está disponível no site Omelete

    Veja

    por Tiago Faria

    Premiado montador de "Cidade de Deus", "Tropa de Elite" e "RoboCop", Daniel Rezende estreia como diretor de longa-metragem em um trabalho primoroso. [...] O êxito está em dois lados: na sinceridade como a história é contada e na realização esfuziante de Rezende.

    A crítica completa está disponível no site Veja

    Zero Hora

    por Marcelo Perrone

    Pode não ser a salvação da lavoura do cinema brasileiro contra a praga da comédia indigente que floresce reciclando receitas ao gosto do público. [...] Mas é bem provável que [...] mostre que é possível, sim, dialogar com um número expressivo de espectadores sem abrir mão de ambições formais...

    A crítica completa está disponível no site Zero Hora

    Cinema com Rapadura

    por Diogo Rodrigues Manassés

    O que fica da produção é um diretor muito promissor para o cinema nacional e um ator no seu auge. O que é contado é pura curiosidade, em um roteiro que em nada chama a atenção. Um filme que faz rir um pouco com o palhaço, mas que emociona mesmo quando ele tira a maquiagem.

    A crítica completa está disponível no site Cinema com Rapadura

    Cinemascope

    por Sttela Vasco

    Colorido e cheio de energia, "O Rei das Manhãs" comete o erro de se perder em sua própria história em alguns momentos e pesar a mão no drama chegando a níveis quase novelísticos. O roteiro, assinado por Luís Bolognesi, em determinados pontos [...] faz algumas viradas um tanto abruptas.

    A crítica completa está disponível no site Cinemascope

    Almanaque Virtual

    por Zeca Seabra

    O roteiro [...] é repleto de licenças poéticas, embora não consiga ir além do desenvolvimento regular de qualquer cinebio que o cinema nacional insiste em produzir. Conta-se apenas uma história [...] com fortes cargas melodramáticas, assumindo um protocolo sentimental e sedutor.

    A crítica completa está disponível no site Almanaque Virtual

    Cineplayers

    por Pedro Tavares

    Dos contrastes às cores e composições de planos e movimentos de câmera, é um filme muito eficiente. Quando ensaia a sugestão de um personagem solitário e problemático, o que sobrepõe ainda é a imagem.

    A crítica completa está disponível no site Cineplayers

    Cineweb

    por Alysson Oliveira

    O premiado montador Daniel Rezende [...] estreia na direção com segurança. Mas talvez deixando se contagiar pelo clima de excessos do personagem e da época retratada, acaba se levando por um certo exibicionismo técnico.

    A crítica completa está disponível no site Cineweb

    Críticos.Com.Br

    por Luiz Fernando Gallego

    A vida real pode ser melodramática, mas a dramaturgia não precisaria derrapar na pieguice. [...] O roteiro de Luiz Bolognese e a direção de Daniel Rezende, entretanto, fizeram, à medida que o filme avança, um evidente recurso a esta linguagem de fácil apelo popular.

    A crítica completa está disponível no site Críticos.Com.Br
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top